QUIMIOTERAPIA

Uma breve introdução à quimioterapia.

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
QUIMIOTERAPIA by Mind Map: QUIMIOTERAPIA

1. Principais Drogas no Tratamento

1.1. Altretamina (alquilante)

1.2. Cisplatina (alquilante)

1.3. Temozolomida (alquilante)

1.4. 5-fluorouracil (antimetabólico)

1.5. Capecitabina (antimetabólico)

1.6. Metotrexato (antimetabólico)

1.7. Daunorrubicina (antitumoral)

1.8. Doxorrubicina (antitumoral)

1.9. Bleomicina (antitumoral)

1.10. Lomustina (nitrosuréia)

1.11. Docetaxel (inibidor mitótico)

1.12. Paclitaxel (inibidor mitótico)

1.13. Vinblastina (inibidor mitótico)

1.14. Prednisona (agente hormonal)

1.15. Dexametasona (agente hormonal)

1.16. L-asparaginase (enzima)

2. Drogas Antineoplásicas

2.1. Agentes Alquilantes

2.1.1. Causam alterações nas cadeias do DNA, impedindo sua replicação em qualquer fase do clico.

2.2. Agentes Antimetabólicos

2.2.1. Incorporam-se às células bloqueando a produção de enzimas necessárias à síntese de substâncias fundamentais. Ademais, podem interpor-se às cadeias de DNA e RNA.

2.3. Antibióticos Antitumorais

2.3.1. Possuem propriedades citotóxicas que interferem na síntese de ácidos nucleicos.

2.4. Nitrosuréias

2.4.1. Ação similar dos agentes alquilantes. Por serem lipossolúveis, ultrapassam a barreira hematoliquórica.

2.5. Alcalóides da Vinca

2.5.1. São inibidores mitóticos que atuam especificamente sobre as células em fase de mitose.

2.6. Agentes Hormonais

2.6.1. Utilizados com o intuito de deter o crescimento daqueles tumores influenciados por hormônios, como os derivados da mama e próstata.

2.7. Miscelânia

2.7.1. Grupo de agentes antineoplásicos com mecanismos de ação distinta das demais drogas. Apresentam características e toxicidades diversas.

3. Tipos e Finalidades

3.1. Quimioterapia "Adjuvante"

3.1.1. Indicada após a retirada completa do tumor e/ou a radioterapia curativa. Também é utilizada na ausência de metástases detectáveis.

3.2. Quimioterapia "Neoadjuvante"

3.2.1. Prescrita antes da cirurgia ou radioterapia, com a finalidade de reduzir o risco de metástases ou promover a redução de tumores.

3.3. Quimioterapia "Curativa"

3.3.1. Finalidade de cura.

3.4. Quimioterapia "Paliativa"

3.4.1. Visa ao controle de sintomas, não repercutindo na sobrevida dos pacientes. É indicada para casos específicos.

4. Toxicidade

4.1. Os quimioterápicos não agridem seletiva ou exclusivamente as células tumorais. Essas drogas agridem também células normais que possuem características comuns às células tumorais.

4.2. Agressão às células com características mitóticas altas, como o tecido hematopoiético (medula óssea), folículo piloso (pelos e cabelos) e aparelho gastrintestinal.

4.2.1. Quase todos os quimioterápicos exercem toxicidade sobre a formação do tecido hematopoiético, sendo considerados, assim, mielossupressores. Isto é, causam uma supressão na produção de células sanguíneas da medula óssea

4.3. Outros efeitos colaterais

4.3.1. Toxicidade hematológica e pulmonar.

4.3.2. Toxicidade vesical e renal.

4.3.3. Toxicidade dermatológica.

4.3.4. Hepatoxicidade e Neurotoxicidade.

4.3.5. Alterações metabólicas.

4.3.6. Reações alérgicas e anafilaxia.

4.3.7. Irritação do sistema nervoso central.

4.3.8. Náuseas, vômitos e diarréia.

5. Por Mateus Spindola. Este trabalho foi realizado exclusivamente para fins acadêmicos (IBMR/RJ).

6. Para não haver uma poluição visual, as referências bibliográficas não se encontram aqui. Basta entrar em contrato caso alguém necessite. Obrigado.