Amônia: por que é usada nos frigoríficos ? (NR-36)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Amônia: por que é usada nos frigoríficos ? (NR-36) por Mind Map: Amônia: por que é usada nos frigoríficos ? (NR-36)

1. O que é a Amônia?

1.1. Substância Química cuja fórmula é NH3

1.2. Também conhecida como amoníaco quando misturado com água.

1.3. Propriedade Físico-Químico:explode. Elevado calor de vaporização.

1.3.1. Para passar uma molécula de amônia da fase líquida para fase gasosa é necessário fornecer muito calor

1.4. Aplicações: Refrigeração

1.4.1. Por isso seu uso extensivo em frigoríficos, pois seu processo produtivo demanda grande capacidade de refrigeração.

1.5. FISPQ

1.5.1. Gás tóxico e agressivo ao meio ambiente

1.5.2. Odor extremamente penetrante e cáustico, causando dor.

1.5.2.1. Fácil detecção pelo olfato.

1.5.3. Alta solubilidade em água

1.5.3.1. Se dissolve no líquido dos olhos e dos pulmões, causando forte irritação e danos pela sua capacidade corrosiva (cáustica).

1.5.4. Dependendo da concentração do agente, pode causar de irritação até queimaduras, asfixias ou até morte.

1.5.5. Calma!

1.5.5.1. Refrigeradores domésticos não usam amônia, e sim tetrafluoreto que não é agressivo ao ser humano.

2. O que diz a NR-36?

2.1. Item 36.9.3.2

2.2. Medidas de Prevenção Coletivas

2.2.1. a) manutenção das concentrações ambientais aos níveis mais baixos possíveis e sempre abaixo do nível de ação (NR-09), por meio de ventilação adequada;

2.2.2. b) implantação de mecanismos para detecção precoce de vazamentos nos pontos críticos, acoplados a sistema de alarme;

2.2.3. c) instalação de painel de controle do sistema de refrigeração;

2.2.4. d) instalação de chuveiros de segurança e lava olhos;

2.2.5. e) manutenção de saídas de emergência desobstruídas e adequadamente sinalizadas;

2.2.6. f) manutenção de sistemas apropriados de prevenção e combate a incêndios, em perfeito estado de funcionamento;

2.2.7. g) instalação e chuveiros ou sprinklers acima dos grandes vasos de amônia, para mantê-los resfriados em caso de fogo, de acordo com a análise de risco;

2.2.8. h) manutenção das instalações elétricas à prova de explosão, próximas aos tanques;

2.2.9. i) sinalização e identificação dos componentes, inclusive as tubulações;

2.2.10. j) permanência apenas das pessoas autorizadas para realizar atividades de inspeção, manutenção ou operação de equipamentos na sala de máquinas.

3. Por que usar Amônia na Refrigeração Industrial?

3.1. 1. Eficiência energética

3.1.1. A amônia é uma das aplicações mais eficientes disponíveis, com a faixa de aplicação que vai de alta a baixa temperatura. Com o foco crescente no consumo de energia, os sistemas de amônia são uma escolha segura e sustentável para o futuro. Normalmente, um sistema de amônia inundado seria de 15 a 20% mais eficiente do que um DX R404A. Os desenvolvimentos recentes da combinação de NH3 e CO2 contribuiu para aumentar ainda mais a eficiência. NH3/CO2 em cascata é extremamente eficiente para aplicações em baixas e altas temperaturas (abaixo dos -40 ºC), enquanto os sistemas de salmoura de NH3/CO2 são aproximadamente 20% mais eficientes do que as salmouras tradicionais

3.2. 2. Meio ambiente

3.2.1. A amônia é o refrigerante mais ecológico. Pertence ao grupo dos refrigerantes denominados "naturais" e possui zero potencial de aquecimento global (GWP) e zero potencial de deterioração do ozônio (ODP).

3.3. 3. Segurança

3.3.1. A amônia é um refrigerante tóxico e também inflamável em determinadas concentrações. Este é o motivo pelo qual deve ser manuseado com cuidado e também ser projetado com a segurança sempre em mente. Ao mesmo tempo, diferentemente da maioria dos outros refrigerantes, possui um odor característico que pode ser detectado por humanos, mesmo em concentrações muito baixas. Isso fornece um sinal de aviso mesmo em caso de um pequeno vazamento de amônia. Caso seja necessário reduzir a carga de amônia, uma combinação de amônia e CO2 (como em cascata e salmoura) poderia ser uma boa e eficiente opção.

3.4. 4. Menores tamanhos de tubulações

3.4.1. A fase de vapor e líquida da amônia requerem menores diâmetros de tubulações do que a maioria dos refrigerantes químicos.

3.5. 5. Melhor transferência de calor

3.5.1. A amônia possui melhores propriedades de transferência de calor do que a maioria dos refrigerantes químicos e, portanto, pode ser usada em um equipamento com uma menor área de transferência de calor. Desse modo, a construção da instalação custará menos. Porém, da mesma maneira em que essas propriedades também beneficiam a eficiência termodinâmica no sistema, elas também reduzem os custos de operação do sistema.

3.6. 6. Preço do refrigerante

3.6.1. Em diversos países, o custo da amônia (por kg) é consideravelmente inferior ao custo dos HFCs. Esta vantagem é ainda multiplicada pelo fato de que a amônia possui uma densidade mais baixa em fase líquida. Além disso, como qualquer vazamento de amônia será detectado muito rapidamente devido ao odor, qualquer perda em potencial de refrigerante também será mais baixa.

4. Integrantes

4.1. Lucas de Castro

4.2. Saulo Rebouças

4.3. Daniel Moraes

4.4. Jairon Leal