Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
ICP by Mind Map: ICP

1. Motta - A reforma partidária de 1979-80 e o quadro atual

1.1. 1979 - governo militar queria enfraquecer a oposição decretando a extinção do bipartidarismo

1.1.1. Reformulação partidária

1.1.1.1. Pode formar mais partidos

1.1.1.1.1. antes só podia ter dois

1.1.1.2. Objetivo

1.1.1.2.1. Como o MDB tinha conflitos internos, o governo queria dividir a oposição do MDB, afim de destruir o partido, já que estava se tornando popular

1.1.1.2.2. Garantir a permanência do Estado militar, diminuindo a tensão política ao introduzir ações de natureza democrática

1.1.1.3. Situação Única

1.1.1.3.1. Pela primeira vez, a reformulação dos partidos não foi fruto de uma mudança profunda do Estado, não foi porque o regime militar caiu, mas sim, porque este queria se perpetuar no poder, e para isso, quis passar para a sociedade uma falsa sensação de democracia

1.1.2. Novo sitema partidário

1.1.2.1. Lado do governo

1.1.2.1.1. vindo do ARENA

1.1.2.2. Em cima do muro

1.1.2.2.1. uma divisão do MDB

1.1.2.3. Lado da oposição

1.1.2.3.1. divisões do MDB

1.1.3. Resultado

1.1.3.1. Não funciona

1.1.3.1.1. O MDB continuou com prestígio quando se tornou PMDB

1.1.3.1.2. Continuou o isolamento político do governo

1.1.3.1.3. Governo perde o controle sobre o processo de transição

2. Figueiredo/Limongi - Reforma Política

2.1. O desempenho de um governo democrático é visto em função da legislação eleitoral e da forma de governo

2.1.1. Haggard e McCubbins

2.1.1.1. Com base na legislação e na forma de governo, você define a ESTRUTURA INTITUCIONAL

2.1.1.1.1. Esta estrutura afeta o comportamento político

2.1.2. Forma de governo

2.1.2.1. Sistema parlamentarista

2.1.2.2. ou

2.1.2.3. Sistema presidencialista

2.1.3. Legislação eleitoral

2.1.3.1. determina

2.1.3.1.1. A coesão partidária

2.1.3.1.2. O número de partidos

2.2. não terminado

3. Arantes - Judiciário: Entre a Justiça e a Política

3.1. Tenta descrever a natureza e as especificidades do Judiciário como instituição judicial e política

3.1.1. Judiciário moderno

3.2. não terminado

4. Nicolau - O sistema eleitoral brasileiro

4.1. O sistema eleitoral é o conjunto de regras que define como os eleitores podem fazer suas escolhas e como os votos são somados. Os governantes são eleitos pelo sistema proporcional e por variantes da representação majoritária.

4.1.1. O sistema proporcional

4.1.1.1. Usado nas eleições para a Câmara dos Deputados e Vereadores e Assembléias Legislativas.

4.1.1.1.1. As regras para a distribuição das cadeiras

4.1.1.1.2. A lista aberta

4.1.1.1.3. Coligações

4.1.1.2. Código Eleitoral de 1932

4.1.1.2.1. Modernizou o processo de votação no país, foi o primeiro passo para a consolidação de uma democracia eleitoral

4.1.1.2.2. Justiça Eleitoral - responsabilidade de organizar o alistamento, as eleições, a apuração de votos e a proclamação dos eleitos.

4.1.1.2.3. Assis Brasil e João Cabral - os primeiros a defenderem a introdução da representação proporcional no país, já que antes, as eleições eram variações do modelo marjoritário e eram marcadas por muitas fraudes

4.1.2. O sistema marjoritário

4.1.2.1. Usado para eleger os chefes do Executivo - presidente, governador e prefeitos

4.1.2.1.1. Sistema de maioria simples

4.1.2.1.2. Sistema de dois turnos

4.1.2.2. Constituição de 1988

4.1.2.2.1. Presidencialismo brasileiro

4.1.3. Os caminhos da reforma eleitoral brasileira

4.1.3.1. Propostas

4.1.3.1.1. Fórmula eleitoral

4.1.3.1.2. Lista aberta

4.1.3.1.3. Coligação

4.1.3.1.4. Representação dos estados

4.1.3.2. Obs - NAO PRECISA ENTENDER DIREITINHO

5. Avritzer

6. Souza

7. Reis - Percepções da elite sobre pobreza e desigualdade