PATOGÊNESES

Acne, rugas e discromias

Comienza Ya. Es Gratis
ó regístrate con tu dirección de correo electrónico
Rocket clouds
PATOGÊNESES por Mind Map: PATOGÊNESES

1. ACNE

1.1. Definição

1.1.1. condição cutânea de longa duração caracterizada por áreas de pontos negros, pontos brancos, pústulas, pele oleosa e possibilidade de aparecimento de cicatrizes

1.2. Causas

1.2.1. hiperprodução de sebo

1.2.2. hiperqueratinização da região superior do folículo

1.2.3. colonização bacteriana

1.2.4. liberação de mediadores inflamatórios

1.2.5. obstrução do canal pilossebáceo

1.2.6. genética

1.2.7. hormonal

1.3. Graus

1.3.1. Grau I - Comedônica

1.3.1.1. presença de comedões abertos (acúmulo de queratina) e fechados

1.3.1.2. não há inflamação

1.3.1.3. raras pápulas ou pústulas

1.3.2. Grau II - Pápula-pustulosa

1.3.2.1. comedões abertos e fechados

1.3.2.2. pápulas eritomatosas - lesões com pus

1.3.2.2.1. são avermelhadas

1.3.2.3. pústulas

1.3.2.4. intensidade de inflamação variável

1.3.2.5. espinhas internas

1.3.3. Grau III - Nódulo-císticas

1.3.3.1. presença de nódulos

1.3.3.1.1. lesões elevadas

1.3.3.1.2. maiores

1.3.3.1.3. avermeelhadas

1.3.3.2. comedões abertos e fechados

1.3.3.3. pápulas e pústulas

1.3.3.4. pode apresentar mal cheiro

1.3.3.5. cistos - nódulos com pus

1.3.4. Grau IV - Conglobata

1.3.4.1. comedões (abertos e fechados)

1.3.4.2. pápulas e pústulas

1.3.4.3. nódulos e cistos intercomunicantes

1.3.4.4. lesões com abscessos

1.3.4.5. portador com aspecto desfigurante

1.3.4.6. precisa de medicação - tipo roacutan

1.3.4.7. grave infecção

1.3.4.8. temperatura local elevada

1.3.5. Grau V - Fulminante

1.3.5.1. mais grave e rara das acnes

1.3.5.2. precisa de internação hospitalar

1.3.5.3. aspecto desfigurante

1.3.5.4. queda do sistema imunológico

1.3.5.4.1. febre

1.3.5.4.2. eritema

1.3.5.4.3. lesão necrosada

1.3.5.4.4. hemorragia

1.3.5.5. cicatrizes definitivas

1.3.5.6. acomete rosto, tórax, colo, costas e nádegas

1.4. Prevenção

1.4.1. Alimentação adequada

1.4.2. Higienização da pele

1.4.3. evitar estresse

1.4.4. Anticoncepcional

1.4.5. Uso adequado de cosméticos

1.4.6. cuidado com profissionais qualificados

1.5. Milium

1.5.1. cisto epidérmico

1.5.2. superficial

1.5.3. queratinoso

1.5.4. geralmente aparece ao redor dos olhos

1.5.5. amarelos ou esbranquiçados

1.5.6. benignos

1.5.7. difícil remoção

2. RUGAS

2.1. Definição

2.1.1. são dobras que ocorrem na pele ao longo dos anos pela força da musculatura e movimentos tanto dos membros, como de todos os músculos, chamados de expressão facial

2.2. Causas

2.2.1. Instrínsecas

2.2.2. Extrínsecas

2.2.2.1. Radiação Solar

2.2.2.1.1. UVA

2.2.2.1.2. UVB

2.2.2.2. Alterações hormonais

2.2.2.3. Tabagismo

2.2.2.4. Etilismo

2.3. Classificação de TSUJI e COLS

2.3.1. Superficiais

2.3.1.1. decorrentes do processo cronológico

2.3.1.2. Não há alterações visíveis

2.3.1.3. desaparecem com o estiramento da pele

2.3.2. Profundas

2.3.2.1. decorrentes de ação solar

2.3.2.2. presença de elastose

2.3.2.3. Não desaparece com o estiramento da pele

2.4. Classificação de Glogau

2.4.1. Tipo I - Discreta

2.4.1.1. pacientes jovens

2.4.1.2. 2ª ou 3ª década de vida

2.4.1.3. primeiros sinais de fotoenvelhecimento

2.4.1.4. não apresentam sinais de rugas, mesmo ao falar ou gesticular

2.4.2. Tipo II - Moderada

2.4.2.1. rugas com movimentos

2.4.2.2. aparecem no rosto em movimento

2.4.2.3. paralelas ao lábios e cantos da boca

2.4.2.4. 3ª ou 4ª década de vida

2.4.2.5. no rosto imóvel não aparecem

2.4.2.6. desaparecem com a maquiagem

2.4.3. Tipo III - Avançadas

2.4.3.1. rugas estáticas e com movimento

2.4.3.2. 5ª década de vida

2.4.3.3. paralela aos lábios, mento, canto dos olhos e testa

2.4.3.4. maquiagem atenua

2.4.3.5. rugas em repouso

2.4.4. Tipo IV - Grave

2.4.4.1. Só apresenta rugas

2.4.4.2. expandem com o fotoenvelhecimento

2.4.4.3. próximo a 7ª década de vida

2.4.4.4. não apresentam região sem rugas

2.4.4.5. não é recomendável maquiagem - aspecto quebradiço

2.5. Maior incidência

2.5.1. Lábios

2.5.1.1. código de barra

2.5.2. Testa

2.5.3. Olhos

2.5.3.1. pés de galinha

3. DISCROMIAS

3.1. Acromia

3.1.1. ausência total de melanina

3.2. Hipercomia

3.2.1. Congênita

3.2.1.1. Efélides (sarda)

3.2.1.1.1. melanótica

3.2.1.1.2. pequenas manchas planas e arredondadas

3.2.1.1.3. Comuns em peles do Tipo I

3.2.1.1.4. Rosto e regiões descobertas

3.2.1.1.5. Hereditária

3.2.1.1.6. Aumenta com a exposição solar

3.2.1.2. Lentigo

3.2.2. Adquirida

3.2.2.1. Melanose Solar

3.2.2.1.1. melanocitótica

3.2.2.1.2. hipermelanose senil

3.2.2.1.3. marrom-castanho

3.2.2.1.4. dorso das mãos e antebraço

3.2.2.1.5. exposição desencadeante

3.2.2.1.6. Tratamento

3.2.2.2. Melasma

3.2.2.2.1. Melanótica

3.2.2.2.2. escuras ou acastanhadas

3.2.2.2.3. simétricas

3.2.2.2.4. maior frequência em mulheres

3.2.2.2.5. extensas e irregulares

3.2.2.2.6. cloasma gravídico

3.2.2.2.7. superficiais ou profundas

3.2.2.2.8. causas

3.3. Hipocromia - hipomelanose

3.3.1. Congênita

3.3.1.1. Albinismo

3.3.1.1.1. possui melanócitos, mas produz pouca melanina

3.3.1.1.2. gene ressessivo

3.3.1.1.3. 1:20.000

3.3.1.1.4. sem tirosinase

3.3.1.1.5. características

3.3.1.2. Fenilcetonúria

3.3.1.2.1. Cabelo e pele esbranquiçados

3.3.2. Adquirida

3.3.2.1. Vitiligo

3.3.2.1.1. diminuição da produção de melanócitos

3.3.2.1.2. 1% da população

3.3.2.1.3. 25% por antecedentes familiares

3.3.2.1.4. características

3.3.2.1.5. pode surgir a partir de uma queimadura

3.3.2.2. Pitiríase Alba

3.3.2.2.1. Melanpênica

3.3.2.2.2. manchas descamativas

3.3.2.2.3. castanhas a brancas

3.3.2.2.4. tratamento demorado

3.3.2.2.5. micose superficial

3.3.2.3. Leocodermia solar

3.3.2.3.1. melanocitopênica

3.3.2.3.2. regiões que há exposição solar

3.3.2.3.3. manchas claras e atróficas

3.3.2.3.4. sardas brancas