Genética

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Genética por Mind Map: Genética

1. Conceitos Básicos

1.1. Cromossomos Homólogos: são cromossomos iguais, pertencentes ao mesmo par

1.2. Cromossomos Sexuais: cromossomos X e Y, que contém os genes que definem o sexo

1.3. Cromossomos Autossomos: cromossomos não sexuais

1.4. Herança ligada ao sexo: determinada pelos genes situados no cromossomo X

1.5. Herança holândrica: determinada pelos pelos genes situados no cromossomo Y

1.6. Herança autossômica: determinada pelos genes situados nos cromossomos autossômicos

1.7. Alelos: são genes diferentes que ocupam o mesmo lócus genético, no mesmo par de homólogos, e que definem variedades diferentes do mesmo caráter

1.8. Lócus genético: posição ocupada pelos alelos nos cromossomos

1.9. Gene dominante: gene que manifesta as características fenotípicas tanto em homozigose quanto em heterozigose

1.10. Gene recessivo: gene que manifesta as características fenotípicas somente em homozigose

1.11. Homozigoto: organismo que possui genes iguais no genótipo

1.12. Genótipo: genes que o indivíduo possui que determinam certa característica

1.13. Fenótipo: aspecto ou caráter discernível que o indivíduo apresenta

2. Mendel

2.1. 1ª Lei

2.1.1. Cada característica do indivíduo é determinada por um par de genes homólogos

2.2. 2ª Lei

2.2.1. Os genes são transmitidos aos gametas de forma independente, recombinando-se ao acaso e formando todas as combinações possíveis

3. Dominância/Recessividade

3.1. Uma herança é dita recessiva quando determinada característica só se expressa em homozigose, ou seja, um alelo sozinho não é capaz de manifestar determinada característica

3.2. Dizemos que uma herança é dominante quando apenas um dos alelos é suficiente para manifestar tal característica. Isso quer dizer que esse alelo expressa-se quando está em homozigose ou heterozigose

4. Pleiotropia

4.1. Fenômeno genético em que um único par de alelos é responsável pelo determinismo de dois ou mais caracteres simultaneamente

5. Sistema ABO

5.1. Aglutinogênios

5.1.1. Antígenos encontrados na superfície das hemácias e são responsáveis pela determinação do fenótipo sanguíneo

5.2. Aglutininas

5.2.1. Proteínas encontradas no plasma sanguíneo. As aglutininas são anticorpos que reagem com os aglutinogênios

5.3. Transfusões sanguíneas

5.3.1. Esquema

6. Sistema Rh

6.1. É um importante antígeno presente no sangue de determinadas pessoas, cuja presença significa que a classificação será Rh+. Os indivíduos que não possuem naturalmente o tal antígeno recebem a classificação Rh-

6.2. Eritroblastose fetal

6.2.1. A contece quando os anticorpos do sangue da mãe aglutinam o sangue de um feto causando hemólise

7. Epistasia

7.1. Epistasia de sinal

7.1.1. Interação genética que ocorre quando uma nova mutação surge intervindo, de forma positiva ou negativa, nos efeitos de uma mutação já existente

7.2. Epistasia dentro dos genes

7.2.1. Quando uma mutação deletéria pode ser compensada por uma segunda mutação dentro desse gene, fazendo com que os aminoácidos dentro de uma proteína interajam e sendo considerado por pesquisadores como um dos melhores sistemas para testar as consequências funcionais e evolutivas de epistasia, principalmente nos seres humanos

7.3. Interação entre genes em que um alelo de um gene, ao se expressar, esconde ou mascara a manifestação, ou fenótipo, de outro gene.

7.4. Epistasia dentro dos genes

7.4.1. Quando uma mutação deletéria pode ser compensada por uma segunda mutação dentro desse gene, fazendo com que os aminoácidos dentro de uma proteína interajam e sendo considerado por pesquisadores como um dos melhores sistemas para testar as consequências funcionais e evolutivas de epistasia, principalmente nos seres humanos