A Chegada da Família Real

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
A Chegada da Família Real por Mind Map: A Chegada da Família Real

1. A fuga

1.1. Napoleão nesse momento era Imperador da França e buscava a todo custo expandir os seus domínios territoriais.

1.2. Portugal é intimado por Napoleão a aderir ao bloqueio continental ,onde ele quer a todo custo isolar a Inglaterra do restante da Europa

2. A chegada

2.1. Os portugueses desembarcaram em Salvador em meio a muita comemoração em 23 de Janeiro de 1808.

2.2. Em 7 de Março do mesmo ano eles enfim chegaram ao Rio de Janeiro, que seria nomeado a sede oficial da coroa.

3. A partida

3.1. A esquadra portuguesa, que saiu do porto de Lisboa em 29 de novembro de 1807, ia comandada pelo vice-almirante Manuel da Cunha Souto Maior. Integravam-na as seguintes embarcações

3.1.1. Naus,Fragatas,Brigues e Escunas

3.2. A família real embarcara desde o dia 27 de novembro, tomando-se a bordo as últimas decisões.

4. Conclusão

4.1. Enquanto o Brasil era colônia de Portugal, o Brasil enfrentou com bravura e venceu os piratas, os franceses e os holandeses. Ocorreram muitas lutas internas e muitos perderam a sua vida para tentar tornar seu país livre e independente de Portugal. Essa luta durou mais de trezentos anos.

5. As Vantagens para o Rio de Janeiro com vinda da familia real.

5.1. No Rio de Janeiro a corte tratou de reorganizar o Estado, com a nomeação dos ministros. Assim, foram sendo recriados todos os órgãos do Estado português: os ministérios do Reino, da Marinha e Ultramar, da Guerra e Estrangeiros e o Real Erário, que, em 1821, mudou o nome para Ministério da Fazenda. Também foram recriados os órgãos da administração e da justiça: Conselho de Estado, Desembargo do Paço, Meda da Consciência e Ordens, Conselho Supremo Militar.

5.2. Durante o período que D. João permaneceu no Brasil, foram tomadas algumas medidas, que trouxeram progresso para o país.

5.3. Foram criados, nesse período: o Banco do Brasil em 12 de outubro de 1808, para servir de instrumento financeiro do Tesouro Real, embora a sua finalidade declarada fosse a de atuar como instituição creditícia dos setores produtivos – comércio, indústria e agricultura; a Academia de Belas-Artes; a Casa da Moeda; a fábrica de pólvora; o arsenal da Marinha.

6. A proclamação da independência do Brasil

6.1. Dom Pedro estava voltando à São Paulo, após uma viagem a Santos. Era 16 horas e 30 minutos do dia 07 de setembro de 1822, quando o correio alcançou Dom Pedro nas margens do rio Ipiranga e entregou-lhe as cartas. Ele começou a lê-las.

6.1.1. A notícia se espalhou por todo o Brasil. O povo cantou e dançou nas ruas. O Brasil não era mais uma nação acorrentada.

6.1.2. No dia seguinte, iniciou a viagem de retorno ao Rio de Janeiro. Na capital foi saudado como herói.

6.1.3. No dia 1º de dezembro de 1822, aos 24 anos, foi coroado imperador do Brasil e recebeu o título de Dom Pedro I. Festejos da aclamação de D. Pedro I à Imperador do Brasil