Rede urbana brasileira

Just an initial demo map, so that you don't start with an empty map list ...

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Rede urbana brasileira by Mind Map: Rede urbana brasileira

1. Metrópole global

2. A Região Metropolitana de São Paulo, também conhecida como Grande São Paulo, reúne 39 municípios do estado de São Paulo em intenso processo de conurbação. O termo refere-se à extensão da capital paulista, formando com seus municípios lindeiros uma mancha urbana contínua. São Paulo é a sexta cidade mais populosa do planeta e sua região metropolitana, com 20 731 917 habitantes, é a região metropolitana mais populosa das Américas´ , e segunda mais populosa do mundo, se incluirmos seu complexo metropolitano. Outras regiões próximas a São Paulo são também regiões metropolitanas do estado, como Campinas, Santos e São José dos Campos; outras cidades próximas compreendem aglomerações urbanas em processo de conurbação, como Sorocaba e Jundiaí. A população total dessas áreas somada à da capital – o chamado Complexo Metropolitano Expandido – ultrapassa 31,5 milhões de habitantes, aproximadamente 75% da população do estado inteiro, sendo a segunda área urbana mais populosa do mundo, superada apenas por Tokyo que alcançou a marca dos 37 milhões de habitantes. As regiões metropolitanas de Campinas e de São Paulo, são interligadas pelo aglomerado urbano de Jundiaí, e formam a primeira macrometrópole do hemisfério sul, unindo 72 municípios, que juntos abrigam 12% da população brasileira.

2.1. Rio de Janeiro

2.1.1. São Paulo

2.1.1.1. Brasília

3. Rio de Janeiro, capital do estado homônimo, é a segunda maior metrópole do Brasil, situada no Sudeste do país. Cidade brasileira mais conhecida no exterior,10 11 maior rota do turismo internacional no Brasil12 e principal destino turístico na América Latina e em todo Hemisfério Sul,12 a capital fluminense funciona como um "espelho", ou "retrato" nacional, seja positiva ou negativamente. Atualmente, o Rio de Janeiro é a segunda maior cidade do país, depois de São Paulo. É também conhecida por Cidade Maravilhosa, e aquele que nela nasce é chamado de carioca. Em 2012, a paisagem urbana da cidade foi considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.13 14 É um dos principais centros econômicos, culturais e financeiros do país, sendo internacionalmente conhecida por diversos ícones culturais e paisagísticos, como o Pão de Açúcar, o morro do Corcovado com a estátua do Cristo Redentor, as praias dos bairros de Copacabana, Ipanema e Barra da Tijuca (entre outros), o Estádio do Maracanã, o Estádio Olímpico João Havelange, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, as florestas da Tijuca e da Pedra Branca, a Quinta da Boa Vista, a Biblioteca Nacional, a ilha de Paquetá, o réveillon de Copacabana, o carnaval carioca, a Bossa Nova e o samba. Representa o segundo maior PIB do país15 (e o 30º maior do mundo16 ), estimado em cerca de 140 bilhões de reais (IBGE/2007),9 e é sede das duas maiores empresas brasileiras - a Petrobras e a Vale, e das principais companhias de petróleo e telefonia do Brasil, além do maior conglomerado de empresas de mídia e comunicações da América Latina, as Organizações Globo.17 Contemplado por grande número de universidades e institutos, é o segundo maior polo de pesquisa e desenvolvimento do Brasil, responsável por 19% da produção científica nacional, segundo dados de 2005. Destaque para a Universidade Federal do Rio de Janeiro que publicou 5 952 artigos entre 1998 e 2002.18 Rio de Janeiro é considerada uma cidade global beta - pelo inventário de 2008 da Universidade de Loughborough (GaWC). Foi a capital do Brasil de 1763 a 1960, quando o governo transferiu-se para a recém-construída Brasília. Sendo, sucessivamente, capital do Estado do Brasil (1621-1815) - uma colônia do império ultramarino português - de 1763 até 1815, depois do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves (1815-1822), do Império do Brasil (1822-1889) e da República dos Estados Unidos do Brasil (1889-1968) até 1960, em decorrência da fundação de Brasília, no mesmo ano, ocorrendo a transferência do governo para a última. Em 1968, já com a capital brasileira sendo Brasília, o Estado brasileiro tomou o nome de República Federativa do Brasil, sua denominação oficial até hoje.

3.1. Use toolbar to add ideas

3.2. Key shortcuts

3.2.1. INS to insert (Windows)

3.2.2. TAB to insert (Mac OS)

3.2.3. ENTER to add siblings

3.2.4. DEL to delete

3.2.5. Press F1 to see all key shortcuts

3.3. Drag & Drop and double-click canvas

3.4. Find out more?

3.4.1. Online Help

3.4.2. Use Cases & Templates

3.4.2.1. Personal Todo List

3.4.2.2. Vacation Planning

3.4.2.3. Meeting Minutes

3.4.2.4. Project Plan

3.4.2.5. more...

3.4.3. Tools and Gadgets

3.4.3.1. Offline Mode

3.4.3.2. Geistesblitz Tools

3.4.3.3. Email & SMS Gateways

3.4.3.4. Offline Mode

4. Metrópoles Brasileiras

5. Brasília é a capital federal do Brasil e a sede do governo do Distrito Federal.9 10 A cidade está localizada na região Centro-Oeste do país, ao longo da região geográfica conhecida como Planalto Central. No censo demográfico realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2010, sua população era de 2 562 963 habitantes, sendo, então, a quarta cidade brasileira mais populosa.nota 1 5 Brasília também possui o segundo maior produto interno bruto per capita do Brasil (45 977,59 reais),13 o quinto maior entre as principais cidades da América Latina e cerca de três vezes maior que a renda média brasileira.14 Como capital nacional, Brasília é a sede dos três principais ramos do governo brasileiro e hospeda 124 embaixadas estrangeiras.15 A cidade também abriga a sede de muitas das principais empresas brasileiras. A política de planejamento da cidade, como a localização de prédios residenciais em grandes áreas urbanas, a construção da cidade através de enormes avenidas e a sua divisão em setores, tem provocado debates sobre o estilo de vida nas grandes cidades no século XX. O projeto da cidade a divide em blocos numerados, além de setores para atividades pré-determinadas, como o Setor Hoteleiro, Bancário ou de Embaixadas. O plano urbanístico da capital, conhecido como "Plano Piloto", foi elaborado pelo urbanista Lúcio Costa, que, aproveitando o relevo da região, adequou-o ao projeto do lago Paranoá, concebido em 1893 pela Missão Cruls.16 A cidade começou a ser planejada e desenvolvida em 1956 por Lúcio Costa e pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Inaugurada em 21 de abril de 1960, pelo então presidente Juscelino Kubitschek, Brasília tornou-se formalmente a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro. Vista de cima, a principal área da cidade se assemelha ao formato de um avião ou de uma borboleta.17 18 A cidade é comumente referida como "Capital Federal" ou "BSB".19 A rigor, a palavra "Brasília" se refere apenas à Primeira Região Administrativa do Distrito Federal, que é formada pelo Plano Piloto e pelo Parque Nacional de Brasília20 . O censo, no entanto, aplica o termo "Brasília" a todo o Distrito Federal.

6. A rede urbana é a malha metropolitana de um país, que se constitui basicamente de cidade global, metrópole nacional, metrópole estadual, metrópole regional, médias e pequenas cidades. A grande conurbação da metrópole fez com que as cidades formassem uma grande rede urbana entre si. A urbanização de uma sociedade origina uma rede urbana, isto é, um sistema integrado de cidades que vai das pequenas ou locais às metrópoles ou cidades gigantescas. A regra geral é que para milhares de pequenas cidades existam centenas de cidades médias e poucas metrópoles. Cidade global: termo que designa, em geografia urbana, a grande cidade, de funções complexas, que exerce influência sobre a área contígua, dentro da qual comanda toda uma rede de cidades menores. Metrópole: termo que designa, em geografia urbana, a grande cidade, de funções complexas, que exerce influência sobre a área contígua, dentro da qual comanda toda uma rede de cidades menores. Aglomerado urbano constituído de várias cidades que cresceram e se uniram por aglutinação. Médias e pequenas cidades: uma cidade é uma área urbanizada, que se diferencia de vilas e outras entidades urbanas por meio de vários critérios, os quais incluem população, densidade populacional ou estatuto legal, embora sua clara definição não seja precisa, sendo alvo de discussões diversas. A população de uma cidade varia entre as poucas centenas de habitantes até a dezena de milhão de habitantes. As cidades são as áreas mais densamente povoadas do mundo.

7. Cidade global (também chamada de cidade mundial, cidade alfa ou centro mundial) é uma cidade considerada um ponto importante no sistema econômico global. O conceito vem dos estudos urbanos e da geografia e se assenta na ideia de que a globalização criou, facilitou e promulgou locais geográficos estratégicos de acordo com uma hierarquia de importância para o funcionamento do sistema global de finanças e comércio. A mais complexa dessas entidades é a "cidade global", através da qual as relações vinculativas de uma cidade têm efeito direto e tangível sobre assuntos globais através de meios sócio-económicos.1 A expressão "cidade global", em oposição à megacidade, foi introduzida por Saskia Sassen, em referência a Londres, Nova Iorque e Tóquio, em sua obra de 1991 "A Cidade Global".2 O termo "cidade mundial" já tinha sido usado por Patrick Geddes, em 1915, para descrever as cidades que controlam uma quantidade desproporcional de datas de negócios globais. Depois dele Peter Hall, em sua obra The World Cities (1966) usou uma série de critérios para definir as cidades que ocupam o topo da hierarquia urbana mundial. Vinte anos depois, John Friedmann lançou The World City Hypothesis e indicou as cidades que comandavam a economia global.3 4 . Com uma metodologia multidisciplinar e inovadora, Ronald Daus investigará depois o papel de um “fundamento europeu”, existente desde a “invenção” do colonialismo, nas cidades globais extra-europeias que se desenvolvem durante o século XX e que é responsável pelo caos urbanístico que assola localidades situadas tanto fora da Europa como nela própria, suscitando novas questões em áreas como as da sociologia ou da antropologia cultural