A PSICOLOGIA JURÍDICA PARA O DIREITO

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
A PSICOLOGIA JURÍDICA PARA O DIREITO by Mind Map: A PSICOLOGIA JURÍDICA PARA O DIREITO

1. PSICOLOGIA JURÍDICA STRICTO SENSU

2. utiliza das principais áreas da psicologia jurídica para auxiliar o direito a atingir os seus fins

3. PERSONALIDADE

4. a personalidade refere-se as características de ser de uma determinada pessoa

5. A personalidade esta fundada numa construção, e não num grupo de características adquiridas no nascimento

6. A personalidade é apenas uma parte do complexo aparelho psiquíco descoberto por FREUD, que descreveu como uma estruturação do sistema mental ( primeira concepção tópica apresentada em 1900)

7. (DSM-5,2014) da AMERICAN PSICHIATRIC ASSOCIATION refere-se ao transtorno da personalidade quando traços significativos da personalidade do indivíduo o tornam inflexível ou desadaptado em diferentes ambientes ou situações

8. Inicialmente distinguiu três sistemas: o inconsciente, o consciente e o pré-consciente (primeira tópica)

9. A partir de 1920 elaborou um outro modelo do aparelho psíquico, denominado segunda tópica, e também constituído de três instâncias: ego, suprerego e id

10. psicologia psicanalística, psicologia comportamental, psicologia do desenvolvimento, psicologia cultural entre outras.

11. FREUD/ PAVLOV / ERICKSON / MASLOW / HOLMES / BEE/ TYSON

12. mecanismos de defesa do ego: regressão, projeção,introjeção, identificação, isolamento, anulação, formação reativa, racionalização, somatização, dissociação, sublimação, intelectualização, desolamento e conversão

13. ESTÁGIOS DE DESENVOLVIMENTO: estágio pré-natal (concepção até o nascimento ) primeira infância ( nascimento até 3 anos ) segunda infância ( 3 a 6 anos ) terceira infância ( 6 a 12 anos ) adolescência ( 12 a 20 anos ) jovem adulto ( 20 a 40 anos ) meia idade ( 40a 60 anos ) terceira idade ( 60 anos em diante )

14. NOÇÕES DE PERSONALIDADE SOBRE O ENFOQUE JURÍDICO

15. CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO estabelece que "A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com a vida, mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro" nesse aspecto, a questão de se determinar o inicio da personalidade tem relevância porque é a partir do seu conhecimento que o homem se torna sujeito de direitos

16. dentre alguns direitos relacionados ao direito de personalidade se destacam. num rol meramente exemplificativo, os seguintes: " direito a vida, direito ao nome, direito a honra, direito a imagem, direito a integridade psíquica "

17. TEORIA DA CRENÇA DO MUNDO JUSTO

18. concebida por LERNER ( 1980)

19. pela crença do mundo justo, o homem encontra significado para o sofrimento, que passa a ser melhor suportado justamente porque o mundo é justo, inviabilizando, assim, situações de revolta e de angústia frente a situações injustas, uma carga agregada a vitimização primária

20. vitimização primária e secundária

21. vitimização secundária qualificada em quatro tipos: minimização do sofrimento da vítima; evitação da vítima; desvalorização da vítima; culpabilização da vítima