Pesquisa Qualitativa

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Pesquisa Qualitativa por Mind Map: Pesquisa Qualitativa

1. Teórico -Metodológico

1.1. embasadas numa linha investigativa interacionista  ≠ Postura positivista no tratamento de dados ( pesquisa quantitativa)

2. Posicionamento epistemológico

2.1. POSITIVISMO:

2.1.1. Método experimental;

2.1.2. levantamento de dados;

2.1.3. bases em Augusto Comte e John Stuart Mill;

2.1.4. estudo do homem

2.1.4.1. Método;

2.1.5. Mira no comportamento das ciências naturais;

2.1.6. Variáveis dependentes e independentes;

2.1.7. Interpretacionistas;

2.1.7.1. o homem é diferente dos objetos

2.1.7.1.1. contanto das pessoas

2.1.8. a vida humana vista como uma atividade interativa e interpretativa;

2.1.9. metodologia etnográfica

3. Tipos de pesquisa qualitativa ( Ludke e Andrade) ( 1986, p.13)

3.1. pesquisa em educação

3.1.1. vertente qualitativa

3.2. PESQUISA ETNOGRÁFICA

3.2.1. começa no início da década de 70

3.2.1.1. técnica quase exclusivamente usada por antropólogos e sociólogos

3.2.1.1.1. nova linha de investigação: antropológica ou estnográfica

3.2.2. descrição de um sistema

3.2.3. não reduz a pesquisa somente ao ambiente escolar;

3.2.4. promove também, a relação entre o que se aprende na escola e o que se passa fora dela;

4. Critérios para o uso de etnografia (Wolcott)

4.1. 1- O problema é redescoberto no campo.

4.2. 2 – O pesquisador deve realizar a maior parte do trabalho de campo pessoalmente

4.3. 3 – O trabalho de campo deve durar pelo menos um ano escolar

4.4. 4 – O pesquisador deve ter tido uma experiência com outros povos de outras culturas

4.5. 5 – A abordagem etnográfica combina vários métodos de coleta

4.6. 6 – O relatório etnográfico apresenta uma grande quantidade de dados primários.

5. Estudo de caso (Ludke e André)

5.1. estuda um único caso

5.1.1. situação singular

5.2. característica:

5.3. 1 – Os estudos de caso visam à descoberta. 2 – Os estudos de caso enfatizam a ‘interpretação em contexto’. 3 – Os estudos de caso buscam retratar a realidade de forma completa e profunda. 4 – Os estudos de caso usam uma variedade de fontes de informação. 5 – Os estudos de caso revelam experiência vicária e permitem generalizações naturalísticas. 6 – Estudos de caso procuram representar os diferentes e às vezes conflitantes pontos de vista presentes numa situação social. 7 – Os relatos de estudo de caso utilizam uma linguagem e uma forma mais acessível do que os outros relatórios de pesquisa (LÜDKE E ANDRÉ, 1986, p. 18-20).

5.3.1. Preocupação com a constante reformulação dos seus pressupostos;

5.3.1.1. conhecimento nunca esta pronto.

5.4. procura retratar a complexidade de uma situação

5.4.1. fica o problema em seu aspecto total

5.5. resultados: formato de relatório final; escrita informal.

5.6. variedade de fontes para coleta de dados

6. O estudo de caso em seu desenvolvimento

6.1. 3 fases:

6.1.1. Exploratório

6.1.1.1. preocupação do terreno de pesquisa

6.1.1.2. definição do objeto

6.1.1.3. especificação dos pontos críticos

6.1.1.4. contato com o campo e com os objetos envolvidos

6.1.1.5. seleção de fontes para coleta de dados

6.1.2. Delimitação do estudo e a coleta de dados

6.1.2.1. identificação dos contornos do problema para coleta de dados sistematicamente

6.1.2.2. seleção de informações;

6.1.2.3. observação podendo ser demonstrada por escrito, visual ou auditiva, slides, fotografias.

7. Técnicas voltadas à pesquisa qualitativa

7.1. Interpretação do mundo real

7.1.1. preocupando-se com o caráter hermenêutico na tarefa de pesquisa sobre a experiência vivida.

7.2. coleta de dados:

7.2.1. Observação participante, entrevista e o método da história de vida

7.3. Observação participante:

7.3.1. os investigadores imergem no mundo dos sujeitos observados, tentando entender o comportamento real dos informantes.

7.4. Participante completo:

7.4.1. o estudioso nunca identifica-se como pesquisador no ambiente observado.

7.4.2. interesse científico desconhecido pela comunidade analisada.

7.5. Participante observador:

7.5.1. O pesquisador tem o prévio consentimento por parte da comunidade analisada.

7.5.2. os sujeitos tem conhecimento do estudo científico.

7.6. Observados com participantes:

7.6.1. O pesquisador não interage muito com os sujeitos a serem estudados

7.6.2. ampliação oral de um questionário

7.7. Observador total ou completo

7.7.1. somente observador

7.7.2. sem interação com os sujeitos

7.8. Entrevista:

7.8.1. coleta de dados

7.8.2. usados nas pesquisas das ciências sociais

7.8.3. permite a captação imediata e corrente da informação.

8. a História de vida

8.1. 1- História da vida abrangente

8.2. 2- História da vida tópica

8.3. 3- História de vida editada

8.4. busca da visão de pessoas, acerca de suas experiências subjetivas

8.5. registro fiel do que contam os sujeitos

9. Características da pesquisa qualitativa ( moreira (2002) ).

9.1. interpretação como foco

9.2. subjetividade enfatizada

9.3. flexibilidade na conduta do estudo

9.4. interesse é no processo e não no resultado

9.5. o contexto como intimamente ligado ao comportamento das pessoas na formação da expeeriência

9.6. influência da pesquisa sobre a situação, o pesquisador também sofre influência da situação.