Teoria Crítica

Comienza Ya. Es Gratis
ó regístrate con tu dirección de correo electrónico
Rocket clouds
Teoria Crítica por Mind Map: Teoria Crítica

1. Internacionalização da produção

1.1. Expansão da produção internacional, busca integrar processos de produção numa escala transnacional

2. Utilizado pelos Estados para manter sua hegemonia

2.1. Internacionalização do Estado

3. Problem-solving theory

3.1. Prevalecer relações sociais e de poder

4. Perspectivas e propósitos

4.1. Guiar e ajudar a resolver problemas

4.2. Se tornar um caminho para um mundo alternativo

5. Teoria crítica

5.1. Processo contínuo histórico da mudança

6. Realismo, Marxismo e uma abordagem para uma teoria crítica da ordem mundial

6.1. Mudança do realismo para neorrealismo para resolver problema

6.2. Mudança nas relações socias

6.3. Processo produtivo como um elemento crítico na explicação da forma histórica

7. Materialismo Histórico

7.1. Dialético

7.1.1. Refilmagem contínua da natureza humana

7.1.2. Novas maneiras de relações sociais

7.2. Foco no Imperialismo

7.2.1. Dominação e subordinação da metrópole sobre a colônia

7.3. Relação entre estado de sociedade civil

7.3.1. Pensamento de Gramsci que considera sociedades e Estados complexos como entidades constitucionais de uma ordem mundial

7.4. Marxismo Estrutural

7.4.1. Remontagem do passado no conhecimento histórico para resolução de problemas

8. Quadros de ação estruturas históricas

8.1. Indivíduos podem deslocar-se com as pressões mas não podem ignora-las

8.2. Capacidades materiais

8.2.1. Recursos naturias, potenciais produtivos e destrutivos, armas e o comércio

8.3. Ideias

8.3.1. Imagens do meio coletivo de ordem social mantida por diferentes grupos

8.4. Institucionalização

8.4.1. Estabelecer e perpetuar uma ordem particular

9. Hegemonia e Ordem Mundial

9.1. Conjunto de instituições administra a Ordem Mundial

9.2. Ideias e instituições de poder que permite lidar com problemas da teoria do domínio do Estado como condição para uma ordem internacional estável

9.3. Imperialismo e força social

9.3.1. Limites de estado, excedentes e estruturas mundiais

10. Produção internacional

10.1. Mobilização das forças sociais

10.2. Futura ordem mundial pode ser antecipada

10.3. Estrutura de classe

10.3.1. Formação de uma única classe mundial para manutenção da hegemonia e ordem mundial

11. Forças sociais

11.1. Nova hegemonia baseada na estrutura social de poder gerada pela internacionalização da produção

11.2. Estrutura do Estado

11.2.1. Estrutura de poder não hegemônica de poderes centrais conflitantes

11.3. Perspectivas futuras da ordem mundial

11.3.1. Desenvolvimento de uma contra-hegemonia, proveniente de países não desenvolvidos

11.3.2. Dominação dos Estados centrais

11.3.3. Desenvolvimento autônomo de países periféricos

11.3.4. Fim do relacionamento centro-periferia

12. Alunos: Igor Souza e Marcela Saldanha

13. Robert W. Cox

14. Interesses

14.1. Técnico

14.2. Prático

14.3. Emancipatório

15. Linklater

16. Perspectivas Sociais e históricas

16.1. Crítica de Marx

16.1.1. Crítica a economia político-burguesa

16.2. Crítica de Hegel

16.2.1. Critica o sistema de castas

16.3. Crítica Feminista

16.3.1. Crítica a afirmação de que a essência desta impede o comprometimento no campo político

17. Conhecimento Crítico Teorico

17.1. Busca de indícios de transformação

18. Ordem Internacional

18.1. Tem o objetivo de prejudicar interesses subordinados

19. Forças

19.1. Centripetas

19.1.1. Mias livres para se desenvolver

19.2. Centrifugas

19.2.1. Mais capacidade de emergir

20. Neorrealismo

20.1. Procura explicar a reprodução do sistema estatal

21. Produção / Ética de discurso

21.1. Falha do Marxismo na tentativa de definir liberdade quanto à opressão geral do Estado

21.2. Muita importância a produção e pouca à cultura e afins

21.3. Não exibição da visão da ordem social para garantir liberdade

22. 4 Realizações

22.1. Retrata interesses e intenções pré existentes

22.2. Análise de perspectivas de maior igualdade e liberdade

22.3. Consideração das formas de exclusão e classe

22.4. Procura de novas maneiras da comunidade política acabar com as exclusões injustas

23. Formas de Compreensão

23.1. Antropológica

23.1.1. Compreender a divergência para o seu próprio bem

23.2. Estratégica

23.2.1. Entender os interesses, intenções e aspirações do outro

23.3. Socrática

23.3.1. Atores suspendem suas exigências e entram em diálogo com outros

23.4. Moral-Política

23.4.1. Compreende regras de coexistência e a pluralidade de visões morais