Construção do slogan

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Construção do slogan por Mind Map: Construção do slogan

1. Antíteses,hipérbole, ironia, eufemismo,e a prosopopéia.

2. Catacrese Figura de linguagem através da qual uma palavra é empregada com sentido alterado, em relação à sua real significação, por falta de uma palavra própria: embarcar num trem; folha de papel; enterrar uma agulha na pele.

3. Ironia Ação de dizer o oposto do que se quer expressar

4. A comparação e muito utilizada , porém deve se atentar as exigências de auto- regulamentação. evitando assim confrontos inapropriado.

5. publicitários com recorrem frequência a esterótipos, chavões e clichês

6. A metáfora é um recuso estilístico muito utilizado no texto publicitário, podendo causa aproximação com o target podendo utilizar de uma linguagem informal ou cotidiana.

7. Silepse, pleonasmo, elipse, zeugma e o anacoluto

8. Slogan = frase pequena e marcante com intuito de fixar marca ou produto.

9. Zeugma Gramática Figura pela qual se subentendem, numa ou mais frases ou orações, palavras expressas em outra frase ou oração precedentes.

10. Pleonasmo Repetição de uma palavra ou conceito, sendo seu uso correto em casos cujo propósito é enfatizar ou intensificar o que está sendo dito: "chorar um pranto"

11. Elipse Gramática Omissão de uma ou de várias palavras que não são indispensáveis para a compreensão da frase: elipse do sujeito, do verbo.

12. Silepse Gramática Figura de sintaxe pela qual a concordância das palavras na frase se faz segundo o significado, e não segundo as categorias gramaticais. Retórica Emprego de uma palavra no sentido próprio e no figurado, ao mesmo tempo.

13. O texto publicitário tem como finalidade persuasiva , contribuindo em diversas maneiras na redação.

14. As figuras de significação possui finalidade de chamar atenção do receptor, curiosas e impactantes.

14.1. Metonímia substitui alguns termos de uma frase e evidencia características e valores que devem ser destacados.

14.2. metonímia pode -se conhecer traços culturais do interlocutor e evidencia características.

14.3. Perífrase Processo que consiste em expressar por muitas palavras o que se poderia dizer em poucos termos; rodeio, circunlóquio.

14.4. Hipérbole Exagero; figura de linguagem expressiva que enfatiza através do exagero da significação linguística: morrer, chorar de rir.

14.5. Antítese Figura de ênfase estilística que consiste em aproximar palavras ou expressões de sentido contrário: punem-se os inocentes e premiam-se os culpados.

14.6. Eufemismo alavra, expressão ou ideia, que suaviza o sentido de outra, geralmente reduzindo sua carga negativa, rude ou vulgar

14.7. prosopopeia Figura de linguagem através da qual são atribuídos sentimentos, comportamentos, ideias humanas aos seres inanimados, animais etc; personificação.

15. A construção de uma marca e feita pela construção do slogan

15.1. Recusos linguísticos são utilizados

15.2. comparação, metonímia,catacrese e parafase

16. as figuras de construçãoAs figuras de construção ocorrem quando desejamos atribuir maior expressividade ao significado. Assim, a lógica da frase é substituída pela maior expressividade que se dá ao sentido.

17. Figuras de construção transmitem grande valor, facilita a a brevidade.

18. Construção do slogan

18.1. Antíteses,hipérbole, ironia, eufemismo,e a prosopopéia.

18.2. Catacrese Figura de linguagem através da qual uma palavra é empregada com sentido alterado, em relação à sua real significação, por falta de uma palavra própria: embarcar num trem; folha de papel; enterrar uma agulha na pele.

18.3. Ironia Ação de dizer o oposto do que se quer expressar

18.4. A comparação e muito utilizada , porém deve se atentar as exigências de auto- regulamentação. evitando assim confrontos inapropriado.

18.5. publicitários com recorrem frequência a esterótipos, chavões e clichês

18.6. A metáfora é um recuso estilístico muito utilizado no texto publicitário, podendo causa aproximação com o target podendo utilizar de uma linguagem informal ou cotidiana.

18.7. Silepse, pleonasmo, elipse, zeugma e o anacoluto

18.8. Slogan = frase pequena e marcante com intuito de fixar marca ou produto.

18.9. Pleonasmo Repetição de uma palavra ou conceito, sendo seu uso correto em casos cujo propósito é enfatizar ou intensificar o que está sendo dito: "chorar um pranto"

18.10. Elipse Gramática Omissão de uma ou de várias palavras que não são indispensáveis para a compreensão da frase: elipse do sujeito, do verbo.

18.11. Silepse Gramática Figura de sintaxe pela qual a concordância das palavras na frase se faz segundo o significado, e não segundo as categorias gramaticais. Retórica Emprego de uma palavra no sentido próprio e no figurado, ao mesmo tempo.

18.12. Zeugma Gramática Figura pela qual se subentendem, numa ou mais frases ou orações, palavras expressas em outra frase ou oração precedentes.

18.13. O texto publicitário tem como finalidade persuasiva , contribuindo em diversas maneiras na redação.

18.14. As figuras de significação possui finalidade de chamar atenção do receptor, curiosas e impactantes.

18.14.1. Metonímia substitui alguns termos de uma frase e evidencia características e valores que devem ser destacados.

18.14.2. metonímia pode -se conhecer traços culturais do interlocutor e evidencia características.

18.14.3. Perífrase Processo que consiste em expressar por muitas palavras o que se poderia dizer em poucos termos; rodeio, circunlóquio.

18.14.4. Hipérbole Exagero; figura de linguagem expressiva que enfatiza através do exagero da significação linguística: morrer, chorar de rir.

18.14.5. Antítese Figura de ênfase estilística que consiste em aproximar palavras ou expressões de sentido contrário: punem-se os inocentes e premiam-se os culpados.

18.14.6. Eufemismo alavra, expressão ou ideia, que suaviza o sentido de outra, geralmente reduzindo sua carga negativa, rude ou vulgar

18.14.7. prosopopeia Figura de linguagem através da qual são atribuídos sentimentos, comportamentos, ideias humanas aos seres inanimados, animais etc; personificação.

18.15. A construção de uma marca e feita pela construção do slogan

18.15.1. Recusos linguísticos são utilizados

18.15.2. comparação, metonímia,catacrese e parafase

18.16. as figuras de construçãoAs figuras de construção ocorrem quando desejamos atribuir maior expressividade ao significado. Assim, a lógica da frase é substituída pela maior expressividade que se dá ao sentido.

18.17. Figuras de construção transmitem grande valor, facilita a a brevidade.

18.18. New node