Luz, trevas e o método científico.

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Luz, trevas e o método científico. por Mind Map: Luz, trevas e o método científico.

1. Já havia o pensamento religioso e já havia o pensamento prático.

2. Ao mesmo tempo que as explicações pelo divino eram criadas, surgia também uma outra forma de pensar, baseada na tentativa e erro. Eram os artesãos, a eles não importava explicação do porque do funcionamento das coisas, desde que funcionasse.

2.1. Os artesãos produziram instrumentos cortantes que auxiliavam na caça, manipulando barro criaram utensílios para armazenamento de grãos, entre outras coisas.

2.1.1. Graças a forma de pensar dos artesãos, surgiram ferramentas que permitiram a construção de pirâmides, palácios e esculturas.

3. Big bag

3.1. Surge a terra, os seres vivos de forma geral.

3.1.1. O homo sapiens sapiens está no planeta a aproximadamente 200 mil anos, já os grandes macacos, por exemplo, estão a mais de 60 milhões de anos.

3.1.1.1. O homem é uma das espécies mais recentes do planeta, mas a única que tem a preocupação de entender a natureza.

3.1.1.1.1. O homem usa a ciência para entender a natureza.

4. As primeiras tentativas do homem de explicar os fenômenos naturais como doenças, cataclismas e morte passavam pelo sobrenatural, pelo divino.

4.1. A figura central que interpretava o divino era o curandeiro ou o xamã. Eram intérpretes da vontade de Deus, possuíam poderes inquestionáveis e exigiam submissão total.

4.1.1. Com o passar do tempo, diversas culturas deram personalidade aos fenômenos da natureza, exemplo: na Grécia, os raios eram enviados por Zeus, para os nórdicos, os trovões eram enviados por Thor.

4.1.1.1. Várias civilizações surgiram e perpetuaram esse tipo de pensamento, várias religiões chegaram a pregar sacrifício humano.

5. 700 anos antes de Cristo surgiram na Grécia os filósofos: Sócrates, Platão e Aristóteles.

5.1. Eles acreditavam que nem tudo surgia do divino, que alguns fenômenos podiam ser explicados pela lógica e observação.

5.1.1. Aristóteles ao observar os navios se aproximando dos portos, percebeu que seus mastros e velas cresciam para só depois aparecer o resto do barco. Observou também o eclipse lunar e, usando sua lógica, concluiu que a terra é redonda.

5.1.2. Hipócrates, contestava que todas as doenças teriam origem divina. Tentando provar com seus estudos a origem de cada doença

5.2. Surgiu num grupo limitado do planeta uma nova forma de pensar, que lentamente estava se propagando e mudando a maneira de ser do homem.

6. Imperador Constantino contrai lepra, converte-se ao cristianismo, aconselhado pelo papa, em busca da cura pelo divino.

6.1. Segundo a lenda, o imperador de fato, se curou. Então converteu todo império romano ao cristianismo de maneira forçada, impondo sua vontade.

6.1.1. Outras formas de pensar, que não a religiosa foram perseguidas e o divino voltou a ser a única explicação para todas as coisas.

6.1.1.1. Nessa época, a Europa atravessou um dos períodos mais sombrios da história da humanidade, a era das trevas. A fé condenada todos que fugissem do padrão imposto. Guerras eram travadas em nome de Deus.

6.1.1.1.1. Plantações eram abandonadas por homens que eram obrigados a ir para a guerra. Com isso, ficava difícil conseguir alimentos. Ao fim da guerra, os que não morriam de fome, sucumbiam às mais diversas doenças.

7. A partir do século XII, instaura-se a santa inquisição, e a perseguição da igreja tornou-se oficial. Os inquisidores vigiavam todos o tempo inteiro,

7.1. O auge dessa prática foi quando o clérigo Torquemada promoveu, com o apoio dos reis da Espanha a maior perseguição motivada pela intolerância religiosa.

7.1.1. Dezenas de hereges foram condenados nos autos da fé, cerca de um terço da população espanhola foi dizimada pela inquisição.

7.1.1.1. As mais perseguidas eram as mulheres, por serem associadas ao pecado original e por sua sexualidade

8. A primeira academia conhecia foi em Naples, na Itália, entre 1560 e 1565, pelo experimentalista Batista Della Porta. Ela congregava pessoas interessadas no experimentalismo em contraposição à explicação religiosa.

8.1. Eles defendiam que haviam fenômenos naturais que podiam ser estudados, observados, experimentados e testados, que não estavam vinculados ao conceito do divino.

8.1.1. A academia foi fechada pela inquisição, sob alegação de que os acadêmicos faziam bruxaria.

8.2. Em Floresça, Frederico Cesi associou-se a Galileu Galilei e juntos criaram a Academia dos Linces. Porém, também foi fechada pela Igreja.

9. Francis Bacon dizia que a observação deve ser substanciada pelo experimento, não confiar somente na lógica, mas sim, testar a ideia e experimentá-la.

10. Em 1919, foi fundada a Universidade de Cambridge, exclusivamente para o ensino religioso. Mas, posteriormente passou a ensinar Física, Matemática etc.

10.1. Pela primeira vez, religiosos e experimentalistas ensinavam no mesmo lugar. Dessa forma, a ciência como conhecemos hoje, começou a se desenvolver.

10.1.1. O método científico abriu caminho para a revolução científica, as academias ajudaram a disseminar e consolidar esta atitude, as ciências naturais avançaram enormemente, a vida do homem no planeta mudou radicalmente nos últimos 150 anos.

10.1.1.1. Daí em diante vieram várias invenções como a roda, diligências, máquinas a vapor, locomotivas.avião, submarinos.

11. A partir do século 17, surge o Iluminismo

11.1. John Locke defendia as liberdades individuais e propriedades particular

11.2. Valtaire pregava a liberdade de pensamento e condenava a intolerância religiosa.

11.3. Jean-Jacques Rousseau em "O contrato social" defende o estado voltado para o bem comum e a vontade geral contestando a propriedade privada.

11.4. Diderot buscava o conhecimento universal como uma forma de libertar o homem.

12. Aproveitando-se do caos causado pela inquisição, Napoleão coroou a si mesmo imperador. Ele e seus soldados eram considerados heróis.

12.1. Os soldados napoleônicos saqueavam vilas, matavam pessoas e promoveram diversas guerras. Ao final das guerras napoleônicas, estima-se que mais de 2 milhões de pessoas morreram na Europa.

13. Karl Marx publica o manifesto comunista, no qual faz uma dura crítica ao modo de produção capitalista e identifica o proletariado como classe social capaz de reverter sua precária situação.

13.1. Rosseau defendia o princípio da soberania popular e a igualdade de direitos, contestando a sociedade tal como estava organizada,

14. Na Europa, berço do iluminismo, governos totalitários obtiveram o poder.

14.1. Nazistas espalharam terror e medo.

14.1.1. A bomba atômica foi enviada à Hiroshima e Nagasaki, matando mais de 350 mil pessoas, sendo destas, 60 mil crianças.

14.1.1.1. Ao final da segunda guerra mundial, em 1945, criou-se a ONU, que seria a responsável por manter a paz entre as nações.