SISTEMA NERVOSO

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
SISTEMA NERVOSO por Mind Map: SISTEMA NERVOSO

1. SISTEMA NERVOSO CENTRAL

1.1. ENCÉFALO

1.1.1. CÉREBRO

1.1.1.1. TELENCÉFALO

1.1.1.1.1. Hemisférios cerebrais direito e esquerdo

1.1.1.1.2. Os dois hemisférios cerebrais são incompletamente separados pela fissura longitudinal do cérebro, cujo o assoalho é formado por uma larga faixa de fibras comissurais, denominada corpo caloso, principal meio de união entre os dois hemisférios.

1.1.1.2. DIENCÉFALO

1.1.1.2.1. TÁLAMO

1.1.1.2.2. HIPOTÁLAMO

1.1.2. CEREBELO

1.1.3. TRONCO ENCÉFALICO

1.1.3.1. MESENCÉFALO

1.1.3.2. PONTE

1.1.3.2.1. Fazem as principais conexões fronto-ponto-cerebelares, através dos núcleos pontinos. Estes últimos é que determinam o abaulamento da mesma.

1.1.3.3. BULBO

1.1.3.3.1. controlam funções vitais, como os batimentos cardíacos, o ritmo respiratório e a pressão sanguínea.

1.2. MEDULA ESPINHAL

2. SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO

2.1. NERVOS

2.1.1. CRANIANOS - ENCÉFALO

2.1.1.1. SENSITIVOS

2.1.1.1.1. I – Nervo Olfatório

2.1.1.1.2. II – Nervo Óptico

2.1.1.1.3. VIII – Nervo Vestibulococlear

2.1.1.2. MOTORES

2.1.1.2.1. III – Nervo Oculomotor

2.1.1.2.2. IV – Nervo Troclear

2.1.1.2.3. VI – Nervo Abducente

2.1.1.2.4. XI – Nervo Acessório

2.1.1.2.5. XII – Nervo Hipoglosso

2.1.1.3. VISCERAIS

2.1.1.3.1. V – Trigêmeo

2.1.1.3.2. VII – Nervo Facial

2.1.1.3.3. IX – Nervo Glossofaríngeo

2.1.1.3.4. X – Nervo Vago

2.1.2. ESPINHAIS - MEDULA

2.1.2.1. 8 pares de Nervos Cervicais

2.1.2.2. 12 pares de Nervos Torácicos

2.1.2.3. 5 pares de Nervos Lombares

2.1.2.4. 5 pares de Nervos Sacrais

2.1.2.5. 1 pares de Nervos Coccígeos

2.1.2.6. A Raiz Ventral emerge da superfície ventral da medula espinhal como diversas radículas ou filamentos que em geral se combinam para formar dois feixes próximo ao forame intervertebral.

2.1.2.7. A Raiz Dorsal é maior que a raiz ventral em tamanho e número de radículas; estas prendem-se ao longo do sulco lateral posterior da medula espinhal e unem-se para formar dois feixes que penetram no gânglio espinhal.