AJUSTES FISIOLÓGICOS DA GESTAÇÃO

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
AJUSTES FISIOLÓGICOS DA GESTAÇÃO by Mind Map: AJUSTES FISIOLÓGICOS DA GESTAÇÃO

1. PLACENTA

1.1. Funções:metabólicas,endócrinas,trocas e proteção.

1.2. Transferência de Nutrientes: Difusão simples, facilitada,transporte ativo, pinocitose/endocitose e ultrafiltração.

1.3. Inicio da Gestação:Síntese de glicogênio,colesterol, ácido graxos e age como reserva de nutrientes e energia.

1.3.1. Produção Hormonal: Progesterona, estrogênio, lactogênio , hPL, hCG.

2. DESENVOLVIMENTO FETAL

2.1. Blastogênese: Periodo que compreende a fecundação até a 2ª semana de gestação.

2.1.1. Troboblasto formará estruturas extras embrionárias e parte da placenta.

2.1.1.1. A vitamina B12 ativa o ácido fólico através da ação metionina.

2.2. Organogênese ou Embrionário: Da 4ª a 8ª SG.

2.2.1. Formação dos sistemas e órgãos. Na 8ª SG o embrião toma forma humana.

2.2.2. Nutrientes

2.2.2.1. Vit.A: Desenvolvimento fetal e imunidade.

2.2.2.2. Vit.B2: Malformação de esquelética

2.2.2.3. Vit.B6 e manganês: Desenvolvimento neuromotor.

2.2.2.4. Vit.B12 , niacina e folato: Deficiência SNC

2.3. Fetal: Da 2ª SG a 3ª SG

2.3.1. Rápido crescimento e ganho ponderalno 3ª trimestre.

2.3.2. Alta demanda de energia , proteína e micronutrientes.

2.3.3. Movimentos fetais percebidos são da 17ª a 20ª SG.

2.3.4. Possibilidades de sobreviver ao nascer prematuro 26ª a 29ª SG.

2.3.5. SNC capaz de coordenar os movimentos respiratórios e temperatura corporal.

3. AÇÕES HORMONAIS

3.1. HPL

3.1.1. Dgradação do glicogênio

3.1.2. Mais glicose sanguínea

3.1.3. Mobiliza reservas lipidicas

3.1.4. Ação mamotrófica

3.2. HCG

3.2.1. Produção de progesterona e estrogenio

3.2.2. Diagnóstico Hormonal

3.2.3. Impede rejeição do embrião.

3.3. Progesterona

3.3.1. Reduz a motilidade do TGI

3.3.2. Favorece reservas lipídicas para a mãe.

3.3.3. Contribui o aumento das glândulas mamárias

3.3.4. Estimula apetite materno

3.3.5. + absorção de nutrientes

3.3.6. + excreção renal (efeito natriurético)

3.3.7. Inibe secreção prolactina

3.4. Estrogênio

3.4.1. -proteínas séricas

3.4.2. + absorção de água dos tecidos

3.4.3. Altera função tireoide

3.4.4. Interfere no metabolismo ácido fólico

3.4.5. Hiperpigmentação cutânea

3.4.6. -apetite

3.4.7. Desenvolvimento tecido glandular mamário

3.4.8. Dilatação de órgãos sexuais externos e ligamentos pélvicos.

3.5. Insulina

3.5.1. Fornecer diminuição na glicemia para poder promover produção energética.

3.6. Glucagon

3.6.1. Aumento da glicemia

3.7. Tiroxina

3.7.1. Regula oxidação celular e inibe reabsorção óssea.

3.8. Cortisona

3.8.1. Degradação proteica e síntese de glicose

3.9. Calcitonina

3.9.1. Inibe reabsorção óssea de cálcio

3.10. Aldosterona

3.10.1. Retenção de sódio

3.10.2. Excreção de potássio

3.11. Renina-Angiostensina

3.11.1. Estimula secreção de aldosterona

3.11.2. Promove retenção de sódio e água

3.11.3. Aumenta sede

4. MODIFICAÇÕES METABÓLICAS E BIOQUÍMICAS

4.1. Metabolismo CHO

4.1.1. + Demanda fetal: glicose e aminoácidos

4.1.2. Consumo continuo glicose , diminuição da glicemia materna.

4.1.3. - sensibilidade insulina

4.1.4. - utilização periférica glicose

4.2. Metabolismo Lipidico

4.2.1. Mobilização de reservas lipídicas para produção da energia materna

4.2.2. Hormônios Envolvidos adrenalina , hCT e glucagon

4.2.3. Prioridade do uso glicose: feto e SNC materno

4.3. Metabolismo Proteico

4.3.1. Baixos níveis séricos de aminoácidos(hemodiluição)

4.3.2. Baixa albumina

4.3.3. Baixa pressão oncótica (edema)

5. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS

5.1. Aparelho Circulatório

5.1.1. Aumento volume sanguineo 35 a 40%

5.1.2. Aumento volume do plasma 45 a 50%

5.1.3. Aumento massa eritrocitária 15 a 20%

5.1.4. Anemia fisiológica

5.2. Aparelho Respiratório

5.2.1. Progesterona: Aumento ventilação pulmonar

5.2.2. Aumento da movimentação diafragma e tórax.

5.2.3. Alterações Anatomicas

5.3. Sistema Urinário

5.3.1. Aumenta taxa glomerular desde do 2ª mês e do fluxo renal.

5.3.2. Fluxo de urina mais retardado

5.3.3. Aumento da predisposição de infecção urinária

5.3.3.1. Aumenta o risco de prematuridade, pré eclampsia, parto cesário, pielonefrite.

5.4. Sistema Renal

5.4.1. Aumento de excreção de metabolitos ureia e creatinina.

5.4.2. Dificuldade de reabsorção normal de nutrientes

5.4.3. Ação natriurético

5.5. Sistema Digestivo

5.5.1. Náuseas e vômitos matinais comum no 1ª trimestre.

5.5.1.1. Afetam 85% das gestantes

5.5.1.1.1. Podem ser aliviados com o consumo de alimentos pobres em gorduras e ricos CHO

5.5.2. Gengivas edemaciadas ( sangramento fácil)

5.5.3. Hipotonia TGI- Ação da progesterona, maior tempo de esvaziamento gástrico.

6. ALTERAÇÕES PSICOLÓGICAS

6.1. Progesterona

6.1.1. Efeito depressivo sobre o SNC

6.2. Catecolamina

6.2.1. Papel regulador das emoções

6.3. Corticosteroides

6.3.1. Responsável pelas variações emocionais

6.4. Conflitos internos emocionais

6.4.1. Bulimia

6.4.2. Ganho de peso excessivo ou insuficiente

6.4.3. Êmese

6.4.4. Ansiedade

7. MICROBIOTA INTESTINAL MATERNA

7.1. Mulheres normoglicêmicas a partir do 1ª de gestação recebem uma dieta suplementada de probióticos.

7.2. Probióticos melhoram a glicemia até em indivíduos normoglicêmicos.

7.3. Profilaxia efetiva na prevenção das desordens metabólicas programando o bebê para u menor risco de desenvolvimento das doenças na vida adulta.

7.4. Monitorar e modificar

8. NUTRIÇÃO NO PRÉ NATAL

8.1. Garantir estado nutricional

8.2. Equilíbrio funcional

8.3. Proteger o Feto