tutorial

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
tutorial by Mind Map: tutorial

1. 1.Controlar o andamento da produtividade de um determinado software.2.Realizar a medição do tamanho funcional do software.3.Sabendo o tamanho funcional de um software é possível realizar comparações.4.Com a utilização da técnica é possível tomar decisões do tipo “Make or Buy”.5.Utilizar a medida para fundamentar contratos de compra e venda de softwares ou contratar serviços

2. 2 Projeto de desenvolvimento

2.1. é contado na análise de ponto de função todas as funcionalidades fornecidas aos usuários até a instalação do sistema, ou seja, funcionalidades de conversão também são contadas.

2.2. Identificar o escopo da contagem

2.3. Aplicando o conhecimento Esta etapa está pronta

2.4. aplicação é o software instalado

2.5. projeto de melhoria mede todas as funcionalidades novas

2.6. Identificar o escopo da contagemEsta é uma etapa crucial para o andamento do projeto, a definição de um escopo3 errado pode acarretar em prejuízos incalculáveis para o projeto ou até a perda total dele, o escopo define quais funções serão incluídas na contagem

2.7. Aplicando o conhecimento nesta etapa devemos definir o escopo da contagem e a fronteira da aplicação.

2.8. Contar funções do tipo dado. Arquivos lógicos que estão dentro da fronteira da aplicação e mantidos pela mesma são chamados de Arquivos Lógicos Internos (ALI), já os arquivos lógicos lidos de outra aplicação são chamados de Arquivos de Interface Externa (AIE).

2.9. Arquivo Lógico Interno

2.9.1. Arquivo de configuração, conexão, segurança (senhas) mantidos pela aplicação

2.9.2. 2. Tabelas ou grupos de tabelas do banco de dados mantidas pela aplicação.

2.10. Arquivo de Interface Externa

2.10.1. 1. Dados de segurança armazenados em arquivos lógicos e mantidos por aplicações específicas a este fim.

2.10.2. 2. Dados salariais armazenados na aplicação financeira, mas utilizados pela aplicação contada.

2.11. Determinação da complexidade e da contribuição é o grau de influência que um arquivo lógico tem para o tamanho funcional do sistema

2.12. Tipos de Registro (TR): É um subgrupo de dados.

2.12.1. São contados três tipos de registro, pois todo arquivo lógico é um tipo de registro dele mesmo. É importante perceber que essa solução é tomada, uma vez que o usuário enxerga auxiliar e dentista como funcionário e não entidades separadas, ou seja, o importante é a visão do negócio.

2.13. Aplicando o conhecimento

2.13.1. 1. Elabore um modelo lógico do seu projeto

2.13.2. 2. Identifique todas as tabelas reconhecidas pelo usuário, ou seja, as que fazem parte da visão do negócio e classifique-as como ALI ou AIE.

2.13.3. 3. Faça uma análise da todas as tabelas que não estão na visão do negócio

2.13.4. 4. Determine a complexidade de cada arquivo lógico.

2.13.5. 5. Determine a contribuição de cada arquivo lógico.

2.13.6. 6. Realize a soma de todas as contribuições

2.14. Contar funções do tipo transação,são as funcionalidades base para o funcionamento do sistema, estas funções são chamadas de processos elementares e são classificadas em Entradas Externas, Saídas Externas, Consultas Externas.

2.15. Entrada Externa é um processo de controle, ela também realiza o processamento de dados do sistema e direciona o mesmo para atender os requisitos da aplicação.

2.16. Saída Externa,Processo elementar destinado a apresentação de informação ao usuário ou a outra aplicação externa que utiliza de cálculos para processar essas informações.

2.17. Consulta Externa Processo elementar que apresenta informação ao usuário ou a outra aplicação externa por meio de recuperação simples.

2.18. Determinação da complexidade e da contribuição Complexidade é o grau de influência que um processo elementar tem para o tamanho funcional do sistema.

2.19. Pontos de função não ajustados,Neste ponto nós entendemos a relação de um arquivo lógico com um processo elementar

2.19.1. Aplicando o conhecimento Devemos somar as contribuições de todas as funções do tipo dado e do tipo elemento

2.20. Determinar o fator de ajuste,Este guia tem por objetivo estimar pontos de função, a inclusão de análises subjetivas afetará a contagem e aumentará o erro.

2.20.1. Não será feita análise para esta etapa, uma vez que a mesma é instituída opcional pelo IFPUG e pode aumentar o erro na estimativa.

2.21. Realizar o cálculo dos pontos de função ajustados,Esta é a etapa final para obter o tamanho funcional do seu projeto. Existem três tipos de contagem, como já foi dito:

3. requisitos

3.1. A extração dos requisitos consiste em uma parte crítica na elaboração de uma proposta, ela está ligada diretamente ao sucesso ou ao fracasso de um projeto.

3.2. Claro que é impossível extrair todos estes requisitos nesta fase inicial, logo uma melhor extração irá gerar uma melhor estimativa

4. analise de ponto de função

4.1. foi desenvolvido na década de 70 na IBM

5. motivação e beneficio

5.1. auxilia na estimativa de ponto de função na fase inicial de um ciclo de vida de um projeto

5.2. tem a finalidade de difundir o uso de técnicas de analise de ponto de função

5.3. é preciso saber o tamanho do software. ganhar dinheiro com isso.

5.4. são 5 beneficios

6. pontos chave

7. 1.mede o tamanho funcional de um software. 2. IFPUG - International Function Point Users Group é o órgão internacional responsável pela manutenção e evolução da técnica;3.Medir ou estimar. 4.Análise de ponto de função não leva em consideração como o software é construído, mas sim o que ele faz.

8. 1.definir o tipo de contagem

8.1. 2.Identificar o escopo da contagem e a fronteira da aplicação

8.2. 3.Contar funções: a. Tipo dados b. Tipo transação

8.3. 4. Determinar a contagem de pontos de função não ajustados

8.4. 5. Determinar o valor do fator de ajuste

8.5. 6. Calcular o número dos pontos de função ajustados

9. tipo de contagem

9.1. 1. Projeto de desenvolvimento;

9.2. 2. Projeto de melhoria;

9.3. 3. Aplicação