MÚSCULOS: COMPLEXO DOS OMBROS

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
MÚSCULOS: COMPLEXO DOS OMBROS by Mind Map: MÚSCULOS: COMPLEXO DOS OMBROS

1. CONCEITO: O complexo articular do ombro é constituído por quatro articulações: a articulação acromioclavicular, a articulação glenoumeral, a escapulotorácica e a esternoclavicular. Formam um conjunto biomecânico interligado e qualquer fixação em uma delas pode comprometer a função das demais.

2. TRAPÉZIO: suas fibras superiores são compostas pela BASE DO CRÂNIO, PROTUBERÂNCIA OCCIPITAL E LIGAMENTOS SUPERIORES. Já as fibras médias são compostas pelo processo espinhoso de T1-T5 e as fibras inferiores pelo PROCESSO ESPINHOSO DE T6-T12

2.1. INSERÇÃO: FIBRAS SUPERIORES é incluso o terço lateral da clavícula e acrômio; Nas FIBRAS MÉDIAS é introduzido na margem medial do acrômio e borda superior da espinha da escápula; Já nas FIBRAS INFERIORES é inserido a base da espinha da escápula.

3. ELEVADOR DA ESCÁPULA: sua origem dar-se nos processos transversos de C1-C4. Já sua inserção acontece na borda medial da escápula entre o ângulo e a base da espinha da escápula; Sua função é a elevação e rotação para baixo da.

4. ROMBÓIDE: sua origem é nos processos espinhosos de C7-T5, sua inclusão se da na borda medial da escápula abaixo da espinha da escápula, sua ação é a adução e rotação para baixo da escápula.

5. SERRÁTIL ANTERIOR: sua origem ocorre na superfície externa das oito ou nove costelas superiores, sua inserção é superfície anterior da borda vertebral da escápula, sua ação é abdução e rotação para cima da escápula.

6. PEITORAL MENOR: sua origem é na superfície anterior da terceira à quinta costela, sua colocação é no processo coracóide da escápula, sua função é a abdução, depressão e rotação para baixo da escápula.

6.1. PEITORAL MAIOR: sua origem é na metade medial da clavícula, esterno, 6 primeiras costelas. sua inserção é tubérculo maior do úmero, sua ação flexiona, aduz e roda medialmente o braço.

7. GRANDE DORSAL: sua origem é nos processos espinhosos de T6-T12 e vértebras lombares, sacro, crista ilíaca posterior (fáscia (toracolombar), sua inserção ocorre no sulco intertubercular do úmero, sua ação estende, aduz e roda medialmente o braço.

8. GRUPO: (supra-espinhoso; infra-espinhoso, subescapular, redondo menor)

8.1. A principal função desse grupo é manter a cabeça do úmero contra a cavidade glenóide, reforçar a cápsula articular e resistir ativamente a deslocamentos indesejáveis da cabeça do úmero em direção anterior, posterior e superior.

9. DELTÓIDE: tem origem na clavícula, acrômio e espinha da escápula, sua inserçãoé na tuberosidade deltóidea, sua ação: abdução do braço. Fibras anteriores – flexionam e rodam medialmente o braço. Fibras posteriores – estendem e rodam lateralmente o braço.

10. SUPRA-ESPINHOSO: sua origem é na fossa supra-espinhal da escápula, sua inserçã no tubérculo maior do úmero, essa ação ocorre na abdução do braço.

10.1. INFRA-ESPINHOSO: sua origem ocorre na fossa infra-espinhal da escápula, sua inserção no tubérculo maior do úmero, sua ação ocorre na rotação lateral do braço.

11. SUBESCAPULAR: tem origem na fossa subescapular da escápula, sua inserção é no tubérculo menor do úmero, sua ação é responsável pela rotação medial do braço.

12. REDONDO MENOR: sua origem é na margem lateral da escápula, sua inserção no tubérculo maior do úmero, sua ação é na Roda lateralmente o braço.

12.1. REDONDO MAIOR: sua origem é no ângulo inferior da escápula (face dorsal), sua inserção é no tubérculo menor do úmero, sua ação ocorre no aduz, estende e roda medialmente o braço.

13. CORACOBRAQUIAL: sua origem é no processo coracóide da escápula, sua inserção é na porção média do úmero (face medial), sua ação flexiona e aduz o braço.