4 - Topologias

Conteúdo da aula sobre topologias de Redes de computadores para o curso de engenharia elétrica da faculdade Metropolitana de Porto Velho, ministrada pelo professor Autran - www.profautran.com.br

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
4 - Topologias by Mind Map: 4 - Topologias

1. Escolha da Topologia

1.1. Tabela

2. Fisicas

2.1. Tipos

2.1.1. Barramento

2.1.1.1. Vídeo

2.1.1.2. todos os nodos se ligam ao mesmo meio de transmissão.

2.1.1.2.1. Imagem

2.1.1.2.2. Barra ou Backbone

2.1.1.3. Funcionamento

2.1.1.3.1. cada nó conectado pode ouvir todas as informações transmitidas.

2.1.1.3.2. Cada nó tem um endereço unico

2.1.1.3.3. Terminadores

2.1.1.4. Controle do Barramento

2.1.1.4.1. Centralizado

2.1.1.4.2. Descentralizado

2.1.1.5. Desempenho da rede

2.1.1.5.1. Capacidade do hardware dos computadores;

2.1.1.5.2. Número de transmissões na rede;

2.1.1.5.3. Tipos de aplicativos sendo executados;

2.1.1.5.4. Tipos de cabos utilizados;

2.1.1.5.5. Distância entre os computadores.

2.1.1.6. Desvantagens

2.1.1.6.1. Um computador por vez

2.1.1.6.2. Muitos computadores

2.1.1.6.3. Rompimento do barramento

2.1.1.7. Vantagens

2.1.1.7.1. se um computador falhar ele não irá afetar o resto da rede

2.1.1.7.2. Barata e simples de implementar

2.1.2. Estrela

2.1.2.1. Vídeos

2.1.2.2. Todos se comunicam com um nodo central

2.1.2.2.1. Imagem

2.1.2.2.2. Alem de conexão, pode ter outras atividades

2.1.2.3. Vantagens

2.1.2.3.1. Falha da estação não para a rede

2.1.2.3.2. Facilita o controle

2.1.2.3.3. Mais comum

2.1.2.4. Desvantagem

2.1.2.4.1. se uma falha ocorrer no nodo central, todo o sistema pode ficar fora do ar.

2.1.2.4.2. O nodo central limita o tamanho da rede

2.1.2.5. Desempenho da Rede e ditado pelo nodo central

2.1.3. Anel

2.1.3.1. Vídeo

2.1.3.2. consiste em estações conectadas através de um caminho fechado - circulo

2.1.3.2.1. Imagem

2.1.3.3. Funcionamento

2.1.3.3.1. Podem ser unidirecionais ou bidirecionais

2.1.3.3.2. A mensagem entra no anel e circula até ser retirada pelo nó destino

2.1.3.3.3. cada nó

2.1.3.3.4. As estações não são ligadas direto no anel

2.1.3.4. Vantangens

2.1.3.4.1. permite que estações recebam pacotes enviados por qualquer outra estação da rede, independentemente de qual seja o nó destino.

2.1.3.5. Desvantagens

2.1.3.5.1. pouca tolerância a falhas

2.1.3.5.2. Erros de transmissão e processamento podem fazer com que uma mensagem continue eternamente a circular no anel

2.1.3.5.3. não oferece um ponto central para o gerenciamento.

2.1.3.5.4. a falha de um computador pode afetar a rede.

2.1.3.6. Token Ring

2.1.3.6.1. Imagem

2.1.3.6.2. Redes Anel

2.1.3.6.3. Funcionamento

2.1.3.6.4. Vídeo

2.1.3.7. FDDI

2.1.3.7.1. FDDI (Fiber Distributed Data Interface)

2.1.3.7.2. suporta velocidades de transferência de dados de 100 Mbps

2.1.3.7.3. pode conectar cerca de mil estações a distâncias de até 200 Km.

2.1.3.7.4. tornou-se uma escolha popular para os backbones de alta velocidade utilizados por universidades e empresas.

2.1.3.7.5. substituída pelo Fast Ethernet, que ofereceu velocidade de 100 Mbps a um custo muito mais baixo.

2.1.3.7.6. Funcionamento

2.1.4. Barramento - Estrela

2.1.4.1. combinação entre as topologias de barramento e de estrela.

2.1.4.2. Redes estrela conectadas por um barramento central

2.1.4.2.1. Imagem

2.1.4.3. Funcionamento

2.1.4.3.1. Se um computador cai, isso não afeta o restante da rede.

2.1.4.3.2. Se um centralizador é desativado, todos os computadores conectados a ele ficam sem comunicação com o restante da rede.

2.1.4.3.3. Se o centralizador estiver vinculado a outros, essas conexões também são interrompidas.

2.1.5. Anel Estrela

2.1.5.1. Redes estrela conectadas a um anel central formado por centralizadores

2.1.5.1.1. Imagem

2.1.6. Hierárquica ou Arvore

2.1.6.1. essencialmente uma série de barras interconectadas.

2.1.6.1.1. Imagem

2.1.6.2. No, ou barra central

2.1.6.2.1. Onde outros nós ou barras se conectam

2.1.6.2.2. Cada ramificação significa que o sinal deverá se propagar por dois caminhos diferentes.

2.1.6.3. Utilização

2.1.6.3.1. Aplicações em Tempo real

2.1.6.3.2. Automação

2.1.6.4. Funcionamento

2.1.6.4.1. Computadores provem serviços com as informações disponiveis

2.1.6.4.2. se a informação não esta disponivel

2.1.6.4.3. a requisição é direciona um nível acima

2.1.7. Distribuida - MESH

2.1.7.1. Vídeo

2.1.7.2. vários pontos de concentração interligados entre si. cada um com seu conjunto próprio de terminais

2.1.7.2.1. Imagem

2.1.7.2.2. passam a se comportar como uma única

2.1.7.2.3. A interligação de cada ponto com todos os outros garante tolerância a falhas

2.1.7.2.4. Também garante qualidade de serviço superior

2.1.7.2.5. Mas gera um custo muito grande

2.1.7.3. As ligações são estabelecidas apenas entre estes pontos de concentração.

2.1.7.3.1. diminui consideravelmente os custos das linhas.

2.1.7.3.2. Mas as linhas tem que ter capacidade maior

3. Lógicas

3.1. Broadcasting

3.1.1. cada host envia os seus dados a todos os outros hosts conectados ao meio físico da rede.

3.1.1.1. O Primeiro a chegar é o primeiro a usar.

3.1.1.2. A Ethernet funciona desta maneira.

3.1.2. Imagem

3.1.3. Existem colisões quando duas transmissões começam ao mesmo tempo.

3.1.3.1. Quando ocorrem colisões a transmissão tem que reiniciar outra vez.

3.1.4. Outras formas

3.1.4.1. Anycast

3.1.4.1.1. Imagem

3.1.4.1.2. envia os dados para o nó mais próximo disponível dentro de um grupo de receptores

3.1.4.1.3. reduz a latência

3.1.4.1.4. balanceamento de carga para serviços

3.1.4.2. Unicast

3.1.4.2.1. Imagem

3.1.4.2.2. Comunicação na qual um pacote é enviado de um host e endereçado a um destino específico.

3.1.4.2.3. há apenas um remetente e um receptor

3.1.4.2.4. forma predominante de transmissão em redes locais e na Internet

3.1.4.3. Multicast

3.1.4.3.1. Imagem

3.1.4.3.2. Comunicação na qual um pacote é enviado para um grupo específico de dispositivos ou clientes.

3.1.4.3.3. Os clientes da transmissão multicast devem ser membros de um grupo multicast lógico para receber as informações

3.1.4.3.4. transmissão de vídeo e de voz associada a uma reunião de negócios colaborativa

3.1.4.4. Resumindo

3.1.4.4.1. Imagem

3.1.4.4.2. Unicast: Transmissão feita por um emissor, destinada a apenas um receptor na rede

3.1.4.4.3. Multicast: Transmissão feita de um emissor para vários receptores na rede (não necessariamente todos);

3.1.4.4.4. Anycast: Transmissão feita de um emissor para o endereço mais próximo de um grupo de receptores na rede;

3.1.4.4.5. Broadcast (difusão): É a transmissão feita de um emissor para todos os receptores da rede.

3.2. Passagem de Token

3.2.1. A passagem de token controla o acesso à rede, passando um token eletrônico sequencialmente para cada host.

3.2.2. Quando um host recebe o token, significa que esse host pode enviar dados para a rede.

3.2.3. Se o host não tiver dados a serem enviados, ele vai passar o token para o próximo host e o processo será repetido.

4. Conceitos

4.1. É a topologia de redes que descreve como as redes de computadores estão interligadas, tanto do ponto de vista físico, como o lógico.

4.2. As topologias de redes podem ser de 2 tipos

4.2.1. Lógica

4.2.1.1. Descreve o fluxo de dados através da rede.

4.2.2. Fisica

4.2.2.1. Descreve por onde os cabos passam e onde as estações, os nós, roteadores e gateways estão localizados.

4.2.3. Video