Comienza Ya. Es Gratis
ó regístrate con tu dirección de correo electrónico
Rocket clouds
As Emoções por Mind Map: As Emoções

1. Duas funções biológicas: A 1ª produz uma reação específica para a situação indutora e a 2ª função é de Homeostase, regulando o estado interno do organismo, visando essa reação específica. Ou seja, as emoções são a forma que a natureza encontrou para proporcionar aos organismos comportamentos rápidos e eficazes orientados para a sua sobrevivência. (Damasio)

2. Cultivando a tolerância e respeitando as diferenças individuais, a fim de termos um convívio pacífico, teremos todas as chances possíveis para sobreviver em épocas tão difíceis quanto as que nos aguardam no futuro!

3. Segundo Casanova et alli, a emoção é um papel social que aprendemos num certo tipo de sociedade, o que supõe que pessoas criadas em outros lugares sentirão e expressarão emoções diferentes.

4. 5.2.1 Comparação das teorias sobre as emoções de Cannon-Bard e James-Lange.

4.1. Na teoria Cannon-Bard, o estímulo ameaçador produz sentimento de medo, causando no indivíduo uma reação física De acordo com a teoria de James-Lange, o homem percebe um estímulo ameaçador e reage com manifestações físicas. O resultado dessa reação física é medo.

4.1.1. 5.3 Perspectiva Cognitivista das Emoções

4.1.1.1. Processos cognitivos são fundamentais para se perceberem as emoções. Uma situação provoca reação fisiológica e procuramos identificar a razão dessa excitação fisiológica. Essa teoria é denominada de Teoria Bifatorial de Schachter-Singer (as emoções produzem estados internos de excitação e nós procuramos no mundo exterior uma explicação para isso).

4.1.1.1.1. 5.4 Perspectiva Culturalista das Emoções

5. A percepção do estado de nosso próprio corpo: são simplesmente aquilo que experimentamos quando esse estado se altera devido a acontecimentos do meio ambiente.

6. 5.2 Perspectiva Fisiológica das Emoções

6.1. Na teoria James-Lange, as emoções são o resultado de estados fisiológicos desencadeados por estímulos ou situações ambientais.

6.1.1. Não choramos porque estamos tristes, mas ficamos tristes porque choramos. Uma pessoa sente medo porque o seu corpo respondeu com determinadas reações fisiológicas a uma situação.

7. 5 Teorias das Emoções

8. Defendida por grupos de cientistas, que possuem grandes variações. Conhecer algumas é importante para ajudar a ter uma ideia geral das emoções. Constituem a complexidade do ser humano. São objetos de interpretações que se organizam em várias perspectivas. Algumas formulações tiveram início do século passado, e é interessante observarmos que a maioria delas tinha um caráter fisiológico, e também de forma evidente, nenhuma delas foi capaz de abordar todos os aspectos das emoções.

8.1. 5.1 Perspectiva Evolutiva Sobre as Emoções

8.1.1. 1ª teoria: no século XIX (1872) Darwin dedicou-se ao estudo das emoções, tanto no Homem como nos animais, concluindo que as emoções eram inatas a ambos. A fim de reforçar essa ideia, levantou a questão da utilidade delas para a sobrevivência. Ele identificou seis emoções universais - alegria, tristeza, surpresa, cólera, desgosto e medo, que ajudariam o indivíduo a sobreviver.

9. O sistema límbico, quando recebe um estimulo, sensitivo envia informações para o tálamo e hipotálamo. Automaticamente produzindo repostas e então temos as emoções e sentimentos manifestos.

9.1. Sistema Límbico é o nome dado às estruturas cerebrais do comportamento emocional e os impulsos motivacionais e é formado por diversas estruturas localizadas na base do cérebro.

9.1.1. O sistema límbico é responsável pelas emoções e sentimentos.

10. A maioria das emoções têm origem bioquímica, quando, por exemplo alguém é capaz de detectar o perigo antes mesmo que uma situação de ameaça aconteça. Isso significa que a reação bioquímica é anterior a emoção. (Vaitsman)

11. Respostas neurológicas e fisiológicas a estímulos externos e internos, coordenados pelo próprio pensamento que envolve as estruturas do sistema límbico. Os estudos na área neurológica vêm crescendo e as pesquisas têm confirmado a relação somática com o centro das emoções. Pesquisas confirmam a relação somática com o centro das emoções.

11.1. Coordenados pelo próprio pensamento e envolve as estruturas do sistema límbico

11.1.1. Os alicerces da vida emocional começam no cérebro e se estendem ao sistema imunológico.

12. 4 A Neurobiologia das Emoções

13. Capazes de mobilizar o Sistema Nervoso Autônomo, órgãos e sistemas. Influenciam a saúde em decorrência da psico-neuro-fisiologia, e através de suas propriedades motivacionais e condutas saudáveis como exercícios físicos, dieta equilibrada, etc. (Ballone)

14. As emoções cumprem funções de grande importância. Podemos citar quatro delas: Prepara-nos e motiva-nos para ações; possibilita avaliarmos os estímulos do ambiente de maneira extremamente rápida, ajuda no controle das relações sociais; são formas de expressão típicas que indicam aos outros as próprias intenções E.x.: quando alguém sorri para nós, automaticamente supomos que tem uma postura amigável. (Newen)

15. 3 Funções das Emoções

16. São estados afetivos de estrutura e conteúdos mais complexos que as primárias. Na realidade as Emoções Secundárias, embora levem o nome de "emoções", já se constituem em Sentimentos Sensoriais.

17. 2.2 Emoções Secundárias (ciúme, inveja, vergonha)

18. São inatas e estão ligadas à vida instintiva, à sobrevivência.

18.1. Contração generalizada dos músculos flexores Atitude regressiva fetal Vasoconstricção periférica Palidez da face Esfriamento das extremidades Breve parada dos movimentos respiratórios e batimentos cardíacos

18.1.1. Adaptativas ou Desadaptativas

19. 2 Classificação Das Emoções

20. Primárias e secundárias:

21. Emoções Primárias Adaptativas: raiva, tristeza e medo

22. Emoções Primárias Desadaptativas: emoções das quais as pessoas lamentam tê-las expressado de maneira intensa, equivocada e freqüentemente se arrependem.

23. As primárias são inatas, evolutivas e partilhadas por todos. As secundárias são sociais e resultam da aprendizagem.

24. A primeira é orientada para o interior, o segundo é eminentemente exterior!

24.1. Na relação emoção/sentimento, todas as emoções originam sentimentos mas nem todos os sentimentos provêm de emoções

25. 1 Definições De Emoção: São variações psíquicas e físicas, desencadeadas por estímulos...

26. É também um meio natural de avaliar o ambiente que nos rodeia e de reagir de forma adaptativa.

26.1. 1.1 - Emoções e Sentimentos

27. 2.1 Emoções Primárias: o medo, a raiva, a tristeza e a alegria.

28. De acordo com Ballone, os sentimentos e emoções tem origem no Sistema Límbico. Na década de 30, o neurofisiologista Papez propôs que componentes do Sistema Límbico mantinham numerosas e complexas conexões. Responsável também pelo aspectos da identidade pessoal e por funções ligadas à memória...

29. CIRCUITO DE PAPEZ

30. Perante uma emergência primeiro o homem reage e foge e é por fugir que sente medo. William James diz que o que diferencia as emoções as percepções de transformações corporais. Quando um indivíduo é afetado por um estimulo, sofre alterações fisiológicas perturbadoras, como falta de ar, palpitações, angústia e etc.

30.1. O reconhecimento desses sintomas é que vai gerar emoção no indivíduo.

31. Essa teoria recebeu críticas do fisiologista Walter Cannon, que propôs uma teoria alternativa, De acordo com Philip Bard, as emoções têm origem no cérebro e não são causadas por reações fisiológicas. Segundo a teoria, os estímulos emocionais têm efeitos excitatórios independentes...

31.1. Provocam sentimento de emoção no cérebro e expressão da emoção no sistema nervoso autônomo e somático. Tanto a emoção como a reação a um estímulo seriam simultâneos. Numa situação de perigo, o indivíduo perante um estímulo ameaçador sente primeiro medo e depois tem a reação física e foge.

32. Conclusão:

32.1. O estudo das emoções é muito importante em relação a sobrevivência enquanto seres humanos. Se nossas emoções não estiverem bem estruturadas, nossas chances de sobrevivência diminuem. Somos seres com uma biologia elaborada e de emoções bem refinadas, mas é imprescindível que essas atividades emocionais sejam harmonizadas e equilibradas com o uso da racionalidade e do pensamento analítico e investigativo.