1. Sistema Linfático

Mapa Mental Sistema Linfático

Comienza Ya. Es Gratis
ó regístrate con tu dirección de correo electrónico
Rocket clouds
1. Sistema Linfático por Mind Map: 1. Sistema Linfático

1. 4. Sistema Circulatório

1.1. Sistema Venoso

1.2. Artérias

1.3. Veias

2. 2. Conceito

2.1. via acessória que tem como objetivo drenar, filtrar e reconduzir o líquido intersticial de volta à circulação sanguínea

3. 3. Composição

3.1. LEC

3.1.1. banha as células e se contrapõe ao líquido intra-celular.

3.1.1.1. composto por água, proteínas como albumina e anticorpos, sais minerais, glicose, aminoácidos, produtos nitrogenados como a uréia e gases como o CO2

3.2. SANGUE

3.2.1. líquido contido dentro dos vasos sanguíneos (artérias e veias de vários calibres) e circula nos dois sentidos: do coração para a periferia (arterial) e da periferia para o coração (venoso)

3.2.1.1. composto por plasma e elementos figurados (hemácias, leucócitos e plaquetas), e circula nos vasos sanguíneos.

3.3. LINFA

3.3.1. líquido contido dentro de vasos especiais denominados linfáticos e só circula no sentido periferia para o coração. Assim, a linfa surge em vários pontos do corpo e se dirige ao coração onde se mistura ao sangue

3.3.1.1. composição basicamente igual a do plasma exceto algumas proteínas.

4. 5. Constituição

4.1. Plexos Linfáticos

4.1.1. Capilares Linfáticos (uma camada de células endoteliais superpostas)

4.1.1.1. maiores que os vasos linfáticos, que permite que o líquido intersticial flua para seu interior, mas não para fora. São menores vasos condutores do sistema linfático, possuem paredes finas, originam de microscópicos fundos cegos, contém poucas válvulas, sendo maiores e mais irregulares que os capilares sanguíneos. São encontrados na maioria das áreas nas quais estão situados os capilares sanguíneos

4.1.2. Vasos Linfáticos (três camadas semelhantes as veias; presença de válvulas)

4.1.2.1. semelhantes às veias, microscópicos nos espaços intercelulares, por todo o corpo, exceção: Sistema Nervoso Central e Medula Ossea Vermelha. São de maior calibre drenando os capilares linfáticos, presença de muitas válvulas, paredes semelhantes as veias com três camadas

4.2. Troncos Linfáticos

4.2.1. Ducto Linfático Direito

4.2.1.1. vaso com 4 cm de comprimento, repousando sobre o músculo escaleno anterior, desemboca na confluência da veia jugular interna direita e veia subclávia direita, drena a linfa proveniente: ▫ face superior do lobo direito do fígado ▫ do pulmão direito e pleura ▫ do lado direito do coração ▫ do membro superior direito ▫ do lado direito da cabeça, pescoço e tórax

4.2.2. Ducto Torácico

4.2.2.1. maior vaso linfático do corpo. É tronco comum de todos os vasos linfáticos do corpo exceto: ▫ face superior do lobo direito do fígado ▫ do pulmão direito e pleura ▫ do lado direito do coração ▫ do membro superior direito ▫ do lado direito da cabeça, pescoço e tórax. Origina-se no abdome (cisterna do quilo), sob o diafragma, chega até a veia subclávia esquerda e veia jugular interna esquerda, sobe com a aorta pela esquerda, veia ázigos à direita, esôfago anteriormente e corpos vertebrais posteriormente, na altura de T4, T5 e T6 cruza para a esquerda, passa pelo hiato aórtico, localizando-se no mediastino posterior

4.3. Linfonodos

4.3.1. variam em forma, tamanho e cor. São pequenos corpos ovais, encontrados ao longo do curso dos vasos linfáticos, com função de proteção através da filtragem, removendo o material potencialmente danoso, antes de entrar na corrente sanguínea. Principais: cervical profundo, axilar, traqueobrônquico, pré-aórtico e inguinal

4.4. Linfa

4.4.1. essencialmente um ultrafiltrado do plasma sanguíneo, formado pela filtração contínua da parte fluida do sangue, através das paredes dos capilares sanguíneos, para o espaço intersticial.

4.4.1.1. Parte Líquida - Semelhante ao plasma sanguíneo, origina-se nos espaços intersticiais

4.4.1.2. Carga Linfática Obrigatória - macro moléculas de proteína, ácidos graxos e também por bactérias e fragmentos celulares, que precisam ser retirados do meio intersticial para garantir a homeostase

4.4.2. Fluxo da Linfa

4.4.2.1. sua importância se dá devido à reposição das proteínas que se perdem dos capilares à corrente sanguínea, proteção. Um fluxo de linfa inadequado pode causar edemas, levando a deformidades (linfedemas).

4.4.3. Microcirculação

4.4.3.1. Drenagem Linfática da Face

4.4.3.2. Drenagem Linfática da Língua

4.4.3.3. Drenagem Linfática da Cabeça e Pescoço

4.5. Orgãos Linfoides

4.5.1. Timo

4.5.1.1. Auxilia e distribui linfócitos T a outros órgãos linfócitos. Defesa do organismo

4.5.2. Baço

4.5.2.1. Filtragem do sangue

4.5.2.2. Defesa através da resposta imunológica

4.5.2.3. Reservatório de sangue

4.5.2.4. Destruição dos eritrócitos

4.5.3. Tonsilas

4.5.3.1. Guardam a entrada e a saída dos tratos alimentar e respiratório, contra a invasão de microorganismos, formando um anel linfático

4.5.3.1.1. Palatinas

4.5.3.1.2. Faríngeas

4.5.3.1.3. Linguais

5. 6. Funções

5.1. Defender o organismo contra doenças através da fagocitose e da resposta imunológica

5.2. Absorção e transporte de gordura, no qual capilares linfáticos especiais (lácteos), recebem toda gordura absorvida (quilo) do intestino e a conduzem através do ducto torácico para o sistema venoso

5.3. Drenagem do líquido tecidual, coleta do plasma linfático dos espaços teciduais e transporte da linfa para o sistema venoso

5.4. Conservação das proteínas plasmáticas e do líquido

6. 7. Tipos de Câncer

6.1. Câncer e metástases em linfonodos cervicais

6.2. Câncer do sistema linfático

6.2.1. Linfoma de Hodgkin

6.2.1.1. forma de câncer que se origina nos linfonodos (gânglios) do sistema linfático.

6.2.2. Linfoma Não-Hodgkin

6.2.2.1. mais de 20 tipos diferentes. O número de casos praticamente duplicou nos últimos 25 anos, particularmente entre pessoas acima de 60 anos

6.2.3. Leucemia

6.2.3.1. produção excessiva de células brancas anormais, superpovoando a medula óssea.

7. 8. Linfodemas

7.1. Acúmulo do fluido linfático no tecido intersticial. Causa edema (inchaço) anormal, especialmente nos membros (embora possa ocorrer na face, pescoço e abdômen). Ocorre se o sistema linfático está lesionado ou subdesenvolvido de alguma forma.