SINDROMES HEMORRAGICAS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
SINDROMES HEMORRAGICAS por Mind Map: SINDROMES HEMORRAGICAS

1. 1ª METADE DA GRAVIDEZ

1.1. Gravidez ectópica

1.1.1. Nidação fora do útero

1.1.2. Tubária é a mais frequente

1.1.3. Dor e sangramento é comum

1.1.4. Útero menor que IG

1.1.4.1. amolecimento do colo

1.1.5. Dor pélvica

1.1.6. Dosagem de BHCG muito importante

1.1.7. Atentar-se BGCG >/ 1,500mUI/ml

1.1.7.1. Probabilidade grande

1.2. Abortamento

1.2.1. Ameaça de abortamento

1.2.1.1. sangramento pequeno e médio

1.2.1.2. Colo fechado

1.2.1.3. Sem infecção

1.2.1.4. USG

1.2.1.5. Repouso e analgesia

1.2.2. Abortamento completo

1.2.2.1. comum IG < 8s

1.2.2.2. Colo útero pode estar aberto

1.2.2.3. Cavidade uterina vazia ou coágulos

1.2.3. Abortamento inevitável/incompleto

1.2.3.1. Maior sangramento

1.2.3.2. Dor mais forte

1.2.3.3. Colo aberto

1.2.3.4. <12s AMIU ou curetagem

1.2.3.4.1. misoprostol 400 a 600µg SL

1.2.3.5. >12 s miso 600µg SL VO ou 400µg SL

1.2.4. Abortamento retido

1.2.4.1. Colo fechado

1.2.4.2. Sem perda sanguína

1.2.4.3. < 12s miso 200µg VV ou 4 cp 200µg 12/12hs 3 doses.

1.2.4.3.1. Curetagem ou AMIU

1.2.4.4. 13 e 17s miso VV 200µg 6/hs 4 doses

1.2.4.5. 18 e 22s 100µg VV 6/6hs 4 doses

1.2.5. Abortamento infectado

1.2.5.1. Associado à manipulação da cavidade uterina

1.2.5.2. Dor intensa à manipulação do colo

1.2.5.3. Tº

1.2.5.4. Sangramento genital

1.2.5.5. Odor fétido

1.2.5.6. Pús colo uterino

1.2.5.7. ATB largo espectro

1.2.5.8. Laparotomia em casos graves

1.2.6. Abortamento habitual

1.2.6.1. Anamnese detalhada

1.2.6.2. Investigar anomalias uterinas, insuficiência istmo cervical

1.2.6.3. Pesquisa de AntiC antifosfolípides e antinucleares

1.2.6.4. Cogitar cerclagem eletiva

1.2.6.4.1. insuf istmo cervical

1.2.6.4.2. 2 ou + perdas no 2º trimetre

1.3. Descolamento corioamniótico

1.3.1. Sangramento vaginal pequeno

1.3.2. Ecogafria

1.3.3. Conduta conservadora = ameaça de aborto

1.4. Mola hidatiforme

1.4.1. Sangramento indolor de intensidade progressiva

1.4.2. Eliminação de vesículas "cachos de uva"

1.4.3. Anemia

1.4.4. Hiperemese gravídica

1.4.5. PE

1.4.6. Tireotoxicose

1.4.7. Útero > que o esperado

1.4.7.1. Colo e útero amolecidos

1.4.8. Aumento ovariano

1.4.9. BHCG elevado para IG

1.4.10. USG

2. 2ª METADE DA GRAVIDEZ

2.1. DPP

2.1.1. Grau I

2.1.1.1. discreto sangramento vaginal

2.1.1.1.1. sem hipertonia uterina significativa

2.1.2. Grau II

2.1.2.1. sangramento vaginal moderado

2.1.2.1.1. contrações tetânicas

2.1.3. Grau III

2.1.3.1. sangramento vaginal grande

2.1.3.1.1. hipertonia uterina

2.1.4. Grau 3A

2.1.4.1. sem coagulopatia instalada

2.1.5. Grau 3B

2.1.5.1. com coagulopatia instalada

2.2. Placenta prévia

2.2.1. Baixa

2.2.1.1. próxima ao colo

2.2.1.1.1. sem atingi-lo

2.2.2. Marginal

2.2.2.1. atinge o orifício interno do colo do útero

2.2.2.1.1. não recobre

2.2.3. Completa

2.2.3.1. recobre totalmente o orifício interno do colo

2.2.4. USG entre 16 - 20s comum

2.2.5. Cesárea anterior - perigo

2.2.5.1. cicatriz uterina

2.2.6. 26 a 28ªs - sangramento sentinela

2.2.6.1. abundante, vermelho vivo

2.2.6.1.1. transfusão

2.2.7. Avaliar condição hemodinâmica

2.2.8. Acretismo

2.2.8.1. Histerectomia em 70% dos casos

2.3. Rotura uterina

2.3.1. Completa

2.3.1.1. rotura total da parede uterina

2.3.2. Incompleta

2.3.2.1. peritôneo parietal intacto

2.3.3. Histerecomia

2.4. Vasa prévia

2.4.1. Sangramento vasos sanguíneos fetais

2.4.1.1. atravessam colo

2.4.2. inserção velamentosa do cordão

2.4.3. perda sanguínea de origem fetal

2.4.4. amnioscopia

2.4.5. USG com Doppler colorido facilita diagnóstico