Psicologia Organizacional e do Trabalho

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Psicologia Organizacional e do Trabalho por Mind Map: Psicologia Organizacional e do Trabalho

1. Transformações no mundo do Trabalho

1.1. Avanços em tecnologia, comunicação, capital intelectual, gestão do conhecimento, alianças estratégicas...

1.2. Fordismo : distanciamento entre concepção e execução

1.3. Toytismo: explora contribuições cognitivas do trabalhador para gerar maior competitividade da empresa

1.4. Processo de industrialização enfraquece condições de trabalho e divisão de renda.

1.5. Organizações em rede, terceirização

1.6. Inovações tecnológicas exigem novas habilidades e competências

1.7. Novas competências: equilíbrio entre vida profissional e familiar, ética. Idéia de comunidade organizacional

1.8. Atuação do psicólogo

1.8.1. A psicologia fornece apoio e legitimidade aos métodos administrativos voltados aos processos relativos ao mundo do trabalho

1.8.2. Psicólogo atuando em vários subcampos (técnico, estratégico, político)

1.8.3. Psicólogo atuando em equipes multidisciplinares

1.8.4. Psicólogo intervindo em campos mais complexos da própria organização (processos de mudanças). Aumento da capacidade estratégica e alto desempenho de equipes

1.8.5. Construção psicossocial e suas influências na saúde do trabalhador.

1.8.6. Formação profissional e reorientação de carreira

2. Constituição Histórica e Atuação Clássica

2.1. Desenvolvimento Internacional:

2.1.1. Fim do século XIX e início do XX: Crescente Industrialização

2.1.2. Psicologia: Eficiênica e desempenho trabalho.Ex: Avaliação e Seleção de funcionário.

2.1.3. 1913 - Psycology and industrial efficiency. Maximizar o ajuste da pessoas aos cargos

2.1.4. 1889 - Laboratórios de Psicologia aplicada ao trabalho

2.1.5. Taylor - Administração científica :práticas organizacionais orientadas para produtividade. Estudo dos tempos e movimentos.

2.1.6. Ambiente e tecnologias para aumentar a eficência dos fatores humanos. Sistematização dos processos de avaliação.

2.1.7. 1920: Mayo - Estudos Hawthorne: importância de considerar fatores sociais implicados em situação de trabalho.Eradas relações humanas.

2.1.8. 1930: Ciências do Comportamento - Incentivos financeiros para não financeiros

2.1.9. Atuação do sindicato

2.1.10. 1950: Maslow propoe a Teoria da Hierarquia das Necessidades Humanas

2.1.11. 1960: McGregor -Teoria X (tradicional) e Teoria Y (emergente) sobre a essência dos trabalhadores

2.1.12. Segunda metade século XX: novas práticas de gestão.Ex: Gestão da Qualidade Total, cultura da aprendizagem, empowerment.

2.2. Desenvolvimento do POT no Brasil

2.2.1. Século XIX Economia escravocrata

2.2.2. Racionalização e caráter científico aos processos produtivos

2.2.3. Taylor - Adm Científica/ Eficiência econômica

2.2.4. 1929 - Instituto de seleção e oriententação profissional de Pernambuco

2.2.5. 1960: Psicologia como apoio aos métodos administrativos

2.2.6. Pós Guerra: aumento produtivo, consolidação das leis trabalhista e desenvolvimento do pais.

2.2.7. Psicólogo restrito a área de seleção de pessoal

2.2.8. Década de 90: novas práticas de gestão

3. Visão geral e campo de intervenção

3.1. Compreender o comportamento das pessoas na construção produtiva das ações do trabalho

3.1.1. Comportamento humano e trabalho: natureza dos processos de organização do trabalho e seus impactos psicossociais

3.1.2. Comportamento no trabalho e a organização: compreensão dos fenômenos organizacionais apoiados na diversidade individual

3.1.3. Ação humana e a organização: políticas e práticas que revelam estratégia utilizada para organizar ação individual congruentes a missão da empresa.

3.2. Diversidade de fenômenos que suscitam interesse de pesquisa e demandam intervenções do psicólogo organizacional do trabalho

3.3. O domínio da Psicologia Organizacional e do Trabalho envolve vários âmbitos de análise e de intervenção

3.3.1. Individual. Ex.: Qualidade de desempenho, satisfação do trabalho, nível de estresse

3.3.2. Grupal. Ex.: Estilos de liderança, processo de comunicação, conflitos

3.3.3. Organizacional. Ex.: Dinâmica cultural, desenho de tarefas, modelo de organização

3.3.4. Contextual ou ambiental. Ex.: Mudanças tecnológicas, políticas e sociais.

3.3.5. Domínio amplo de conhecimento partilhado por várias áreas preocupados com o trabalho humanos, seu contexto e condições.

3.4. A POT para cumprir a sua missão como área de conhecimento e campo de intervenção requer, necessariamente, estreita interface com outras áreas e campos

3.5. Perspectivas do campo e desafios para construção da identidade do POT brasileiro

3.5.1. A POT consolidou-se como uma disciplina científica

3.5.2. Crescente contribuição para a prática de gestão das organizações

3.5.3. Atuação não só como especialista e consultor, mas também como pesquisador e agente de mudança

3.5.4. Deficiências de formação e treinamento do psicólogo organizacional

3.5.5. O psicólogo ainda não é incluído no âmbito profissional das organizações e do trabalho pela maior parte da população

3.5.6. É indispensável que o psicólogo seja capaz de analisar e compreender os processos organizacionais imbricados no contexto em que atua