Ambiente e Estrutura nos Estudos Organizacionais: um estudo das diferentes visões do papel do gestor

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Ambiente e Estrutura nos Estudos Organizacionais: um estudo das diferentes visões do papel do gestor por Mind Map: Ambiente e Estrutura nos Estudos Organizacionais: um estudo das diferentes visões do papel do gestor

1. Problematização: Qual a visão das diferentes escolas de TO sobre o papel do gestor como agente de inovação organizacional?

2. Objetivo: Reunir estudos da área de TO onde serão confrontadas as visões sobre o papel do gestor como responsável pelas mudanças dentro das organizações.

3. Justificativa: Ao reduzir o papel do gestor como agente de mudanças dentro das organizações, a TO perderia sua característica prescritiva, tornando-se apenas descritiva.

3.1. The term “organization theory" is a misnomer because this body of scholarship includes empirical research and prescriptive analyses of managerial problems as well as theory. Osborn, Richard N and others (1995). Blackwell Encyclopedic Dictionary of Organizational Behavior. London: Blackwell Publishers.

4. Tópicos

4.1. 1- As Diferentes Perspectivas sobre a Teoria das Organizações

4.1.1. Objetivo: fazer uma revisão das teorias organizacionais que possuem impacto para a análise a ser feita no artigo

4.1.2. 1.1- Teorias tradicionais

4.1.2.1. Citar fontes diferentes do AKTOUF, sobre mudança organizacional (diferente de cultura organizacional)

4.1.3. 1.2- Teoria de Sistemas Abertos

4.1.3.1. KATZ e KAHN (1976)

4.1.3.2. MOTTA (1971)

4.1.3.3. PIZZA (1986)

4.1.3.4. BATAGLIA (2009)

4.1.4. 1.3- Teoria Contingencial

4.1.4.1. DONALDSON (1999)

4.1.4.2. BATAGLIA (2009)

4.1.5. 1.4- Ecologia Organizacional

4.1.5.1. CUNHA (1999)

4.1.5.2. CALDAS e CUNHA (2005)

4.1.6. 1.5- Gestão Estratégica

4.1.6.1. CHILD (1972)

4.1.6.2. BATAGLIA (2009)

4.2. 2. Debates Centrais na Teoria das Organizações

4.2.1. Objetivo: correlacionar as teorias no que tange o papel do gestor

4.2.2. ASTLEY e VAN DE VEN (2005)

4.2.3. PETENATE (1997)

4.2.4. LEBLEBICI (1997)

4.2.5. IZETTI e BILICH (2002)