Acumulação Primitiva do Capital

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Acumulação Primitiva do Capital por Mind Map: Acumulação Primitiva do Capital

1. Leis terroristas que legalizavam torturar quem fosse considerado vagabundo.

1.1. Iniciou-se no Reinado do Henrique VII

1.2. Henrique VIII

1.3. Eduardo IV

2. Processo gradativo do feudalismo para o capitalismo

2.1. Característica principal é a separação de classe

2.2. Ocorreu na Europa, pincipalmente na Inglaterra

2.3. Expropriação

2.4. Violencia

2.4.1. Mortes

2.4.2. Saques

2.5. Interrupção do servo com a gleba

2.6. Dinheiro transformado em capital

2.6.1. Classe possuidora do dinheiro

2.6.1.1. Explorador

2.6.2. Meios de Subsistência

2.6.3. Trabalhadores Livres

2.6.4. Meios de Produção

3. Expropriação dos camponoses

3.1. Expulsão violenta do campesinato da terra, ainda, feudal.

3.1.1. Ruína e abandono do campo

3.2. Conhecimento de novos métodos para a obtenção de metais

3.3. Criação de ovelhas

3.3.1. Florescimento da manufatura Flamenga de lã

3.3.2. Aumento dos preços

3.4. Guerras feudais desmantelaram a nobreza feudal

3.5. Transformação de terra de lavoura em pastagem

4. Legislação Sanguinária

4.1. Devido a difícil adaptação da nova classe trabalhadora

4.1.1. Converteram-se em mendigos, assaltantes, vagabundos

4.2. Exploração elevada

4.3. Lei para compressão dos salários

4.3.1. Proibição de pagamentos de salários maiores que o permitido por lei.

4.4. Século XVI

4.4.1. Piora na situação dos trabalhadores

5. Arrendatário Capitalista

5.1. Bailiff = primeira forma de rendeiro que é o servo

5.1.1. Substituição pelos Landlords que proviam de sementes, gados e utensílios agrícolas

5.1.1.1. Landlord explora trabalho assalariado

5.2. Metáyer é meio rendeiro

5.2.1. Divide o produto global com o landlord conforme contrato determinado

5.2.1.1. Desaparece com o passa do tempo

5.2.1.1.1. Sendo substituido pelo arrendatário

6. Tendências da História

6.1. O servo expropriado transformado em proletariado

6.1.1. Condições de trabalho em capital

6.2. Trabalhador

6.2.1. Vende a força de trabalho

6.2.2. É explorado

6.2.3. Há competição uns com os outros

6.3. Produção Capitalista

6.3.1. Centralização de capitais

6.3.2. Expropriação capitalista

6.3.3. Desenvolvimento da aplicação técnica consciente da ciência

6.3.4. Exploração planificada da terra

6.3.5. Caráter internacional do regime

6.4. Monopólio do Capital

6.5. Revolta da classe operária

6.6. Expropriação dos expropriadores

6.6.1. Início da propriedade privada

7. Repercursão da Revolução Agrícola

7.1. Empobrecimento do povo

7.2. Enriquecimento dos arrendatários

7.2.1. Aumento da pecuária

7.2.1.1. Adubação da terra por meio do gado

7.3. Inflação

7.4. Longa duração, podendo chegar a 99 anos.

7.5. Queda no valor dos metais