Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
STE por Mind Map: STE

1. EIXO 3 - FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO

1.1. 3.1 FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO - Contextualizar o conhecimento da Educação e suas tecnologias em seu percurso histórico a partir da antropologia, filosofia...

1.1.1. 3.1.1 Compreender os aspectos econômicos, financeiros, de gestão e de qualidade associados à política pública e às organizações educacionais. (Resolução 5/2016, Art. 4º, Parágrafo 2º, inciso V).

1.1.1.1. EDUC01 Política e Gestão de Sistemas Educacionais

1.1.1.1.1. 3.1.1.1 Interpretar os principais conceitos e processos da educação aliados à política educacional em seus aspectos econômicos, financeiros e de gestão;

1.1.1.1.2. 3.1.1.2 Refletir com criticidade sobre as políticas educacionais implementadas e reforçadas pela necessidade de reorganização das funções administrativas e de gestão;

1.1.1.1.3. 3.1.1.3 Identificar as demandas sociais e as variáveis que interferem no processo das definições políticas da Educação Básica;

1.1.1.1.4. 3.1.1.4 Organizar e desenvolver práticas profissionais e pessoais em relação às implicações dos sistemas de Educação Básica no processo educativo.

1.1.2. 3.1.2 Conhecer os Princípios históricos, filosóficos, psicológicos e antropológicos da Educação. - Compreender a relação da educação e a sociedade, conhecendo os múltiplos temas do campo educacional, que se firmam em várias tradições sociológicas e não apenas em uma delas. - Analisar criticamente a realidade educacional, refletindo a sua própria prática social como futuro profissional da educação e especificar os requisitos pedagógicos na interação humano-tecnologia; - Perceber os fatores históricos, sociais, políticos e econômicos determinantes da evolução do sistema educacional brasileiro e as transformações das práticas pedagógicas, de acordo com as proposições dos principais teóricos.

1.1.2.1. EDUC02 Fundamentos sócio-históricos da educação.

1.1.2.1.1. 3.1.2.1 Conceber e identificar a importância dos clássicos das ciências sociais e no campo educacional;

1.1.2.1.2. 3.1.2.2 Identificar a diversidade e a formação da sociedade brasileira, a partir das discussões sobre etnia, eugenia, abrangendo o entendimento das políticas de segregação racial no Brasil e do papel do Movimento Negro, bem como as políticas de Ações Afirmativas no Brasil da atualidade;

1.1.2.1.3. 3.1.2.3 Possibilitar o reconhecimento dos aspectos socioculturais das comunidades indígenas brasileiras, especialmente no Estado do Tocantins, enquanto um povo pertencente às comunidades minoritárias no panorama da educação brasileira;

1.1.2.1.4. 3.1.2.4 Desenvolver a capacidade de reconhecer a importância do pensamento digital e tecnológico na vida cotidiana, como também sua aplicação em outros domínios e ser capaz de orientar sua aplicação em circunstâncias apropriadas para o processo de ensino e aprendizagem.

1.1.3. 3.1.3 Compreender a psicologia da aprendizagem em articulação com os problemas educacionais contemporâneos, de modo a possibilitar um panorama amplo dos múltiplos fatores (familiares, culturais, midiáticos, etc.) que incidem sobre a aprendizagem dos alunos e sobre a instituição escola.

1.1.3.1. EDUC03 Fundamentação Psicológica da Educação.

1.1.3.1.1. 3.1.3.1 Compreender as relações e inter-relações constituintes do processo educativo;

1.1.3.1.2. 3.1.3.2 Reconhecer a importância da prática pedagógica e suas relações com a Tecnologia conectada à necessidade e o papel da investigação do desenvolvimento humano no processo educacional.

1.1.4. 3.1.4 Compreender a modalidade da EAD no contexto das TIC, das linguagens e dos papéis dos profissionais que atuam na área. (Base: Padrões UNESCO – abordagem 2 )

1.1.4.1. EDUC04 Educação a Distância.

1.1.4.1.1. 3.1.4.1 Identificar as políticas e a filosofia de EAD no cenário mundial, nacional e local. ABED;

1.1.4.1.2. 3.1.4.2 Reconhecer processos pedagógicos, locais e internacionais de educação a distância;

1.1.4.1.3. 3.1.4.3 Analisar as diferentes linguagens (hipertexto, hipermídia, multimídia, textos etc), utilizadas na EAD; ABED;

1.1.4.1.4. 3.2.4.4 Usar tecnologias comuns de comunicação e colaboração, tais como mensagens de texto, videoconferência e colaboração via web. UNESCO;

1.1.4.1.5. 3.2.4.5 Utilizar as TIC para se comunicar e colaborar com os alunos, pares, pais e a comunidade, para fomentar o aprendizado do aluno. (UNESCO);

1.1.4.1.6. 3.2.4.6 Incorporar as atividades apropriadas em TIC aos planos de aula, de modo a ajudar o processo de aquisição, pelos alunos, do conhecimento da disciplina escolar. (UNESCO);

1.1.4.1.7. 3.2.4.7 Elaborar materiais on-line que apoiem o melhor entendimento dos alunos sobre os principais conceitos e sua aplicação no mundo real. UNESCO;

1.1.4.1.8. 3.2.4.8 Adquiram capacidade de fazer uso da interdisciplinaridade e introduzir conceitos pedagógicos no desenvolvimento de Tecnologias Educacionais, produzindo uma interação humano-computador inteligente, visando ao ensino e à aprendizagem assistidos por computador, incluindo a Educação à Distância. Resolução CNE/CP no 2/2015;

1.1.4.1.9. 3.2.4.9 Compreender a infraestrutura de tecnologia necessária para implantação de projetos de Educação à distância;

1.1.4.1.10. 3.2.4.10 Entender qual estrutura e logistica é necessária para implantação de um curso a distância;

1.1.4.1.11. 3.2.4.11 Avaliar a exatidão e utilidade dos recursos Web em apoio ao aprendizado. UNESCO;

1.1.4.1.12. 3.2.4.12 Praticar em ambientes de EAD com os diversos perfis e fazer relatos sobre a prática referente a cada perfil. (Trabalho final da disciplina).

1.1.5. 3.1.5 Inter-relacionar e atuar, considerando a filosofia, a partir das principais dimensões e impactos na sociedade, no que concerne ao atendimento e à antecipação estratégica das necessidades da sociais e da educação contemporânea.

1.1.5.1. EDUC05 Fundamentos antropo-filosóficos da Educação.

1.1.5.1.1. 3.1.5.1 Compreender a filosofia em suas dimensões histórica, gnosiológica, conceitual, social e ética e sua importância para uma visão de educação crítica e reflexiva.

1.1.5.1.2. 3.1.5.2 Compreender as questões sociais, profissionais, legais, éticas, políticas e humanísticas;

1.1.5.1.3. 3.1.5.3 Refletir criticamente sobre a constituição da cultura nacional, influências estrangeiras na concepção da cultura brasileira e desenvolvimento do pensamento teórico crítico sobre cultura.

1.1.5.1.4. 3.1.5.4 Inter-relacionar e atuar, considerando a filosofia, a partir das principais dimensões e impactos na sociedade, no que concerne ao atendimento e à antecipação estratégica das necessidades da sociais e da educação contemporânea.

1.1.5.1.5. 3.1.5.5 Exercer, na prática pedagógica, a influência filosófica do pensamento crítico e reflexivo para a promoção de mudanças significativas para a educação contemporânea.

1.1.5.1.6. 3.1.5.6 Absorver dentro do contexto educativo, os principais entreves para educação e propor soluções viáveis para a melhoria do ensino.

1.1.6. 3.1.6 Conhecer as teorias clássicas e contemporâneas interpretando suas vertentes e suas interferências no contexto do ensino e da aprendizagem

1.1.6.1. EDUC06 Perspectivas múltiplas de Ensino e Aprendizagem.

1.1.6.1.1. 3.1.6.1 Identificar as várias formas e potencialidades de aprendizagens dos alunos;

1.1.6.1.2. 3.1.6.2 Comparar, selecionar e relacionar as teorias clássicas e contemporâneas com o ensino e aprendizagem;

1.1.6.1.3. 3.1.6.3 Identificar as teorias de acordo com o contexto para o alcance de resultados satisfatórios;

1.1.6.1.4. 3.1.6.4 Selecionar e aplicar a teoria apropriada para o atendimento da realidade educativa;

1.2. 3.2 FORMAÇÃO DOCENTE Ser capaz de aplicar seus conhecimentos em educação e das tecnologias contemporâneas para organizar, planejar e desenvolver os processos de Ensino e Aprendizagem, gerindo projetos em diversos espaços cujo foco é a educação. (RF C4.1)

1.2.1. 3.2.1 Compreender e analisar as pesquisas em inovações na área de tecnologias educacionais com foco no rigor da sua produção, de quem produz e o que se produz, bem como, avaliar e demonstrar a viabilidade de aplicabilidade dessas ideias na vida real e nas ações pedagógicas da sala de aula.

1.2.1.1. EDUC07 Tendências em Tecnologias Educacionais

1.2.1.1.1. 3.2.1.1 Realizar pesquisas, em conformidade com os paradigmas da pesquisa;

1.2.1.1.2. 3.2.1.2 Demonstrar a viabilidade da aplicabilidade de ideias e softwares diversos nas ações pedagógicas;

1.2.1.1.3. 3.2.1.3 Avaliar os critérios e metodologias adotados em diferentes pesquisas em tecnologias educacionais, relacionando-os à credibilidade dos autores (rigor da pesquisa);

1.2.1.1.4. 3.2.1.4 Analisar e comparar, criticamente, pesquisas em tecnologias educacionais, produzidas em diferentes contextos culturais, nacionais e internacionais;

1.2.2. 3.2.2 Conhecer as concepções de currículo e de planejamento e compreender a importância do currículo na formação do educando e do planejamento para a efetivação do processo de ensino aprendizagem.

1.2.2.1. EDUC08 Currículo e Planejamento Pedagógico.

1.2.2.1.1. 3.2.2.1 Identificar a importância do currículo no processo educacional;

1.2.2.1.2. 3.2.2.2 Estabelecer relação entre currículo e planejamento educacional;

1.2.2.1.3. 3.2.2.3 Intervir intencionalmente no processo de ensino aprendizagem a partir do currículo e do planejamento pedagógico.

1.2.3. 3.2.3 Ser capaz de organizar, planejar e desenvolver processos de ensino (com o uso de tecnologias digitais.) Compreender o uso das tecnologias da informação e comunicação e possibilidades de integração ao currículo;

1.2.3.1. EDUC09 Currículo Interdisciplinar com Tecnologias.

1.2.3.1.1. 3.2.3.1 Localizar os recursos digitais disponíveis mais adequados aos contextos de ensino e aprendizagem e adaptá-lo às necessidades educacionais apresentadas;

1.2.3.1.2. 3.2.3.2 Identificar, dentro de diferentes contextos de ensino e aprendizagem, as oportunidades de uso de tecnologias digitais;

1.2.3.1.3. 3.2.3.3 Compreender o uso das tecnologias da informação e comunicação e possibilidades de integração ao currículo;

1.2.3.1.4. 3.2.3.4 Operar e avaliar as tecnologias da informação e comunicação e adaptá-las a novos contextos de ensino e aprendizagem;

1.2.3.1.5. 3.2.3.5 Conceber requisitos para planejamento, produção e customização de TIC para personalizar o ensino e adaptar as necessidades de aprendizagem integrado ao currículo;

1.2.3.1.6. 3.2.3.6 Operar vários softwares livres e proprietários apropriados a cada disciplina do currículo escolar.

1.2.3.1.7. 3.2.3.7 Adquirir conhecimentos básicos da tecnologia e seu uso em diferentes contextos;

1.2.3.1.8. 3.2.3.8 Avaliar a utilidade das TIC e dos recursos da Web em apoio ao aprendizado baseado em metodologias ativas de acordo com as necessidades das disciplinas do currículo;

1.2.4. 3.2.4 Ser capaz de Avaliar Processos de aprendizagem.

1.2.4.1. EDUC10 Computadores, Resolução de Problemas e Aprendizagem Cooperativa.

1.2.4.1.1. 3.2.4.1 Empregar a abordagem de aprendizagem cooperativa para transformar todos os aspectos de sua prática de ensino incluindo design curricular, estratégias de ensino, ambiente de sala de aula, gerenciamento de sala de aula e Avaliações

1.2.4.1.2. 3.2.4.2 Converta uma avaliação tradicional em uma avaliação de aprendizagem cooperativa;

1.2.4.1.3. 3.2.4.3 Criar um roteiro para o grupo de aprendizagem cooperativo;

1.2.4.1.4. 3.2.4.4 Criar um diagrama de sala de aula de ambiente de aprendizagem cooperativo;

1.2.4.1.5. 3.2.4.5 Analisar seu papel como professor em uma sala de aula de aprendizagem cooperativa;

1.2.4.1.6. 3.2.4.6 Converter uma lição tradicional em uma aula de aprendizado cooperativa;

1.2.4.1.7. 3.2.4.7 Converta uma avaliação tradicional em uma avaliação de aprendizagem cooperativa;

1.2.4.1.8. 3.2.4.8 Desenvolver um diálogo simulado com um professor, administrador ou pai que não apoia a aprendizagem cooperativa.

1.2.4.1.9. 3.2.4.9 Compreender as características de um "jogo de aprendizagem" e uma compreensão das maneiras pelas quais os jogos podem fornecer experiências significativas;

1.2.4.1.10. 3.2.4.10 Como projetar, desenvolver e testar um jogo de aprendizagem, utilizando quadros educacionais e incorporando feedback;

1.2.4.1.11. 3.2.4.11 Tipos de desafios relacionados à implementação e avaliação de jogos de aprendizagem

1.2.4.1.12. 3.2.4.12 Estado atual e tendências emergentes do mercado de jogos educacionais.

1.2.4.2. EDUC11 Avaliação de Ensino e Aprendizagem.

1.2.4.2.1. 3.2.6.1 Identificar as diferentes concepções de avaliação;

1.2.4.2.2. 3.2.6.2 Avaliar o ensino e aprendizagem dentro de cada contexto de ensino utilizando as diferentes concepções;

1.2.4.2.3. 3.2.6.3 Compreender a avaliação como um instrumento diagnóstico do ensino e da aprendizagem.

1.2.4.2.4. 3.2.6.4 Compreender a abordagem de aprendizagem cooperativa;

1.2.4.2.5. 3.2.6.5 Apreciar o papel diferente que um professor desempenha em uma sala de aula de aprendizagem cooperativa versus uma sala de aula tradicional.

1.2.4.2.6. 3.2.6.6 Empregar a abordagem de aprendizagem cooperativa para transformar todos os aspectos de sua prática de ensino incluindo design curricular, estratégias de ensino, ambiente de sala de aula, gerenciamento de sala de aula e Avaliações

1.2.4.2.7. 3.2.6.7 Familiarizar-se com as formas de trabalhar com professores, administradores e pais que concordam e discordam com a aprendizagem cooperativa Aprendiz

1.2.4.3. EDUC12 Jogos e Simulações para o Ensino e Aprendizagem

1.2.4.3.1. 3.2.7.1 Descrever o que faz um jogo de sucesso um bom ambiente de aprendizagem.

1.2.4.3.2. 3.2.7.2 Descrever as principais teorias de aprendizagem e como se manifestam em diferentes projetos de aprendizagem.

1.2.4.3.3. 3.2.7.3 Descrever as principais teorias motivacionais e como elas moldam o engajamento.

1.2.4.3.4. 3.2.7.4 Fornecer uma crítica informada de mídia interativa e jogos educacionais

1.2.4.3.5. 3.2.7.5 Descrever como a pesquisa / avaliação empírica pode ser usada para avaliar a relação entre jogos (ou qualquer mídia interativa) e aprendizado.

1.2.4.3.6. 3.2.7.6 Representar e defender as ideias através da discussão, escrita e apresentação oral

1.2.4.3.7. 3.2.7.7 Empregar a abordagem de aprendizagem cooperativa para transformar todos os aspectos de sua prática de ensino incluindo design curricular, estratégias de ensino, ambiente de sala de aula, gerenciamento de sala de aula e Avaliações

1.2.4.3.8. 3.2.7.8 Converta uma avaliação tradicional em uma avaliação de aprendizagem cooperativa

1.2.5. 3.2.8 Ser capaz de gerir projetos, espaços e Instituições de Ensino.

1.2.5.1. EDUC13 Introdução a Design instrucional

1.2.5.1.1. 3.2.8.1 Conhecer diferentes métodos e teorias da aprendizagem.

1.2.5.1.2. 3.2.8.2 Identificar e selecionar os recursos e as ferramentas necessárias para atender as especificidades de aprendizagem em cursos, ações de formação continuada e de aperfeiçoamento em ambientes de aprendizagem.

1.2.5.1.3. 3.2.8.3 Planejar e elaborar o desenho didático de cursos em conformidade com as orientações didático-pedagógicas demandadas pelos profissionais da educação.

1.2.5.1.4. 3.2.8.4 Selecionar ferramentas que suportem diferentes níveis de aprendizagem, interatividade e avaliação em ambientes e-Learning.

1.2.5.1.5. 3.2.8.5 Implementar projetos e soluções que suportem o ensino e a aprendizagem em ambientes interativos.

1.2.5.1.6. 3.2.8.6 Analisar as necessidades de adequação das ferramentas e recursos para otimizar os processos e suas respectivas avaliações em ambientes aprendizagem.

1.2.6. 3.2.9 Compreender e analisar as tecnologias emergentes do século XXI à lente das Tecnologias da Informação e Comunicação e suas relações de mobilidade e flexibilidade no contexto educacional; avaliar e demonstrar metodologias, utilizando as diversas mídias em diferentes espaços de aprendizagem, bem como, desenvolver questões relacionadas ao uso das redes sociais e das tecnologias móveis nas ações educacionais.

1.2.6.1. EDUC14 Tecnologias Emergentes na Educação.

1.2.6.1.1. 3.2.9.1 Criar e propor atividades pedagógicas que possibilite a imersão dos estudante à prática integrada ao currículo escolar.

1.2.6.1.2. 3.2.9.2 Desenvolver ações metodológicas didático-pedagógicas e de gestão que atendam as infraestruturas educacionais por meio de plataformas digitais;

1.2.6.1.3. 3.2.9.3 Avaliar e propor metodologias relacionadas aos fenômenos da mobilidade e da flexibilidade que envolvam o uso de dispositivos móveis;

1.2.6.1.4. 3.2.9.4 Identificar e avaliar as relações das tecnologias emergentes em diferentes metodologias de ensino e aprendizagem;

1.2.6.1.5. 3.29.5 Desenvolver ações metodológicas associadas ao uso pedagógicos das redes sociais na prática da sala de aula;

2. EIXO 4 - FORMAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. 4.1 VISÃO SISTÊMICA - Compreender de forma sistêmica os processos que envolvem a educação a partir dos processos base, como o ensino e a aprendizagem, passando pelos processos organizacionais das instituições educacionais chegando aos processos macro, dos quais fazem parte as políticas públicas assim como descrever a dinâmica dos sistemas de informação educacionais como sistemas sociais e organizacionais, distinguindo seus elementos constituintes de forma interdisciplinar, analisando as dependências (objetivos, informação, atividades) entre eles, propondo soluções que os aprimorem, criticando os resultados do sistema e aplicando conceitos de sistemas de informação.

2.1.1. 4.1.1 Reconhecer a importância do pensamento computacional na vida cotidiana, como também sua aplicação em outros domínios e ser capaz de aplicá-lo em circunstâncias apropriadas (Art. 4 - Inciso VII);

2.1.1.1. TECI01 Introdução ao Pensamento Computacional e às Técnicas de Programação

2.1.1.1.1. 4.1.1.1 Identificar problemas que tenham solução algoritmica (Art. 5 - inciso I);

2.1.1.1.2. 4.1.1.2 Conhecer os limites da computação (Art. 5 - inciso II);

2.1.1.1.3. 4.1.1.3 Implementar programas e algoritmos estruturados para a resolução de problemas propostos;

2.1.1.1.4. 4.1.1.4 Utilizar modelos, pseudocódigos e ferramentas na representação da solução de problemas;

2.1.1.1.5. 4.1.1.5 Elaborar e executar casos e procedimentos de testes de algoritmos;

2.1.1.1.6. 4.1.1.6 Identificar a melhor estrutura de dados e o melhor algoritmo para a solução de um determinado problema;

2.1.1.1.7. 4.1.1.7 Codificar algoritmos, utilizando uma linguagem de programação;

2.1.1.1.8. 4.1.1.8 Reconhecer a importância do pensamento computacional na vida cotidiana;

2.1.1.1.9. 4.1.1.9 Conhecer e utilizar os diversos operadores lógicos booleanos.

2.1.1.1.10. 4.1.1.10 Usar uma ferramenta de busca para fazer uma pesquisa boleana por palavra-chave (I.D. 6);

2.1.1.1.11. 4.1.1.11 Escolher melhor estratégia para solução computacional de um dado problema;

2.1.1.1.12. 4.1.1.12 Interpretar pseudocódigos, algoritmos e outras especificações para codificar programas;

2.1.2. 4.1.2 Formular e resolver problemas com a aplicação do raciocínio lógico, matemático e computacional; (C.2.1)

2.1.2.1. TECI02 Fundamentos matemáticos para a computação

2.1.2.1.1. 4.1.2.1 Compreender e explicar as dimensões quantitativas de um problema; (C.1.4)

2.1.2.1.2. 4.1.2.2 Conhecer a teoria de conjuntos e combinatórias;

2.1.2.1.3. 4.1.2.3 Conhecer técnicas de demonstrações, recursão e análise de algoritmos;

2.1.2.1.4. 4.1.2.4 Conhecer a teoria de matrizes;

2.1.2.1.5. 4.1.2.5 Conhecer a álgebra booleana e a sua relação com a lógica de computadores;

2.1.3. 4.1.3 Decompor o funcionamento de organizações sociais e de negócio como Sistemas de Informação, distinguindo seus elementos e múltiplas relações internas e externas e construindo modelos para sua representação (C.1.1.)

2.1.3.1. TECI03 Sistemas de Informações Educacionais

2.1.3.1.1. 4.1.3.1 Entender o contexto, envolvendo as implicações organizacionais e sociais, no qual as soluções de sistemas de informação são desenvolvidas e implantadas; (Art 4. Par 4. V )

2.1.3.1.2. 4.1.3.2 Compreender os modelos e as áreas de negócios dos sistemas de informações educacionais; (Art 4. Par 4. VI )

2.1.3.1.3. 4.1.3.3 Desenvolver o pensamento sistêmico que permita analisar e entender os problemas organizacionais. (Art 4. Par 4. VII )

2.1.4. 4.1.4 Compreender e explicar as os fenômenos estatísticos e as dimensões quantitativas de um problema avaliando a eficácia, eficiência, efetividade e sustentabilidade dos sistemas de informação aplicados à educação, examinando seus elementos e suas relações, considerando questões tecnológicas, econômicas, sociais e ambientais, aplicando métodos quantitativos e qualitativos. (RF C.1.2.)

2.1.4.1. TECI04 Probabilidade e Estatística aplicadas à Educação

2.1.4.1.1. 4.1.4.1 Compreender e explicar as dimensões quantitativas de um problema; (C.1.4)

2.1.4.1.2. 4.1.4.2 Dominar conceitos de probabilidade e estatística e aplicá-los em diferentes contextos, como análise de desempenho ou estudo de capacidade. (C.1.7. )

2.1.4.1.3. 4.1.4.3 Avaliar a eficácia, eficiência, efetividade e sustentabilidade dos sistemas de informação aplicados à Educação por meio do uso de técnicas de estatística; (C.1.2.)

2.1.4.1.4. 4.1.4.4 Interpretar fenômenos estatísticos aplicados à Educação;

2.2. 4.2 GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EDUCACIONAIS - Gerir os sistemas de informação e a arquitetura de tecnologia da informação em organizações voltadas à educação, propondo soluções de sistemas de informação, de software, de informação e de infraestrutura de armazenamento e comunicação alinhadas aos objetivos e estratégias organizacionais, realizando projetos de sistemas de informação e de tecnologia da informação e aplicando conceitos, métodos, técnicas e ferramentas adequadas à gestão e governança de sistemas de informação e tecnologia da informação. (C.2)

2.2.1. 4.2.3 Gerir os processos organizacionais, descrevendo seu funcionamento, avaliando seu desempenho e implementando mudanças em seu funcionamento aplicando conceitos de sistemas de informação. (C.2.1)

2.2.1.1. TECI05 Gestão de Processos em Negócio Educacionais

2.2.1.1.1. 4.2.3.1 Identificar os processos organizacionais em uma organização voltada à educação;

2.2.1.1.2. 4.2.3.2 Conhecer técnicas de Modelagem organizacional;

2.2.1.1.3. 4.2.3.3 Utilizar ferramentas automatizadas para gestão e a melhoria dos processos organizacionais;

2.2.1.1.4. 4.2.3.4 Conhecer técnicas de festão de mudanças em processos organizacionais;

2.2.1.1.5. 4.2.3.5 Realizar o planejamento estratégico em organizações voltadas para a educação;

2.2.1.1.6. 4.2.3.6 Realizar o mapeamento dos processos organizacionais em organizações voltada à educação;

2.2.1.1.7. 4.2.3.7 Redesenhar os processos de negócios visando um aumento de eficiência e eficácia;

2.2.1.1.8. 4.2.3.8 Avaliar a eficiência e a eficácia dos processos organizacionais;

2.2.2. 4.2.4 Gerir os sistemas de informação em organizações, prospectando soluções para o aprimoramento da eficácia, eficiência, efetividade e sustentabilidade desses sistemas, considerando seu alinhamento aos objetivos e estratégias organizacionais. (C.2.2. ) e

2.2.2.1. TECI06 Gestão de Sistemas de Informação aplicada à Educação

2.2.2.1.1. 4.2.4.1 Implantar e gerir sistemas de informação empresariais (ERP, SCM, CRM, BI);

2.2.2.1.2. 4.2.4.2 Gerir os recursos humanos relacionados aos sistemas de informação em uma organização;

2.2.2.1.3. 4.2.4.3 Realizar o planejamento e avaliação de investimentos em Sistemas de Informação;

2.2.2.1.4. 4.2.4.4 Realizar a gerência de riscos em Sistemas de Informação;

2.2.2.1.5. 4.2.4.5 Realizar a gerência de continuidade de negócio e o papel de Sistemas de Informação;

2.2.2.1.6. 4.2.4.6 Utilizar tecnologias de colaboração e comunicação no processo de gestão dos sistemas de informação em uma organização;

2.2.2.1.7. 4.2.4.7 Ser capaz de administrar os sistemas de informação das organizações, provendo suporte às suas operações a fim de que as mesmas atinjam seus objetivos organizacionais; (Art. 4. Par. 4, II)

2.2.2.1.8. 4.2.4.8 Avaliar as necessidades de informatizar sistemas, articulando visões individuais e organizacionais, e apreciando oportunidades de melhorias e/ou mudanças em processos, com o uso ou evolução do software. (C.3.1. )

2.2.2.1.9. 4.2.4.9 Gerenciar o funcionamento dos sistemas de informação, mantendo seu alinhamento aos objetivos e estratégias organizacionais e avaliando seu suporte às operações. (C.2.5. )

2.2.2.1.10. 4.2.4.10 Ser capaz de planejar e gerenciar a infraestrutura de tecnologia da informação em organizações; (Art. 5. Par 4. V )

2.2.3. 4.2.5 Gerir a arquitetura de tecnologia da informação em organizações, identificando as demandas dos sistemas de informação organizacionais e elaborando soluções de tecnologia da informação para o seu apoio. (C.2.3. )

2.2.3.1. TECI07 Gerência de Redes de computadores

2.2.3.1.1. 4.2.5.1 Ser capaz de analisar as necessidades de gerência da arquitetura de tecnologia da informação de uma organização, entendendo a estrutura de uma solução de gerência e o suporte adequado a ela;

2.2.3.1.2. 4.2.5.2 Conhecer sobre as principais ferramentas e protocolos para a gerência de redes do mercado;

2.2.3.1.3. 4.5.2.3 Ser capaz de prover uma solução integrada de gerenciamento de redes adequada às necessidades de uma organização voltada à educação;

2.2.4. 4.2.6 Gerenciar projetos de sistemas de informação e de tecnologia da informação para manutenção dos sistemas de informação organizacionais e da arquitetura de tecnologia da informação da organização, aplicando conceitos e processos de planejamento, acompanhamento e avaliação de projetos de tecnologia da informação. (C.2.4. )

2.2.4.1. TECI08 Gerência de Projetos na Educação

2.2.4.1.1. 4.2.6.1 Compreender a importância da gestão de projetos para as organizações e instituições educacionais;

2.2.4.1.2. 4.2.6.2 Conhecer as técnicas e ferramentas de gerenciamento de projetos.

2.2.4.1.3. 4.2.6.3 Ser capaz de realizar trabalho cooperativo e entender os benefícios que este pode produzir. (Art. 5. XII )

2.2.4.1.4. 4.2.6.4 Comparar soluções alternativas para demandas. (Art 5. Par. 4. IV)

2.2.4.1.5. 4.2.6.5 Gerenciar equipes de trabalho no desenvolvimento e evolução de Sistemas de Informação; (Art 5. Par. 4. VIII )

2.2.4.1.6. 4.2.6.6 Aplicar conceitos, métodos, técnicas e ferramentas de gerenciamento de projetos em sua área de atuação; (Art 5. Par. 4. XI )

2.2.4.1.7. 4.2.6.7 Entender e projetar o papel de sistemas de informação na gerência de risco e no controle organizacional; (Art 5. Par. 4. XII)

2.2.4.1.8. 4.2.6.8 Identificar e projetar soluções de alto nível e opções de fornecimento de serviços, realizando estudos de viabilidade com múltiplos critérios de decisão; (Art 5. Par. 4. XIV )

2.2.4.1.9. 4.2.6.9 Fazer estudos de viabilidade financeira para projetos de tecnologia da informação. (Art 5. Par. 4. XV )

2.3. 4.3 DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA A EDUCAÇÃO - Elaborar soluções eficazes, eficientes, efetivas e sustentáveis de sistemas de informação em contextos educacionais, avaliando as necessidades de informatização nestes sistemas, especificando soluções de software, produzindo o software para o atendimento destas necessidades, aplicando processos, técnicas e ferramentas de desenvolvimento de software, implantando o software considerando aspectos tecnológicos, econômicos, sociais e ambientais, mantendo sua operação e avaliando o impacto de seu uso. (C.1.3)

2.3.1. 4.3.1 Especificar software para informatização de sistemas, elicitando os requisitos do software em conformidade com os requisitos do produto, dos processos e das partes interessadas, analisando e especificando seus requisitos funcionais e não funcionais e validando o seu potencial de solução das necessidades de sistemas de informação. (Ser capaz de determinar os requisitos para desenvolver e evoluir os sistemas de informações nas organizações; (Art. 4. Par. 4, II) (RF C.3.2. )

2.3.1.1. TECI09 Modelagem de Software para a Educação

2.3.1.1.1. 4.3.1.1 Especificar e avaliar softwares e equipamentos para aplicação educacionais e de Educação à Distância; (Art 5. Par 5. II )

2.3.1.1.2. 4.3.1.3 Selecionar, configurar e gerenciar tecnologias da Informação nas organizações; (Art 5. Par. 4. I )

2.3.1.1.3. 4.3.1.4 Comparar soluções alternativas para demandas organizacionais, incluindo a análise de risco e integração das soluções propostas; (Art 5. Par. 4. IV )

2.3.1.1.4. 4.3.1.5 Modelar e prototipar soluções de Tecnologia de Informação aplicadas à educação; (Art 5. Par. 4. VI )

2.3.1.1.5. 4.3.1.6 Gerenciar equipes de trabalho no desenvolvimento e evolução de Sistemas de Informação; (Art 5. Par. 4. VIII )

2.3.1.1.6. 4.3.1.7 Representar os modelos mentais dos indivíduos e do coletivo na análise de requisitos de um Sistema de Informação; (Art 5. Par. 4. X )

2.3.1.1.7. 4.3.1.9 Comunicar com clareza com os diversos profissionais que atuam na educação, identificando as suas necessidades de Tecnologia da Informação.

2.3.1.1.8. 4.3.1.10 Discutir a evolução e os principais paradigamas da engenharia de software;

2.3.1.1.9. 4.3.1.11 Distinguir os diversos processos de desenvolvimento de software abordados;

2.3.1.1.10. 4.3.1.12 Especificar e avaliar softwares para aplicação educacionais e de Educação à Distância; (Art 5. Par 5. II)

2.3.1.1.11. 4.3.1.13 Gerenciar equipes de trabalho no desenvolvimento e evolução de softwares para a educação; (Art 5. Par. 4. VIII)

2.3.1.1.12. 4.3.1.14 Identificar cada etapa do desenvolvimento de software;

2.3.1.1.13. 4.3.1.15 Levantar, organizar e validar os requisitos para o desenvolvimento de um software para a educação;

2.3.1.1.14. 4.3.1.16 Identificar soluções já desenvolvidas para as necessidades levantadas e realizar a adequação destas para a solução de um novo problema ou o mesmo problema dentro de outro contexto de tecnologia;

2.3.1.1.15. 4.3.1.17 Selecionar as metodologias adequadas para o desenvolvimento a partir da análise do contexto da instituição.

2.3.1.1.16. 4.3.1.18 Utilizar padrões de qualidade no processo de desenvolvimento de um software para a educação.

2.3.1.1.17. 4.3.1.19 Utilizar ferramentas para a modelagem e prototipação de softwares;

2.3.1.1.18. 4.3.1.20 Relacionar as diferentes etapas de desenvolvimento de software para a compreensão do sistema como um todo.

2.3.1.1.19. 4.3.1.19 Escolher e implantar o processo de desenvolvimento mais adequado para a realidade de uma Instituição de Ensino ou setor de desenvolvimento de software;

2.3.2. 4.3.2 Construir softwares básicos para informatização de processos relacionados à educação avaliando sua qualidade técnica, testando o seu funcionamento, e validando seu atendimento às necessidades de eficácia, eficiência, efetividade e sustentabilidade desses sistemas. (Ser capaz de desenvolver e evoluir sistemas de informações para o uso em processos organizacionais; (Art. 4. Par. 4, III) RF. C.3.4. )

2.3.2.1. TECI10 Desenvolvimento de Sistemas Básicos para a Educação

2.3.2.1.1. 4.3.2.1 Utilizar de forma correta (conforme a sintaxe da linguagem) as estruturas da linguagem (declaração de variáveis, condicionais, laços de repetição)

2.3.2.1.2. 4.3.2.2 Conhecer as palavras reservadas e sua utilização

2.3.2.1.3. 4.3.2.3 Trabalhar com tipos de dados primitivos (imutáveis) e tipos de dados por referência (mutáveis)

2.3.2.1.4. 4.3.2.4 Desenvolver programas seguindo o formato de programação procedural

2.3.2.1.5. 4.3.2.5 Compreender e utilizar a modularização de algoritmos através de funções ou métodos.

2.3.3. 4.3.3 Construir sistemas web para informatização de processos relacionados à educação avaliando sua qualidade técnica, testando o seu funcionamento, e validando seu atendimento às necessidades de eficácia, eficiência, efetividade e sustentabilidade desses sistemas. (Ser capaz de desenvolver e evoluir sistemas de informações para o uso em processos organizacionais; (Art. 4. Par. 4, III) RF. C.3.4.)

2.3.3.1. TECI11 Desenvolvimento de Sistemas Web para a Educação

2.3.3.1.1. 4.3.3.1 Desenvolver algoritmos através de divisão modular e refinamentos sucessivos;

2.3.3.1.2. 4.3.3.2 Distinguir e avaliar linguagens e ambientes de programação, aplicando-os no desenvolvimento de software;

2.3.3.1.3. 4.3.3.3 Avaliar resultados de testes dos programas desenvolvidos;

2.3.3.1.4. 4.3.3.4 Integrar módulos desenvolvidos separadamente;

2.3.3.1.5. 4.3.3.5 Compreender o paradigma de orientação por objeto e sua aplicação em programação;

2.3.3.1.6. 4.3.3.6 Avaliar resultados de testes de programas desenvolvidos;

2.3.3.1.7. 4.3.3.7 Descrever características que deverão compor um software (programa) em função de sua aplicação;

2.3.3.1.8. 4.3.3.8 Compreender o paradigma de orientação a objeto;

2.3.3.1.9. 4.3.3.9 Interpretar e analisar o resultado da modelagem de dados;

2.3.3.1.10. 4.3.3.10 Analisar e aplicar as várias multimídias disponíveis;

2.3.3.1.11. 4.3.3.11 Desenvolver websites e sistemas para internet de baixa e média complexidade;;

2.3.3.1.12. 4.3.3.12 Pesquisar e avaliar novas ferramentas e tecnologias para a criação e manutenção de websites;

2.3.3.1.13. 4.3.3.13 Desenvolver aplicações para Internet utilizando banco de dados .

2.3.3.1.14. 4.3.3.14 Aplicar as técnicas de modularização e especificação de software;

2.3.3.1.15. 4.3.3.15 Utilizar editores de textos, planilhas, gerenciadoras bases de dados, compiladores e ambientes de desenvolvimento na elaboração de programas;

2.3.3.1.16. 4.3.3.16 Aplicar as técnicas de programação (orientada a objeto, estruturada e outras);

2.3.3.1.17. 4.3.3.17 Elaborar e executar casos e procedimentos de testes de programas;

2.3.3.1.18. 4.3.3.18 Geração visual de relatórios;

2.3.3.1.19. 4.3.3.19 Codificar programas a partir de sua especificação;

2.3.3.1.20. 4.3.3.20 Executar procedimentos de teste;

2.3.3.1.21. 4.3.3.21 Redigir instruções de uso do programa implementado;

2.3.3.1.22. 4.3.3.22 Implementar programas a partir dos modelos da análise de sistemas;

2.3.3.1.23. 4.3.3.23 Interpretar a utilização dos domínios dos websites;

2.3.3.1.24. 4.3.3.24 Utilizar recursos de animação para incrementar o website confeccionado;

2.3.4. 4.3.4 Desenvolver estilos de interação inovadores com base nas necessidades dos diversos atores dos processos educacionais bem como avaliar a eficácia, eficiência, efetividade e sustentabilidade dos sistemas computacionais aplicados à educação examinando seus elementos e suas relações. (C.1.2. )

2.3.4.1. TECI12 Interação Humano-Computador

2.3.4.1.1. 4.3.4.1 Conhecer as abordagens teóricas que envolvem a interação humano-computador;

2.3.4.1.2. 4.3.4.2 Ser capaz de identificar as necessidades dos usuários e requisitos da interação humano-computador;

2.3.4.1.3. 4.3.4.3 Conhecer os aspectos cognitivos e ergonômicos da interação humano-computador;

2.3.4.1.4. 4.3.4.4 Conhecer e identificar os diversos estilos de interação;

2.3.4.1.5. 4.3.4.5 Conhecer e aplicar as diversas heurísticas de avaliação de interfaces;

2.3.4.1.6. 4.3.4.6 Conhecer e aplicar no processo de desenvolvimento de softwares educacionais o processo de design centrado no usuário;

2.3.4.1.7. 4.3.4.7 Ser capaz de planejar avaliações da Interação Humano-computador;

2.3.4.1.8. 4.3.4.8 Conhecer e aplicar métodos de avaliação da Interação Humano Computador;

2.3.5. 4.3.5 Planejar o processo de produção do jogo digital e incorporação dos elementos multimídia à plataforma de desenvolvimento, sendo responsável pela programação e integração desses elementos.

2.3.5.1. TECI13 Desenvolvimento de Jogos Digitais para a educação

2.3.5.1.1. 4.3.5.1 Programar e integrar os elementos multimídia do jogo digital para computadores;

2.3.5.1.2. 4.3.5.2 Programar e integrar os elementos multimídia do jogo digital para consoles, dispositivos móveis e multiplataformas;

2.3.5.1.3. 4.3.5.3 Planejar as atividades de programação para o desenvolvimento de jogo digital

2.3.5.1.4. 4.3.5.4 Configurar e incorporar os elementos multimídia à plataforma de desenvolvimento

2.3.5.1.5. 4.3.5.5 Desenvolver os algoritmos e a estrutura de dados para jogos digitais

2.3.5.1.6. 4.3.5.6 Conhecer e utilizar motores de jogos para o desenvolvimento de jogos digitais;

2.3.6. 4.4.6 Projetar software para informatização de sistemas educacionais, determinando sua arquitetura, garantindo sua qualidade técnica e validando seu potencial de eficácia, eficiência, efetividade e sustentabilidade. (Art 5. Par 5. III) (RF C.3.3. )

2.3.6.1. TECI14 Projeto de Sistemas

2.3.6.1.1. 4.4.6.1 Projetar o desenvolvimento de softwares voltados à educação.

2.3.6.1.2. 4.4.6.2 Aplicar conceitos de concorrência, controle e tratamento de eventos, persistência de dados, distribuição, tratamento de erro e exceção, tolerância a falhas, interação e apresentação, e segurança no projeto de softwares;

2.3.6.1.3. 4.4.6.3 Ser capaz de projetar a arquitetura de sistemas computacionais;

2.3.6.1.4. 4.4.6.4 Desenvolver métodos e estratégias de design de software;

2.3.6.1.5. 4.4.6.5 Conhecer o contexto de projeto em vários modelos de desenvolvimento de software (ciclos de vida).

2.3.6.1.6. 4.4.6.6 Conhecer os padrões de projeto de sistemas.

2.3.6.1.7. 4.4.6.7 Conhecer a interação entre projeto e requisitos.

2.3.6.1.8. 4.4.6.8 Conhecer os atributos qualitativos em um projeto (confiabilidade, usabilidade, manutenibilidade, testabilidade, desempenho, segurança, tolerância a falhas e outros) e desenvolver projetos que os contemplem.

2.3.6.1.9. 4.4.6.9 Conhecer a relação entre arquitetura de software e projeto de software.

2.3.6.1.10. 4.4.6.10 Conhecer a técnicas de projeto orientado a objetos.

2.3.6.1.11. 4.4.6.11 Ser capaz de elaborar o projeto de componentes.

2.3.6.1.12. 4.4.6.12 Ser capaz de utilizar as notações de projeto.

2.3.6.1.13. 4.4.6.13 Ser capaz de utilizar ferramentas de suporte à elaboração de projetos de sistemas;

2.4. 4.4 ENGENHARIA DE DADOS E INFORMAÇÃO - Gerenciar dados e informação para as organizações e sociedade, selecionando sistemas e tecnologias para implementação de bases de dados e de informação, aplicando técnicas para a especificação de modelos conceituais, lógicos e físicos de dados e informação, implementando estruturas e mecanismos de armazenamento, busca, recuperação e mineração nas bases de dados e avaliando técnicas e ferramentas de inteligência de negócios bem como assegurar que as organizações tenham as informações que necessitam para prover suporte à suas operações em seus processos organizacionais, departamentais e ou individuais; (Art. 4. Par. 4, II) (RF C.4)

2.4.1. 4.4.1 Representar contextos do mundo real na forma de conjuntos, reconhecendo suas instâncias, analisando e estabelecendo relacionamentos entre conjuntos e definindo funções e relações aplicáveis a estes conjuntos. (C.4.1)

2.4.1.1. TECI15 Sistemas de Dados Educacionais

2.4.1.1.1. 4.4.1.16 Interpretar e analisar o resultado das consultas ao banco de dados;

2.4.1.1.2. 4.4.1.1 Conhecer alinguagem SQL (Structured Query Language);

2.4.1.1.3. 4.4.1.2 Criar consultas em um banco de dados utilizando uma ferramenta de apoio;

2.4.1.1.4. 4.4.1.3 Criar tabelas e bancos de dados utilizando uma ferramenta de apoio;

2.4.1.1.5. 4.4.1.4 Definir chaves primárias e chaves estrangeiras nas tabelas, quando necessário;

2.4.1.1.6. 4.4.1.5 Identificar as principais características de banco de dados criados para área educacional.

2.4.1.1.7. 4.4.1.6 Utilizar ferramentas que auxiliem a criação de um banco de dados;

2.4.1.1.8. 4.4.1.7 Conhecer os principais elementos de um banco de dados;

2.4.1.1.9. 4.4.1.8 Modelar a estrutura de um banco de dados;

2.4.1.1.10. 4.4.1.9 Definir chaves primárias e chaves estrangeiras nas tabelas, quando necessário;

2.4.1.1.11. 4.4.1.10 Identificar as principais características de banco de dados criados para área educacional.

2.4.1.1.12. 4.4.1.11 Estabelecer uma política de backup;

2.4.1.1.13. 4.4.1.12 Utilizar ferramentas que auxiliem a criação de um banco de dados;

2.4.1.1.14. 4.4.1.13 Conhecer a aplicabilidade dos bancos de dados no contexto educacional.

2.4.1.1.15. 4.4.1.14 Conhecer sistemas gerenciadores de banco de dados;

2.4.1.1.16. 4.4.1 15 Conhecer os tipos cópias de segurança (backup);

2.4.2. 4.4.2 Especificar modelos conceituais de banco de dados, analisando aspectos do mundo real a serem tratados pelos sistemas de informação e representandoos corretamente de acordo com o metamodelo selecionado e integrando-os com as diretrizes de administração de dados da organização. (RF C.4.3.)

2.4.2.1. TECI16 Modelagem Conceitual de Banco de Dados

2.4.2.1.1. 4.4.2.1 Compreender os fundamentos de Banco de Dados;

2.4.2.1.2. 4.4.2.2 Conceituar um banco de dados relacional;

2.4.2.1.3. 4.4.2.3 Compreender as regras para definição do modelo de dados;

2.4.2.1.4. 4.4.2.4 Conhecer os problemas mais comuns em um projeto de banco de dados;

2.4.2.1.5. 4.4.2.5 Projetar conceitualmente um banco de dados;

2.4.2.1.6. 4.4.2.6 Aplicar as três formas normais a partir de um esquema não normalizado;

2.4.3. 4.4.3 Conceber modelos lógicos e físicos de banco de dados, selecionando a utilização de modelos fortemente estruturados, fracamente estruturados ou nãoestruturados de acordo com os propósitos e necessidades do sistema de informação, especificando estruturas e mecanismos de armazenamento, busca e recuperação dos dados e avaliando a adequabilidade das soluções adotadas para o sistema de banco de dados. (RF C.4.4. )

2.4.3.1. TECI17 Projeto de Bancos de Dados

2.4.3.1.1. 4.4.3.1 Conhecer as principais características de um banco de dados relacional;

2.4.3.1.2. 4.4.3.2 Conhecer os principais problemas referentes à inserção, alteração e exclusão de dados;

2.4.3.1.3. 4.4.3.3 Construir um modelo físico de dados;

2.4.3.1.4. 4.4.3.4 Caracterizar um modelo físico de dados;

2.4.3.1.5. 4.4.3.5 Automatizar tarefas utilizando SQL;

2.4.3.1.6. 4.4.3.6 Identificar a necessidades de estruturação de dados dos sistemas de informações;

2.4.3.1.7. 4.4.3.7 Especificar mecanismos de busca armazenamento e recuperação de dados;

2.4.4. 4.4.4 Gerenciar processos de prospecção de informações com vistas ao suporte das atividades táticasestratégicas das organizações, especificando bases de dados analíticas, selecionando ferramentas e estratégias de inteligência de negócios e mineração de dados para análise e visualização de informações. (RF C.4.5. )

2.4.4.1. TECI18 Mineração de Dados Educacionais

2.4.4.1.1. 4.4.4.1 Identificar a necessidade de mineração de dados da organização;

2.4.4.1.2. 4.4.4.2 Selecionar ferramentas e estratégias de mineração de dados adequadas à necessidade de informação da organização;

2.4.4.1.3. 4.4.4.3 Conhecer ferramentas e algoritmos de mineração de dados bem como a sua aplicabilidade em diversas situações;

2.4.5. 4.4.5 Desenvolver recursos tecnológicos para fins educacionais utilizando técnicas de inteligência artificial tornando a experiência de ensino e de aprendizagem mais profunda e relevante; (RF C.5.2 )

2.4.5.1. TECI19 Inteligência artificial aplicada à educação

2.4.5.1.1. 4.4.5.1 Conhecer o conceito de inteligência.

2.4.5.1.2. 4.4.5.2 Saber a importância do estudo da IA para a educação.

2.4.5.1.3. 4.4.5.3 Conhecer os paradigmas de IA e a suas relações com as teorias cognitivas.

2.4.5.1.4. 4.4.5.4 Conhecer os principais sistemas de IA para uso na educação.

2.4.5.1.5. 4.4.5.5 Aplicar técnicas de IA nos processos relacionados à educação;

2.5. 4.5 INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - Gerenciar a infraestrutura de tecnologia da informação e comunicação para organizações e negócios, selecionando elementos de hardware, software e de conectividade adequados às necessidades de seus sistemas, estabelecendo serviços e processos de suporte aos sistemas de informação e avaliando o desempenho destes componentes de infraestrutura. (RF C.5) (Art. 5. Par 4. V )

2.5.1. 4.5.1 Estabelecer mecanismos de proteção à integridade, confidencialidade e disponibilidade da informação, configurando ferramentas para atender o nível de proteção solicitado, gerenciando, mantendo e garantindo a segurança dos sistemas de informação e da infraestrutura de Tecnologia da Informação de uma organização; (RF C.5.3. ) (Art. 5. Par 4. V)

2.5.1.1. TECI20 Segurança da Informação

2.5.1.1.1. 4.5.1.1 Desenvolver políticas de segurança;

2.5.1.1.2. 4.5.1.2 Conhecer meios de adoção e aplicação de políticas de segurança nas instituições;

2.5.1.1.3. 4.5.1.3 Desenvolver relatórios de riscos;

2.5.1.1.4. 4.5.1.4 Conhecer e desenvolver mecanismos de verificação passiva e proativa de segurança;

2.5.1.1.5. 4.5.1.5 Desenvolver atividades de garantia de segurança dos dados locais e em redes.

2.5.1.1.6. 4.5.1.6 Identificar e informar as necessidades dos usuários em relação à segurança da rede conforme as políticas de acesso do ambiente em uso;

2.5.1.1.7. 4.5.1.7 Reconhecer necessidades de segurança de dados e de acesso;

2.5.1.1.8. 4.5.1.8 Avaliar e planejar a análise de risco de uma rede;

2.5.1.1.9. 4.5.1.9 Conhecer ferramentas de segurança de dados que utilizam criptografia;

2.5.1.1.10. 4.5.1.10 Conhecer mecanismos de autenticação;

2.5.1.1.11. 4.5.1.11 Manipular ferramentas básicas de segurança de redes.

2.5.1.1.12. 4.5.12 Ser capaz de planejar, manter e garantir a segurança dos sistemas de informações educacionais.

2.5.2. 4.5.2 Propiciar ao aluno por meio de conhecimentos teóricos, metodológicos e práticos, a compreensão da importância das tecnologias digitais para desenvolvimento de uma gestão pedagógica inovadora. Propiciar ao aluno a compreensão sobre sistemas de gestão escolar possibilitando a análise, seleção e adoção de ferramentas de software para a racionalização de processos e estrutura organizacionais aplicáveis na área de educação.

2.5.2.1. TECI21 Tecnologia de apoio à gestão educacional

2.5.2.1.1. 4.5.2.1 Reconhecer o diferencial das Instituições Inovadoras;

2.5.2.1.2. 4.5.2.2 Compreender a importância da tecnologia para a gestão escolar não apenas como instrumento facilitador do trabalho burocrático, mas principalmente como instrumento de articulação do trabalho administrativo com o pedagógico;

2.5.2.1.3. 4.5.2.3 Compreender a importância das tecnologias digitais para apoio à gestão educacional;

2.5.2.1.4. 4.5.2.4 Explorar tecnologias de para apoio à gestão educacional;

2.5.2.1.5. 4.5.2.5 Conhecer e diferenciar sistemas de informações utilizados na gestão educacional.

2.5.3. 4.5.3 Conhecer os conceitos básicos de comunicação de dados e de redes de computadores;

2.5.3.1. TECI22 Introdução às redes de computadores

2.5.3.1.1. 4.5.3.1 Descrever a internet e a World Wide Web, elaborar seus usos e descrever como funciona um navegador, usando uma URL para acessar um sítio (I.D. 5);

2.5.3.1.2. 4.5.3.10 Criar uma conta de correio eletrônico;

2.5.3.1.3. 4.5.3.9 Conhecer o conceito de correio eletrônico e suas ferramentas;

2.5.3.1.4. 4.5.3.8 Conhecer o funcionamento básico dos motores de busca da internet;

2.5.3.1.5. 4.5.3.7 Desenvolver pesquisas na internet através de uma ferramenta de busca;

2.5.3.1.6. 4.5.3.6 Conhecer o funcionamento de um navegador:

2.5.3.1.7. 4.5.3.5 Conhecer os conceitos de internet, suas ferramentas e seus protocolos de funcionamento;

2.5.3.1.8. 4.5.3.4 Usar uma rede e o programa adequado para gerenciar, monitorar e avaliar o progresso de diversos projetos de alunos (II.D. 4);

2.5.3.1.9. 4.5.3.3 Criar uma conta de e-mail e usá-la para uma série contínua de troca de mensagens (I.D. 7);

2.5.3.1.10. 4.5.3.2 Usar uma ferramenta de busca para fazer uma pesquisa boleana por palavra-chave (I.D. 6);

2.5.4. 4.5.4 Ter conhecimento do funcionamento, descrevendo e demonstrando as características técnicas da infraestrutura de software e de hardware dos sistemas de computação como memória, unidade central de processamento, barramentos e dispositivos de entrada/saída e dos equipamentos tecnológicos comuns; (UNESCO I.D.1) (Art. 5. IV) T

2.5.4.1. TECI23 Organização de Computadores

2.5.4.1.1. 4.5.4.1 Apresentar a teoria da aritmética não-decimal;

2.5.4.1.2. 4.5.4.2 Interpretar termos técnicos da área de informática;

2.5.4.1.3. 4.5.4.3 Utilizar de forma correta as unidades de medida de armazenamento de dados e velocidade de processamento;

2.5.4.1.4. 4.5.4.3 Apresentar os conceitos básicos das arquiteturas atuais (CISC, RISC e híbridas).

2.5.4.1.5. 4.5.4.4 Interpretar Manuais Técnicos de Hardware e Software;

2.5.4.1.6. 4.5.4.5 Identificar Sistemas Operacionais e Aplicativos;

2.5.4.1.7. 4.5.4.6 Identificar e caracterizar os diversos componentes de um computador;

2.5.4.1.8. 4.5.4.7 Analisar e compreender o funcionamento dos dispositivos de hardware;

2.5.4.1.9. 4.5.4.8 Identificar os componentes de um computador e seus periféricos

2.5.4.1.10. 4.5.4.9 Integrar o uso de um laboratório de informática às atividades de ensino em andamento

2.5.4.1.11. 4.5.4.10 Gerenciar o uso de recursos complementares de TIC, individualmente, e com pequenos grupos de alunos, a fim de não interromper as atividades de ensino em sala.

2.5.4.1.12. 4.5.4.11 Avaliar computadores e demais componentes de hardware, examinando a funcionalidade, adequabilidade e escalabilidade destes equipamentos para a organização. (C.5.1.)

2.5.5. 4.5.5 Avaliar a arquitetura física e lógica das redes de comunicação e de computadores para organização, utilizando conceitos dos modelos de referência, analisando a operação e desempenho de seus componentes, aplicando os conceitos de alta disponibilidade e balanceamento de carga, e utilizando máquinas virtuais e softwares de gerenciamento. (C.5.2.)

2.5.5.1. TECI24 Redes de Computadores II

2.5.5.1.1. 4.5.5.1 Adquirir os conhecimentos básicos necessários para projetar, instalar e configurar uma rede de computadores de pequeno porte.

2.5.5.1.2. 4.5.5.2 Dominar os conceitos básicos sobre a arquitetura TCP/IP

2.5.5.1.3. 4.5.5.3 Conhecer os conceitos básicos sobre infra-estrutura de redes, cabeamento e meios de comunicação.

2.5.5.1.4. 4.5.5.4 Conhecer as tendências do mercado em infra-estrutura de redes de computadores.

2.5.5.2. Administração de Redes de Computadores

2.5.6. Avaliar a adequabilidade e desempenho de Sistemas Operacionais, analisando a configuração e o funcionamento de seus serviços. (RF C.5.4. )

2.5.6.1. TECI25 Administração de Sistemas Operacionais

2.5.6.1.1. Realizar a configuração e a manutenção de uma estação de trabalho que utilize um sistema operacional livre;

2.5.6.1.2. Realizar a configuração e a manutenção de uma estação de trabalho que utilize um sistema operacional proprietário. Habilidades:

2.5.6.1.3. Descobrir novas tecnologias de software que delimitem problemas e agilizem soluções;

2.5.6.1.4. Instalar Sistema Operacional;

2.5.6.1.5. Criar discos de emergência;

2.5.6.1.6. Administrar contas e grupos de usuários;

2.5.6.1.7. Configurar Dispositivos;

2.5.6.1.8. Instalar software aplicativo e utilitário;

2.5.6.1.9. Compartilhar arquivos na rede;

2.5.6.1.10. Agendar tarefas para serem executadas pelo sistema

3. EIXO 2 - FORMAÇÃO EM TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS

3.1. 2.1 INTRODUÇÃO DE TECNOLOGIAS. Sejam capazes de atuar no desenvolvimento de processos de orientação, motivação e estimulação da aprendizagem, com a seleção de plataformas computacionais adequadas às necessidades das organizações. (Art 4. Par 5. IV )

3.1.1. 2.1.1 Compreender diferentes métodos e teorias para viabilizar a elaboração temática de desenhos didáticos de cursos, projetos e processos interativos e iterativos em diferentes ambientes de aprendizagem.

3.1.1.1. TECE01 Introdução Design Instrucional e as Linguagens Digitais e Eletrônicas

3.1.1.1.1. 2.1.1.1 Conhecer diferentes métodos e teorias da aprendizagem;

3.1.1.1.2. 2.1.1.2 Identificar e selecionar os recursos e as ferramentas necessárias para atender as especificidades de aprendizagem em cursos, ações de formação continuada e de aperfeiçoamento em ambientes de aprendizagem;

3.1.1.1.3. 2.1.1.3 Planejar e elaborar o desenho didático de cursos em conformidade com as orientações didático-pedagógicas demandadas pelos profissionais da educação;

3.1.1.1.4. 2.1.1.4 Selecionar ferramentas que suportem diferentes níveis de aprendizagem, interatividade e avaliação em ambientes e-Learning;

3.1.1.1.5. 2.1.1.5 Implementar projetos e soluções que suportem o ensino e a aprendizagem em ambientes interativos;

3.1.1.1.6. 2.1.1.6 Analisar as necessidades de adequação das ferramentas e recursos para otimizar os processos e suas respectivas avaliações em ambientes aprendizagem.

3.1.2. 2.1.2 Compreender o processo de apropriação das tecnologias da informação e comunicação na escola, numa perspectiva de evolução no fazer pedagógico, bem como desenvolver estudos e práticas do uso destes recursos, em especial nos recursos multimídias.

3.1.2.1. TECE02 Multimídia na Educação

3.1.2.1.1. 2.1.2.1 Identificar as mídias compatíveis com as diversas situações de aprendizagem

3.1.2.1.2. 2.1.2.2 Propor o emprego de mídias específicas contextualizadas nas diversas disciplinas e conteúdos curriculares

3.1.2.1.3. 2.1.2.3 Facilitar a aprendizagem e incentivar os estudantes à produção do seu conhecimento por meio da criação de conteúdos de aprendizagem ou aplicação multimídia em diferentes formatos

3.1.2.1.4. 2.1.2.4 Examinar criticamente as tecnologias multimídia e desenvolver materiais de instrução para aplicabilidade do design instrucional

3.1.2.1.5. 2.1.2.5 Instrumentalizar o profissional para o trabalho pedagógico com as diferenças, a partir do conhecimento da legislação, dos recursos tecnológicos educacionais assistivos e metodologias adequadas para os processos de ensino-aprendizagem e avaliação , objetivando a adoção de uma prática inclusiva de ações intencionais e éticas, vislumbrando a permanência e aprendizagem dos alunos com deficiência no espaço escolar

3.1.3. 2.1.3 Promover o uso pedagógico da informática na educação básica com noções de tecnologia da informação, ferramentas microcomputador e internet a fim de desenvolver diversas habilidades e contribuir com processos de ensino-aprendizagem, contemplando as diversas áreas do conhecimento de forma interdisciplinar.

3.1.3.1. TECE03 Ambientação Digital

3.1.3.1.1. I.D.2. Descrever e demonstrar as tarefas básicas e o uso de processadores de texto, como composição de texto, edição de texto, formatação de texto e impressão.

3.1.3.1.2. 2.1.3.1 Conhecer processadores de textos, planilhas de cálculos e softwares de apresentação;

3.1.3.1.3. 2.1.3.2 Identificar programas de uso específico;

3.1.3.1.4. 2.1.3.3 Conhecer os conceitos de internet e suas ferramentas;

3.1.3.1.5. 2.1.3.4 Conhecer o conceito de correio eletrônico e suas ferramentas;

3.1.3.1.6. 2.1.3.5 Conhecer programas voltadas para a área educacional.

3.1.3.1.7. 2.1.3.6 Identificar sistemas operacionais;

3.1.3.1.8. 2.1.3.7 Utilizar os recursos disponíveis nos sistemas operacionais;

3.1.3.1.9. 2.1.3.8 Elaborar relatórios, textos, planilhas, formulários, esquemas e gráficos;

3.1.3.1.10. 2.1.3.9 Utilizar softwares aplicativos para textos, formulários e apresentações;

3.1.3.1.11. 2.1.3.10 Desenvolver pesquisas na internet;

3.1.3.1.12. 2.1.3.11 Utilizar softwares aplicativos para compactar e descompactar arquivos;

3.1.3.1.13. 2.1.3.12 Utilizar softwares antivírus.

3.1.3.1.14. 2.1.3.13 Descrever a internet e a World Wide Web, elaborar seus usos e descrever como funciona um navegador, usando uma URL para acessar um sítio. (I.D.5. )

3.1.3.1.15. 2.1.3.14 Descrever e demonstrar a finalidade e as características básicas do programa de apresentação e de outros recursos digitais. (I.D.3. )

3.1.3.1.16. 2.1.3.15 Descrever e demonstrar as tarefas básicas e o uso de processadores de texto, como composição de texto, edição de texto, formatação de texto e impressão. (I.D.2. )

3.1.3.1.17. 2.1.3.16 Ter conhecimento do funcionamento, descrevendo e demonstrando as tarefas básicas dos softwares aplicativos de uso geral como pacotes gráficos, processadores de texto, ; (UNESCO I.D.1)

3.1.3.1.18. 2.1.3.17 Descrever a finalidade e a função básica do programa de gráficos e usar um pacote com esse tipo de programa para criar uma exibição gráfica simples. (I.D.4. )

3.1.4. 2.1.4 Compreender os conceitos da tecnologia da informação e comunicação seus componentes e aplicações na sociedade e na educação, sob uma perspectiva histórica. Compreender como as tecnologias da informação e comunicação – TIC podem contribuir para melhorar a produtividade e a aquisição de novos conhecimentos. (Base: Padrões UNESCO – abordagem 1 e 2 Padrões)

3.1.4.1. TECE04 Fundamentos da Tecnologia educacional

3.1.4.1.1. 2.1.4.1 Conhecer o processo histórico de evolução das tecnologias da informação e comunicação (TIC);

3.1.4.1.2. 2.1.4.2 Conhecer o processo histórico de evolução das tecnologias da informação e comunicação (TIC);

3.1.4.1.3. 2.1.4.3 Compreender os conceitos das tecnologias educacionais.

3.1.4.1.4. 2.1.4.4 Avaliar continuamente e refletir sobre a prática profissional para envolvimento na inovação e melhoria contínuas. (III.F.1. )

3.1.4.1.5. 2.1.4.5 Descrever e demonstrar o uso de equipamentos tecnológicos comuns. (I.D.1. )

3.1.4.1.6. 2.1.4.6 Entender como as tecnologias da informação e comunicação (TIC) podem auxiliar o processo de ensino e aprendizagem.

3.1.4.1.7. 2.1.4.7 Compreender o impacto da computação e suas tecnologias na sociedade no que concerne ao atendimento e à antecipação estratégica das necessidades da sociedade; (Art 4. II )

3.1.4.1.8. 2.1.4.8 Possuir a capacidade de reconhecer a importância do pensamento computacional na vida cotidiana, como também sua aplicação em outros domínios e ser capaz de aplicá-lo em circunstâncias apropriadas; (Art 4. VII )

3.1.4.1.9. 2.1.4.9 Possuir a capacidade de atuar em um mundo de trabalho globalizado. (Art 4. VIII )

3.1.4.1.10. 2.1.4.10 Entendam o contexto, envolvendo as implicações organizacionais e sociais, no qual as soluções de sistemas de informação são desenvolvidas e implantadas; (Art 4. Par 4. V )

3.1.4.1.11. 2.1.4.11 Possam desenvolver pensamento sistêmico que permita analisar e entender os problemas organizacionais. (Art 4. Par 4. VII )

3.1.4.1.12. 2.1.4.12 Avaliar a exatidão e utilidade dos recursos Web em apoio ao aprendizado baseado em projeto vis-à-vis a disciplina em questão.

3.1.4.1.13. 2.1.4.13 Conhecer os limites da computação; (Art. 5. II )

3.1.4.1.14. 2.1.4.14 Avaliar criticamente projetos de sistemas de computação; (Art. 5. VIII)

3.1.4.1.15. 2.1.4.15 Adequar-se rapidamente às mudanças tecnológicas e aos novos ambientes de trabalho; (Art. 5. IX - )

3.1.5. 2.1.5 Compreender o processo de apropriação das tecnologias da informação e comunicação na escola, numa perscpetiva de evoluçao no fazer pedagógico, bem como desenvolver estudos e práticas do uso destes recursos

3.1.5.1. TECE05 Tecnologia e Evolução na Escola

3.1.5.1.1. 2.1.5.1 Conhecer o processo histórico de evolução das tecnologias da informação e comunicação (TIC);

3.1.5.1.2. 2.1.5.2 Compreender os conceitos das tecnologias educacionais.

3.1.5.1.3. 2.1.5.3 Analisar criticamente o impacto das tecnologias de informação e comunicação na sociedade e na educação;

3.1.5.1.4. 2.1.5.4 Selecionar, planejar, coordenar e avaliar a utilização das TIC na Educação;

3.1.5.1.5. 2.1.5.6 Explorar ambientes virtuais de aprendizagens, recursos e softwares aplicáveis à educação;

3.1.5.1.6. 2.1.5.7 Utilizar softwares e ferramentas diversas para melhorar a força de trabalho;

3.1.5.1.7. 2.1.5.8 Discutir as implicações do uso das TIC na Educação.

3.1.5.1.8. 2.1.5.9 Entender como as tecnologias da informação e comunicação (TIC) podem auxiliar o processo de ensino e aprendizagem. Ementas

3.1.5.1.9. 2.1.5.10 Descrever e demonstrar o uso de equipamentos tecnológicos comuns. (I.D.1.)

3.1.5.1.10. 2.1.5.11 Avaliar a exatidão e utilidade dos recursos Web em apoio ao aprendizado baseado em projeto vis-à-vis a disciplina em questão. (II.D.2. )

3.1.5.1.11. 2.1.5.12 Avaliar continuamente e refletir sobre a prática profissional para envolvimento na inovação e melhoria contínuas. (III.F.1. )

3.1.5.1.12. 2.1.5.13 Compreender o impacto da computação e suas tecnologias na sociedade no que concerne ao atendimento e à antecipação estratégica das necessidades da sociedade; (Art 4. II)

3.1.5.1.13. 2.1.5 14 Ter a capacidade de reconhecer a importância do pensamento computacional na vida cotidiana, como também sua aplicação em outros domínios e ser capaz de aplicá-lo em circunstâncias apropriadas; (Art 4. VII )

3.1.5.1.14. 2.1.5 15 Ter a capacidade de atuar em um mundo de trabalho globalizado. (Art 4. VIII)

3.1.5.1.15. 2.1.5.16 Entendam o contexto, envolvendo as implicações organizacionais e sociais, no qual as soluções de sistemas de informação são desenvolvidas e implantadas; (Art 4. Par 4. V )

3.1.5.1.16. 2.1.5.17 Possam desenvolver pensamento sistêmico que permita analisar e entender os problemas organizacionais. (Art 4. Par 4. VII )

3.1.5.1.17. 2.1.5.18 Conhecer os limites da computação; (Art. 5. II)

3.1.5.1.18. 2.1.5.19 Avaliar criticamente projetos de sistemas de computação; (Art. 5. VIII )

3.1.5.1.19. 2.1.5.20 Adequar-se rapidamente às mudanças tecnológicas e aos novos ambientes de trabalho; (Art. 5. IX )

3.1.5.1.20. 2.1.5 21 No exercício da docência, a ação do profissional do magistério da educação básica é permeada por dimensões técnicas, políticas, éticas e estéticas por meio de sólida formação, envolvendo o domínio e manejo de conteúdos e metodologias, diversas linguagens, tecnologias e inovações, contribuindo para ampliar a visão e a atuação desse profissional. (Art. 2º - § 2º - Resolução n. 2 de 2015 - DCN Licenciatura)

3.1.5.1.21. 2.1.5.22 Uso competente das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) para o aprimoramento da prática pedagógica e a ampliação da formação cultural dos(das) professores(as) e estudantes; (Art. 5º - VI )

3.1.5.1.22. 2.1.5.23 Desenvolvimento, execução, acompanhamento e avaliação de projetos educacionais, incluindo o uso de tecnologias educacionais e diferentes recursos e estratégias didático-pedagógicas; (Art. 7º - VIII)

3.1.5.1.23. 2.1.5.24 Relacionar a linguagem dos meios de comunicação à educação, nos processos didático-pedagógicos, demonstrando domínio das tecnologias de informação e comunicação para o desenvolvimento da aprendizagem; (Art. 8º - V )

3.1.5.1.24. 2.1.5.25 Projeto formativo que assegure aos estudantes o domínio dos conteúdos específicos da área de atuação, fundamentos e metodologias, bem como das tecnologias; (Art. 11 - V - )

3.1.5.1.25. 2.1.5.26 Recursos pedagógicos como biblioteca, laboratórios, videoteca, entre outros, além de recursos de tecnologias da informação e da comunicação, com qualidade e quantidade, nas instituições de formação; (Art. 11 - VII )

3.1.6. 2.1.6 Instrumentalizar o profissional para o trabalho pedagógico com as diferenças, a partir do conhecimento da legislação, dos recursos tecnológicos educacionais assistivos e metodologias adequadas para os processos de ensino-aprendizagem e avaliação , objetivando a adoção de uma prática inclusiva de ações intencionais e éticas, vislumbrando a permanência e aprendizagem dos alunos com deficiência no espaço escolar.

3.1.6.1. TECE06 Tecnologia Assistiva

3.1.6.1.1. 2.1.6.1 Conhecer as políticas públicas para inclusão, de âmbito internacional, nacional e estadual, no Brasil, atentando para a legislação de inclusão, de maneira a contribuir na qualificação das práticas pedagógicas.

3.1.6.1.2. 2.1.6.2 Refletir com os alunos os conceitos de inclusão, a promoção do bem-estar e a inserção social da pessoa com deficiência, no ambiente escolar.

3.1.6.1.3. 2.1.6.3 Discutir, criticamente, o planejamento da prática educativa para que o currículo contemple adequações necessárias para o atendimento das diferenças;

3.1.6.1.4. 2.1.6.4 Apresentar algumas tecnologias assistivas disponíveis e sua funcionalidade para o atendimento das necessidades das pessoas com deficiência;

3.1.6.1.5. 2.1.6.5 Identificar os serviços, recursos, estratégias e metodologias de Tecnologia Assistiva que ampliam as habilidades funcionais de estudantes com deficiência.

3.1.6.1.6. 2.1.6.6 Apresentar ao aluno alternativas que possam vir a conciliar as necessidades educativas da criança com deficiência, com os recursos de Tecnologia Assistiva;

3.1.6.1.7. 2.1.6.7 Explorar estratégias educacionais que instiguem o potencial dos educandos, integrando a utilização de diferentes meios e técnicas pedagógicas, contemplando diferentes formas de aprender.

3.1.6.1.8. 2.1.6.8 Compreender as diferenças na atuação dos professores nos serviços da educação especial (AEE), e a contribuição na qualificação da aprendizagem de estudantes.

3.1.6.1.9. 2.1.6.9 Possibilitar mudanças de valores culturais, da política educacional, além de quebrar preconceitos, o que se torna fundamental no trabalho com pessoas que sofrem preconceitos e, consequentemente, o bullying;

3.1.7. 2.1.7 Entender o conceito de Educação on-line, trilhas de navegação e ferramentas de cursos. (Base: Padrões UNESCO – abordagem 1).

3.1.7.1. TECE07 Fundamentos da Educação On-line

3.1.7.1.1. 2.1.7.1 Identificar a usabilidade de AVAs no contexto da interação. (ABED)

3.1.7.1.2. 2.1.7.2 Conhecer a Legislação que rege a Educação on-line. (NORMATIVA Nº 11-2017 EAD)

3.1.7.1.3. 2.1.7.3 Descrever a função e a finalidade do programa tutorial e de atividades e prática, e como eles apoiam a aquisição, por parte dos alunos, de conhecimento sobre as disciplinas escolares. UNESCO

3.1.7.1.4. 2.1.7.4 Usar tecnologias comuns de comunicação e colaboração, tais como mensagens de texto, videoconferência e colaboração via web e ambientes sociais. UNESCO

3.1.7.1.5. 2.1.7.5 Analisar tutoriais para ambientes virtuais de aprendizagem e relatar as vantagens e desvantagens do tutorial. (Trabalho final da disciplina).

3.1.7.1.6. 2.1.7.6 Entender o conceito de Educação on-line, trilhas de navegação e ferramentas de cursos. (Base: Padrões UNESCO – abordagem 1).

3.1.7.1.7. 2.1.7.7 Utilizar ambientes virtuais com o perfil de aluno para potencializar o aprendizado. (Base: Padrões UNESCO – abordagem 1).

3.1.7.1.8. 2.1.7.8 Utilizar um ambiente ou ferramentas tutoriais para elaborar os materiais on-line.

3.1.7.1.9. 2.1.7.9 Praticar a imersão em ambientes de aprendizagem virtuais experimentando recursos e ferramentas.

3.1.7.1.10. 2.1.7.10 Reconhecer conceitos e teorias específicas da modalidade EAD online.

3.1.7.1.11. 2.1.7.11 Conhecer as regras de convivência para participação em comunidades virtuais e as ferramentas de comunicação: emoticons, netiqueta, clareza, citações e diretrizes de feedback; (ABED)

3.2. 2.2 Ser capaz de fazer uso da interdisciplinaridade e introduzir conceitos pedagógicos no desenvolvimento de Tecnologias Educacionais, produzindo uma interação humano-computador inteligente, visando ao ensino e à aprendizagem assistidos por computador, incluindo a Educação à Distância; (Art 4. Par 5. II )

3.2.1. 2.2.1 Instrumentalizar o profissional para o trabalho pedagógico com as diferenças, a partir do conhecimento da legislação, dos recursos tecnológicos educacionais assistivos e metodologias adequadas para os processos de ensino- aprendizagem e avaliação , objetivando a adoção de uma prática inclusiva de ações intencionais e éticas, vislumbrando a permanência e aprendizagem dos alunos com deficiência no espaço escolar.

3.2.1.1. TECE08 Tecnologia Educacional Assistiva

3.2.1.1.1. 2.2.1 Conhecer as políticas públicas para inclusão, de âmbito internacional, nacional e estadual, no Brasil, atentando para a legislação de inclusão, de maneira a contribuir na qualificação das práticas pedagógicas.

3.2.1.1.2. 2.2.2 Refletir com os alunos os conceitos de inclusão, a promoção do bem-estar e a inserção social da pessoa com deficiência, no ambiente escolar.

3.2.1.1.3. 2.2.3 Discutir, criticamente, o planejamento da prática educativa para que o currículo contemple adequações necessárias para o atendimento das diferenças;

3.2.1.1.4. 2.2.4 Apresentar algumas tecnologias assistivas disponíveis e sua funcionalidade para o atendimento das necessidades das pessoas com deficiência;

3.2.1.1.5. 2.2.5 Identificar os serviços, recursos, estratégias e metodologias de Tecnologia Assistiva que ampliam as habilidades funcionais de estudantes com deficiência.

3.2.1.1.6. 2.2.6 Apresentar ao aluno alternativas que possam vir a conciliar as necessidades educativas da criança com deficiência, com os recursos de Tecnologia Assistiva;

3.2.1.1.7. 2.2.7 Explorar estratégias educacionais que instiguem o potencial dos educandos, integrando a utilização de diferentes meios e técnicas

3.2.1.1.8. 2.2.8 Compreender as diferenças na atuação dos professores nos serviços da educação especial (AEE), e a contribuição na qualificação da aprendizagem de estudantes.

3.2.1.1.9. 2.2.9 Possibilitar mudanças de valores culturais, da política educacional, além de quebrar preconceitos, o que se torna fundamental no trabalho com pessoas que sofrem preconceitos e, consequentemente, o bullying;

3.2.2. 2.2.2 Dominem os fundamentos teóricos da área de Computação e como eles influenciam a prática profissional.

3.2.2.1. TECE09 Estágio Supervisionado III

3.2.2.1.1. 2.2.2.1 Criar soluções, individualmente ou em equipe, para problemas complexos caracterizados por relações entre domínios de conhecimento e de aplicação;

3.2.2.1.2. 2.2.2.1 Desenvolver atividades, ações e projetos que terão características de observação-diagnóstico-ação em escolas da educação básica, na gestão e na administração ou em qualquer outro Instituição, Empresa e Órgãos Públicos em que venha desenvolver conteúdos relativos à profissão previsto no perfil de conclusão.

3.2.3. 2.2.3 Desenvolver o como atividade de síntese, integração ou aplicação de conhecimentos adquiridos de caráter científico ou tecnológico. Compreender as necessidades contemporâneas e cotidianas dos processos de produção científica e tecnológica no contexto educacional integrado às tecnologias; Conhecer conteúdos específicos de sua atuação combinando distintos campos do conhecimento. (Resolução nº 052016. Art. 8º )

3.2.3.1. TECE10 Projeto de Graduação

3.2.3.1.1. 2.2.3.1 Entender a complexidade do campo das Ciências e das Tecnologias;

3.2.3.1.2. 2.2.3.2 Propor soluções novas e criativas para os problemas do campo educacional integrado as Tecnologias;

3.2.3.1.3. 2.2.3.3 Identificar, planejar, resolver problemas e tomar decisões, a partir de uma temática específica de investigação;

3.2.3.1.4. 2.2.3.4 Recorrer aos conhecimentos adquiridos para planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos de pesquisa na área de formação.

3.2.4. 2.2.4 Adquirir a capacidade de fazer uso da interdisciplinaridade, compreendendo de forma sistêmica os processos, reconhecendo a sua importância para a integração do conhecimento e possibilitando uma prática coerente na inter-relação das disciplinas. (CNE/CES N 5) (Art 4. § 5. II)

3.2.4.1. TECE11 Projetos e Práticas Interdisciplinares

3.2.4.1.1. 2.2.4.1 Desenvolver projetos e práticas interdisciplinares valorizando a integração e socialização do conhecimento incluídos nas linhas de pesquisa do curso;

3.2.4.1.2. 2.2.4.2 Identificar os fatores limitantes e analisar as potencialidades de desenvolvimento local e regional, inter-relacionar com as disciplinas e contextualizar com os temas debatidos.

3.2.4.1.3. 2.2.4.3 Utilizar tecnologias educacionais para o aperfeiçoamento de projetos interdisciplinares contemplando os conteúdos das disciplinas do curso/período.

3.2.4.1.4. 2.2.4.4 Elaborar e apresentar projeto interdisciplinar de acordo com o conhecimento adquirido na disciplinas (trabalho final da disciplina).

3.2.5. 2.2.5 Instrumentalizar mediante fundamentos psicológicos importantes para constituição profissional sólida, articulando o processo de ensino e aprendizagem, utilizando as tecnologias como instrumentos de fortalecimento do processo pedagógico em estabelecimentos públicos ou privados.

3.2.5.1. TECE12 Fundamentação Psicológica da Educação

3.2.6. 2.2.6 Conceber requisitos para planejamento, produção e customização de TIC para personalizar o ensino e adaptar as necessidades de aprendizagem integrado ao currículo;

3.2.6.1. TECE13 Currículo Interdisciplinar com Tecnologias.

3.2.7. 2.2.7 Utilizar ambientes virtuais com o perfil de aluno para potencializar o aprendizado. (Base: Padrões UNESCO – abordagem 1).

3.2.7.1. TECE14 Introdução à Educação On-line

3.2.7.1.1. 2.2.7.1 Utilizar um ambiente ou ferramentas tutoriais para elaborar os materiais on-line.

3.2.7.1.2. 2.2.7.2 Analisar tutoriais para ambientes virtuais de aprendizagem e relatar as vantagens e desvantagens do tutorial. (Trabalho final da disciplina).

3.2.7.1.3. 2.2.7.3 Praticar a imersão em ambientes de aprendizagem virtuais experimentando recursos e ferramentas.

3.2.7.2. 2.2.8 Liderar a construção e execução de projetos de interação humano-computador a partir do conhecimento das abordagens tecnológicas e pedagógicas produzindo uma interação inteligente voltada ao ensino e aprendizagem.

3.2.7.2.1. TECI12 Interação Humano-Computador

4. EIXO 1 - FORMAÇÃO HUMANÍSTICA, SOCIAL E EMPREENDEDORA

4.1. 1.1 - PESQUISA, INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO - Desenvolver negócios, produtos, serviços ou processos inovadores por meio de sistemas de informação, identificando problemas e oportunidades em seu contexto de atuação profissional e/ou social, planejando, executando e gerenciando projetos de pesquisa, empreendedorismo e inovação para estas oportunidades e problemas, avaliando seu impacto econômico, social e ambiental. C6 - Ser capaz de atuar de forma empreendedora em um mundo globalizado conhecendo as questões sociais, profissionais, legais, éticas, políticas e humanísticas que permeiam suas atividades profissionais;

4.1.1. 1.1.1 Desenvolver comunicação efetiva em sua atuação em sistemas de informação, empregando técnicas e ferramentas de comunicação oral e escrita adequadas a cada situação e compreendendo as diferentes perspectivas de conhecimento de seus interlocutores. (RF C.7.2)

4.1.1.1. HUMA01 - Práticas de Leituras e Escrita de Textos Científicos

4.1.1.1.1. 1.1.1.1 Ser capaz de realizar interpretação de textos nos mais variados gêneros e suportes de textos, especialmente os textos do domínio acadêmico;

4.1.1.1.2. 1.1.1.2 Desenvolver a prática de produção de textos acadêmicos, identificando aspectos linguísticos, estruturais e teóricos;

4.1.1.1.3. 1.1.1.3 Interpretar os aspectos teórico-metodológicos que orientam e discutem os processos de aprendizagem da leitura e da escrita

4.1.1.1.4. 1.1.1.4 Resolução 05/2016 art. 5º inciso VII- preparar e apresentar seus trabalhos e problemas técnicos e suas soluções para audiências diversas, em formatos apropriados (oral e escrito).

4.1.2. 1.1.2 Compreender a língua inglesa quanto à capacidade de audição, leitura, fala e escrita de termos técnicos da área de informática.

4.1.2.1. HUMA02 - Inglês Instrumental

4.1.2.1.1. 1.1.2.1 Ler textos técnicos na língua inglesa (Resolução 05/2016 art. 5º inciso X);

4.1.2.1.2. 1.1.2.2 Compreender a mensagem transmitida em áudio, filme e documentário;

4.1.2.1.3. 1.1.2.3 Desenvolver a conversação a ponto de se comunicar;

4.1.2.1.4. 1.1.2.4 Elaborar e apresentar glossário inglês/português de termos técnicos de projetos e aplicativos de tecnologias educacionais (trabalho final da disciplina).

4.1.3. 1.1.3 Agir de acordo com princípios éticos profissionais e os direitos humanos, compreendendo os aspectos sociais, profissionais, legais, éticos, políticos e humanísticos em sua atuação em sistemas de informação. Compreender os efeitos da Computação como elemento de transformação da realidade; elaborar e discutir posicionamentos diante dos dilemas éticos que se apresentam nos planos ambiental, sociocultural e econômico. (Art 4. I -RF -C.7.1. )

4.1.3.1. HUMA03 Ética, Educação e Tecnologia

4.1.3.1.1. 1.1.3.1 Conhecer as leis e resoluções próprias referentes às questões sociais, profissionais, legais, éticas, políticas e humanísticas

4.1.3.1.2. 1.1.3.2 Conceituar e compreender a ética e a moral como princípio básico da sociedade;

4.1.3.1.3. 1.1.3.3 Atuar como profissional da informática no desempenho de suas funções tendo a ética e a moral como norteadores da prática educativa;

4.1.3.1.4. 1.1.3.4 Propor políticas públicas pautadas nos princípios éticos e morais para todas as instâncias do sistema educacional;

4.1.3.1.5. 1.1.3.5 Reconhecer a importância da prevenção contra o tráfico de bens culturais e autoral, reconhecendo que o Copyright é um direito autoral e que concede ao autor de trabalhos originais, direitos exclusivos de exploração de uma obra artística, literária ou científica, proibindo a reprodução por qualquer meio.

4.1.3.1.6. 1.1.3.6 Atuar no combate aos crimes cibernéticos, reconhecendo que este delito são praticados contra ou por intermédio de computadores (dispositivos informáticos, em geral).

4.1.3.1.7. 1.1.3.7 Reconhecer a importância e atuar na regulamentação das profissões ligadas às áreas de processamento de dados e Informática.

4.1.3.1.8. 1.1.3.8 Elaborar e discutir posicionamentos diante dos dilemas éticos que se apresentam nos planos ambiental, sociocultural e  econômico (RF C.6.4 )

4.1.4. 1.1.4 Compreender a importância e evolução da ciência, inovação e empreendedorismo para o desenvolvimento econômico e social no Brasil e no mundo; Compreender a relação existente entre empreendedorismo social, terceiro setor e economia criativa no cenário educacional. CNE, res. nª 05, cap. art. III § VI.

4.1.4.1. HUMA04 Ciência, Inovação e Empreendedorismo

4.1.4.1.1. 1.1.4.1 Identificar os conceitos relacionados à evolução da ciência, inovação e empreendedorismo; CNE, res. nª 05/2016, cap. art. III § VII

4.1.4.1.2. 1.1.4.2 Buscar ações e projetos de inovação, ciência e empreendedorismo no Brasil e no mundo; LAC, Unesco, agenda 2030, cap I, I.I.

4.1.4.1.3. 1.1.4.3 Diferenciar ações e projetos de iniciação científica, empreendedorismo social e iniciativas criativas na educação; CNE, res. nª 05/2016, cap. art. IV § 5 IX

4.1.4.1.4. 1.1.4.4 Entender critérios para a análise de uma boa oportunidade; LAC, Unesco, agenda 2030, cap I.

4.1.4.1.5. 1.1.4.5 Descrever as técnicas de geração de ideias; LAC, Unesco, agenda 2030, cap 5, I.5.

4.1.4.1.6. 1.1.4.6 Conhecer projetos de iniciação cientifica voltados para a área educacional;

4.1.4.1.7. 1.1.4.7 Identificar in loco, os programas e projetos de educação empreendedora (start-ups e incubadoras); CNE, res. nª 05/206, cap. art. 9 Parágrafo único.

4.1.4.1.8. 1.1.4.8 Conhecer o perfil de empreendedores para a utilização das novas ferramentas metodológicas na elaboração dos projetos. (Cultura e desenvolvimento, Unesco, agenda 2030);

4.1.4.1.9. 1.1.4.9 Identificar o tipo de empreendedorismo que contribui para o desenvolvimento educacional; LAC, Unesco, agenda 2030, cap 3, I.1.

4.1.4.1.10. 1.1.4.10 Elaboração e apresentação de projetos inovadores na educação (start-ups e incubadoras). Trabalho final da disciplina; CNE, res. nª 05/206, cap. art. 9 Parágrafo único.

4.1.5. 1.1.5 Compreender o processo evolutivo da cultura digital, a integração das tecnologias e principais aspectos nos contextos social, econômico e educacional, tendências na comunicação e sua relação com o desenvolvimento humano; CNE, res. nª 05/2016, cap. art. IV § 5. I

4.1.5.1. HUMA05 Cultura Digital e Desenvolvimento Humano

4.1.5.1.1. 1.1.5.1 Conhecer o processo evolutivo contemporâneo diante da pluraliidade de conhecimentos advindos do ser humano na cultura digital;

4.1.5.1.2. 1.1.5.2 Compreender as necessidades formativas demandadas pela sociedade contemporânea diante da diversidade de conhecimentos advindos da cultura digital; CNE, res. nª 05, cap. art. IV § 5, I

4.1.5.1.3. 1.1.5.3 Analisar os impactos das ações de comunicação digitais criativas e interação existentes nos movimentos ciberativistas; CNE, res. nª 05/2016, cap. art. IV § 5 XIII Entender as transformações ocorridas na sociedade contemporânea nos contextos social, econômico e educacional; CNE, res. nª 05/2016, cap.IV § 5 VII

4.1.5.1.4. 1.1.5.4 Conhecer diferentes itinerários da cultura digital, sistemas e ferramentas; CNE, res. nª 05/2016, cap. art. IV § 5 XII

4.1.5.1.5. 1.1.5.5 Desenvolver um plano de comunicação digital na educação contemporânea, aplicando diferentes conhecimentos inerentes às inovações e ao desenvolvimento humano. CNE, res. nª 05/206, cap. art. 9 Parágrafo único.

4.1.6. 1.1.6 Compreender conceitos e práticas relacionados à formação e atuação profissional, embasado no Art. 7º da Res. 5/2016 ; Conhecer os processos integrados do curso/instituição relacionando-os com o mundo do trabalho e a sociedade em geral, embasado no Art. 7º da Res. 5/2016.

4.1.6.1. HUMA06 Liderança e Empreendedorismo na Escola

4.1.7. 1.1.8 Reconhecer o caráter fundamental da inovação e da criatividade como instrumento de mudanças; · Integrar conceitos e aspectos práticos da inovação, criatividade, tecnologia e inteligências múltiplas;· Compreender conceitos e importâncias de inovação e criatividade e sua aplicação no processo educacional; · Compreender o processo criativo individual e coletivo; · Compreender o conceito de inteligências múltiplas;

4.1.7.1. HUMA07 Inovação e criatividade

4.1.7.1.1. 1.1.8.1 Utilizar os métodos para aguçar o exercício da criatividade e inovação de estudantes e professores;

4.1.7.1.2. 1.1.8.2 Adotar os principais ativadores da criatividade e da inovação;

4.1.7.1.3. 1.1.8.3 Conhecer as técnicas e métodos essenciais à prática do pensamento criativo;

4.1.7.1.4. 1.1.8.4 Gerar novas ideias frente aos novos desafios contemporâneos;

4.1.7.1.5. 1.1.8.5 Colocar novas ideias em ação e oferecer produtos e serviços diferenciados;

4.2. 1.2 - DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL - Atuar profissionalmente planejando continuamente o seu desenvolvimento pessoal e profissional, contemplando os desafios pessoais, profissionais e da sociedade de forma proativa e crítica, agindo de acordo com princípios éticos profissionais que considerem o respeito aos direitos humanos, o compromisso com a sustentabilidade e responsabilidade socioambiental.

4.2.1. 1.2.1 Conhecer as atividades formativas, de caráter teórico e prático, com apropriação das situações, contextos e organizações próprios da atuação profissional.

4.2.1.1. HUMA08 Estágio Supervisionado I

4.2.1.1.1. 1.2.1.1 Participação em aulas práticas, teóricas, conferências e palestras; (Resolução nº 05/2016, Art. 6º § 4º, I )

4.2.1.1.2. 1.2.1.2 Utilização de sistemas computacionais;

4.2.1.1.3. 1.2.1.3 Consultas bibliográficas;

4.2.1.1.4. 1.2.1.4 Visitas técnicas;

4.2.1.1.5. 1.2.1.5 Pesquisas temáticas e bibliográficas;

4.2.1.1.6. 1.1.1.5 Contribuir a partir da relação teoria e prática em um contexto de atuação profissional que permita mapear a realidade em que irá se integrar, ser capaz de acompanhar as atividades profissionais para as quais está sendo preparado ao longo do curso, com as devidas condições de desenvolver projetos e análise da situação encontrada com sugestivas intervenções.

4.2.2. 1.2.2 Compreender conceitos e práticas relacionados à formação e atuação profissional, embasado no Art. 7º da Res. 5/2016 ; (RF C2 )

4.2.2.1. HUMA09 Estágio Supervisionado II

4.2.2.1.1. 1.2.2.1 Relacionar os conteúdos teóricos apreendidos com os conhecimentos adquiridos na prática do estágio, embasado no Art. 7º da Res. 5/2016 ;

4.2.2.1.2. 1.2.2.2 Consolidar e articular as competências desenvolvidas ao longo do curso por meio das demais atividades formativas, de caráter teórico ou prático, e permitir o contato do formando com situações, contextos e organizações próprios da atuação profissional. Art. 7º da Res. 5/2016.

4.2.3. 1.2.3 Conhecer os processos integrados do curso/instituição relacionando-os com o mundo do trabalho e a sociedade em geral, embasado no Art. 7º da Res. 5/2016.

4.2.3.1. HUMA10 Estágio Supervisionado II

4.2.3.1.1. 1.2.3.1 Relacionar os conteúdos teóricos apreendidos com os conhecimentos adquiridos na prática do estágio, embasado no Art. 7º da Res. 5/2016 ;

4.2.3.1.2. 1.2.3.2 Consolidar e articular as competências desenvolvidas ao longo do curso por meio das demais atividades formativas, de caráter teórico ou prático, e permitir o contato do formando com situações, contextos e organizações próprios da atuação profissional. (Art. 7º da Res. 5/2016)

4.2.3.1.3. 1.2.3.3 Desenvolver trabalho em equipe em sua atuação em sistemas de informação, empregando técnicas e ferramentas de compartilhamento de dados, informações e conhecimento, bem como de comunicação, negociação, colaboração e liderança adequadas a cada situação e compreendendo as diferentes perspectivas de conhecimento de seus interlocutores. (RF - (C.7.3.) )

4.2.4. 1.2.4 Compreender os efeitos da Computação como elemento de transformação da realidade; elaborar e discutir posicionamentos diante dos dilemas éticos que se apresentam nos planos ambiental, sociocultural e econômico.

4.2.4.1. HUMA11 Computação e sociedade

4.2.4.1.1. 1.2.4.1 Desenvolver o compromisso pessoal com a sustentabilidade e a responsabilidade social, empregando racionalmente os recursos disponíveis;

4.2.4.1.2. 1.2.4.2 Aplicar Ética e legislação Meio ambiente em sua atuação em sistemas de informação, compreendendo os impactos tecnológicos, econômicos, sociais e ambientais das atividades humanas. (C.7.4. )