Montagem da bateria labial superior

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Montagem da bateria labial superior por Mind Map: Montagem da bateria labial superior

1. Efeito Cizalheante

2. Incisivo central (21)

2.1. Eixo axial, face proximal, face vestibular e borda incisal

3. Incisivo lateral (22)

4. Canino (23)

4.1. 11, 12, 13

4.2. DVO

4.2.1. Leptoprosopos 4mm

4.2.2. Euriprosopos 2mm

4.2.3. Overjet / Overbite

5. Montagem da bateria labial inferior

5.1. Incisivos centrais (31 e 41)

5.1.1. Eixo axial, face proximal, face vestivular e borda incisal

5.2. Incisivos laterais (32 e 42)

5.3. Caninos (33 e 43)

6. Montagem dos dentes posteriores

6.1. Traçar linhas guias: -Distal do canino inferior (V - L) -Linha milo-hióidea e oblíqua externa -Cúspide de trabalho (inferiores) -Sulco principal (superiores)

6.2. Dentes: 14, 15, 16 e 24, 25, 26

6.2.1. Corredor bucal

6.3. Dentes: 44, 45, 46 e 34, 35, 36

6.3.1. Finalização

7. Moldagem final (Definitiva)

7.1. Silicone de condensação (Xantopren Vl Plus > Lisanda) - Pasta leve.

7.2. Vedamento posterior - Cera fluida no limite posterior da prótese

7.3. Gesso pedra tipo IV

8. Envio para o laboratótio

9. CEROPLASTIA por indução

9.1. Técnica da base definitiva

9.2. Transporte

9.3. Descrição técnica

9.4. Caracterização de Vestíbulo

9.5. Demuflagem (2h30min)

9.6. Entrega da Prótese e cuidados

9.7. Teste oclusal (rolete de algodão)

9.8. Sabão neutro

9.9. 10 minutos em H2O + Peróxido de Hidrogênio

9.10. Trocar a cada 5 anos

10. Prótese Imediata

10.1. Controle da hemorragia

10.2. Proteção a feridas cirúrgicas

10.3. Impede perda imediata da DVO

10.4. Evita espraiamento lingual

10.5. Permite fonação e mastigação

10.6. Controle mais rigoroso da oclusão

10.7. Adaptação pelo paciente

10.8. Moldagem (em muitos casos é a parte mais difícil!)

10.9. Uso por 48h antes do reembasamento

11. "Soft Liners

11.1. Estomatites protéticas

11.2. Proteção de implantes e overdentures

11.3. Reembasamento

11.4. Facilidade de manuseio

11.5. Estabilidade dimensional

11.6. Pouca solubilidade

11.7. Perda de plastificadores

11.8. Alteração de volume

11.9. Perda de cor

12. Prótese sobre implantes

12.1. Edentulismo parcial e total

12.2. Ausências unitárias

12.3. Extremo livre

12.4. Fatores que interferem a osseointegração

12.4.1. Higiene precária

12.4.2. Relações maxilares

12.4.3. Distância entre os dentes

12.5. OSSEOINTEGRAÇÃO

13. Síndrome da Combinação

13.1. Prótese total superior e Prótese Parcial Removível de extremo livre inferior

13.1.1. Sinais e Sintomas

13.2. REEMBASAMENTO