O BRASIL NOS QUADROS DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
O BRASIL NOS QUADROS DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL por Mind Map: O BRASIL NOS QUADROS DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL

1. HB é ligada à expansão comercial colonial europeia na época moderna.

2. O Brasil refletiu em sua formação os problemas e mecanismos de conjunto que agitaram a política interna portuguesa

3. Competição entre as potências europeias.

4. É na história do sistema geral da colonização europeias determinações que influenciaram a vida econômica e social do Brasil e o encaminhamento político desta região.

4.1. A atividade colonizadora dos europeus é exploração comercial que vinha sendo utilizada pelos portugueses nos entrepostos do Atlântico desde o séc. XV. É mais complexa pois envolve povoamento, organização de economia complementar voltada para a metrópole.

5. Ocorre a intervenção direta dos empresários europeus no âmbito da produção.

6. Coexistem: exploração comercial + intervenção na produção.

7. É um desdobramento da expansão marítima e comercial.

8. Colonização agricultura tropical + valorização das terras descobertas + sua posse.

9. Razões: O monopólio dos produtos orientais pelos venezianos e muçulmanos, a escassez de metais, dificuldades técnicas e econômicas exigia mobilização de recursos empresariais. O Estado centralizado mobilizou recursos em escala nacional e desencadeou os mecanismos de exploração comercial e colonial.

10. Expansão marítima se orientará para os interesses da burguesia comercial Para os Estados Modernos as colônias se transformam em instrumentos de poder Tensões entre as potências pela partilha do mundo colonial. Legitimação da posse de terras pelo papa e que foi negada pelo resto da Europa.

11. Os Estados modernos se fortaleceram

11.1. enriquecimento da burguesia mercantil.

12. O estado propôs:

12.1. fim das aduanas internas;

12.2. tributação em escala nacional,

12.3. unidade de pesos e medidas,

12.4. política tarifária protecionista,

12.5. balança de comércio favorável.

13. A colonização visa desenvolver os fins do mercantilismo e a ele se subordina. Resguardar suas áreas das demais potências. Administração a partir da metrópole. Preocupação fiscal Monopólio do sistema comercial

14. Monopólio – colônias preenchem função histórica.

14.1. Responde a estímulos externos.

14.2. A burguesia força a baixa dos preços até se tornar anti-econômica sua produção.

14.3. A revenda a preço de mercado favorece grandes margens de lucro.

14.4. Revender os produtos europeus nas colônias a preços de mercado

15. Escravidão escandalizou a sociedade europeia e desencadeou racionalizações sutis por parte da igreja.

15.1. Governos tentaram cobrar a exploração de massas humanas – especialmente da população indígena.

15.2. Indígenas – visão paradisíaca para guerra justa. Resistência indígena e dos Jesuítas. Por isso a mão de obra negra é + lucrativa.

16. América Espanhola - criaram empresas e se utilizaram dos índios via repartimientos e encomiendas. Provocaram a morte da maioria dos indígenas.

17. Inglaterra no séc. XVII implantou nas colônias o trabalho servil temporário e pagavam as viagens. Faltou mão de obra e se utilizaram dos negros.

18. As crises político-religiosas, o movimento dos enclosures estimularam a migração rural-urbana para as colônias. Formaram colônias de povoamento.

19. Nova Inglaterra – sua vida se orientava para o Caribe, costa africana e a Europa.

20. Havia trabalho livre, pequenos proprietários, produção diversificada para o consumo interno, baixo nível de rentabilidade.

21. Estruturas da vida econômica: tráfico negreiro, servidão, trabalhador livre, pequeno proprietário e grandes.

22. Agrária: latifúndio. São exigidas grandes inversões de capital e se organizam em forma de grandes empresas.

23. Apresentam atraso tecnológico, caráter predatório e cíclico.

24. Sociedade estamental – castas incomunicáveis.