Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Livro de Joel por Mind Map: Livro de Joel

1. introdução aos Profetas Menores

1.1. São doze livros

1.2. Os doze cobrem um período que vai do século VIII a.C. ao século V a.C.

1.3. Os judeus chamam essa coleção de "Os Doze"

1.4. A designação Profetas Menores foi dado por Agostinho, bispo de Hipona, considerado um dos pais da igreja, que viveu no século IV d.C.

1.5. A razão pela serem chamados de profetas menores é apenas pelo tamanho dos livros

1.6. Oseias

1.7. Joel

1.8. Amós

1.9. Jonas

1.10. Miqueias

1.11. Naum

1.12. Profetizaram  antes, durante e depois da queda de Samaria (Reino do Norte - Israel)

1.12.1. Ano 722 a.C.

1.13. Habacuque

1.14. Sofonias

1.14.1. Profetizaram antes da queda de Jerusalém no ano de 586 a.C., Reino Sul - Judá

1.15. Obadias

1.15.1. Profetizou durante o exílio de Babilônia

1.16. Ageu

1.17. Zacarias

1.18. Malaquias

1.18.1. Profetizaram durante a dominação persa, quando foi permitido aos judeus retornarem a Jerusalém.

2. Autor

2.1. Joel

3. Época

3.1. Provavelmente entre 825 a.C.

4. O nome Joel

4.1. significa: Jeová é Deus

5. Quem é o autor?

5.1. A única informação que se tem de Joel é a que aparece em 1.1 "Palavra do Senhor que foi dirigida a Joel, filho de Petuel."

6. Contexto

6.1. O rei Acazias acabe de morrer

6.2. Atalia, sua mãe, mando matar todos os descentes do rei e declara-se rainha sobre Judá.

6.3. Joás, filho de Acazias, foi escondido e livrado da morte

6.4. Aos 7 anos, Joás é ungido rei.

6.5. Durante este período, Joel desenvolveu seu ministério, provavelmente quando Joás estava com 16 anos.

6.6. A maior característica daquela época era o descaso para com Deus, frieza espiritual.  O povo havia perdido o prazer do relacionamento com Deus.

6.7. O templo estava em ruínas

7. Conteúdo

7.1. DESTRUIÇÃO

7.1.1. Cap. 1-20

7.1.1.1. histórica

7.1.2. 2.1-17

7.1.2.1. profética

7.2. LIVRAMENTO

7.2.1. 2.18-27

7.2.1.1. água

7.2.2. 2.28-32

7.2.2.1. Espírito

7.2.3. 3.1-21

7.2.3.1. Messias

8. Destruição

8.1. Judá, como Israel, teve muitas oportunidades para demonstrar arrependimento e mudança de vida, mas, por causa de sua indiferença, desprezou a Deus e à sua palavra. Então, o Senhor resolveu tornar conhecido o seu veredicto.

8.2. 2 Ouvi isto, vós, velhos, e escutai, todos os habitantes da terra: Aconteceu isto em vossos dias? Ou nos dias de vossos pais?   3 Narrai isto a vossos filhos, e vossos filhos o façam a seus filhos, e os filhos destes, à outra geração.

8.2.1. Um exército devorador

8.2.1.1. 4 O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor. 5 Ébrios, despertai-vos e chorai; uivai, to dos os que bebeis vinho, por causa do mosto, porque está ele tirado da vossa boca.

8.2.1.2. 6 Porque veio um povo contra a minha terra, poderoso e inumerável; os seus dentes são dentes de leão, e ele tem os queixais de uma leoa. 7 Fez de minha vide uma assolação, destroçou a minha figueira, tirou-lhe a casca, que lançou por terra; os seus sarmentos se fizeram brancos.

8.2.1.3. 10 O campo está assolado, e a terra, de luto, porque o cereal está destruído, a vide se secou, as olivas se murcharam. 11 Envergonhai-vos, lavradores, uivai, vinhateiros, sobre o trigo e sobre a cevada, porque pereceu a messe do campo. 12 A vide se secou, a figueira se murchou, a romeira também, e a palmeira e a macieira; todas as árvores do campo se secaram, e já não há alegria entre os filhos dos homens.

8.2.2. Deserto abrasador

8.2.2.1. 19 A ti, ó Senhor, clamo, porque o fogo consumiu os pastos do deserto, e a chama abrasou todas as árvores do campo. 20 Também todos os animais do campo bramam suspirantes por ti; porque os rios se secaram, e o fogo devorou os pastos do deserto.

9. Livramento

9.1. Há três aspectos do livramento de Deus

9.1.1. 1º Julgamento por meio de catástrofes dos gafanhotos e da seca.

9.1.2. 2º e 3º

9.1.2.1. Apontam para o futuro e estão relacionados com a igreja como povo de Deus

9.2. Abundância de água

9.2.1. Cap. 2. 21 Não temas, ó terra, regozija-te e alegra-te, porque o Senhor faz grandes coisas.   22 Não temais, animais do campo, porque os pastos do deserto reverdecerão, porque o arvoredo dará o seu fruto, a figueira e a vide produzirão com vigor.   23 Alegrai-vos, pois, filhos de Sião, regozijai-vos no Senhor, vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva; fará descer, como outrora, a chuva temporã e a serôdia.

9.2.2. 24 As eiras se encherão de trigo, e os lagares transbordarão de vinho e de óleo. 25 Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador, o meu grande exército que enviei contra vós outros. 26 Comereis abundantemente, e vos fartareis, e louvareis o nome do Senhor, vosso Deus, que se houve maravilhosamente convosco; e o meu povo jamais será envergonhado. 27 Sabereis que estou no meio de Israel e que eu sou o Senhor, vosso Deus, e não há outro; e o meu povo jamais será envergonhado.

9.3. Derramar do Espírito

9.3.1. Se para a sequidão da terra era necessário água, para a do coração, era preciso o derramar do Espírito Santos de Deus.

9.3.1.1. Cap. 2. 28 E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões;   29 até sobre os servos e sobre as servas derramarei o meu Espírito naqueles dias.

9.3.1.1.1. Atos2.  16 Mas o que ocorre é o que foi dito por intermédio do profeta Joel: 17 E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne

9.4. A Vinda do Messias

9.4.1. No capítulo 3, Joel apresenta o livramento de Deus ao seu povo, estabelecendo a distinção entre ele e as nações da terra. É uma profecia escatológica, que se cumprimento somente na 2ª vinda de Jesus.

9.4.1.1. Cap. 3. 11 Apressai-vos, e vinde, todos os povos em redor, e congregai-vos; para ali, ó Senhor, faze descer os teus valentes. 12 Levantem-se as nações e sigam para o vale de Josafá; porque ali me assentarei para julgar todas as nações em redor.

10. Conclusão

10.1. Tanto Judá como as nações sentar-se-ão no banco dos réus diante de Deus, estes sofrerão juízo eterno, aquele experimentará das misericórdias do Senhor, que os conduzirá ao arrependimento para salvação, por meio da obra redentora do Messias, que lhe será aplicada por meio do agir do Espírito Santo de Deus.