Fluídos orgânicos

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Fluídos orgânicos by Mind Map: Fluídos orgânicos

1. Leis do fluxo de fluídos

1.1. Equação de Bernoulli

1.1.1. Utilizada para descrever o comportamento dos fluidos em movimento no interior de um tubo. A equação de Bernoulli é obtida a partir do Teorema da Conservação de Energia Mecânica e da relação entre o trabalho mecânico e a energia dos corpos.

1.2. Lei de Poiseuille

1.2.1. Descreve um fluido incompressível de baixa viscosidade através de um tubo de seção transversal circular constante.

1.3. Lei de Stokes

1.3.1. Relaciona o tamanho de uma esfera e a velocidade de queda dela. Existem três forças que atuam sobre a esfera: uma força gravitacional descendente (Fg), uma força de flutuação ascendente (Fb) e uma força de arraste de sentido para cima (Fd).

2. Compartimentos dos Líquidos Corporais

2.1. Líquido extracelular

2.1.1. Líquido intersticial

2.1.1.1. liquido presente entre as células

2.1.2. Plasma

2.1.2.1. parte não celular do sangue

2.2. Líquido intracelular

2.3. O líquido intracelular varia para cada tipo de célula e corresponde a aproximadamente 40% do peso corporal.

2.4. Líquido transtubular

2.4.1. Compartimento menor que comporta os líquidos dos espaços sinoviais, peritoneais, pericárdio, intracelulares e cefalorraquidiano.

3. Importância da física dos fluídos

3.1. Entender os processos fisiológicos

3.1.1. Função da água

3.1.2. Função vascular

3.1.3. Função renal

3.1.4. Função pulmonar

4. Tipos de fluídos

4.1. Ideal

4.1.1. As moléculas não exercem nenhum tipo de força de atração entre si e não existe atrito entre elas.

4.2. Não ideal ou Newtoniano

4.2.1. Sua viscosidade ou atrito são constantes para diferentes taxas de cisalhamento. A tensão é diretamente proporcional à taxa de deformação.

4.2.1.1. Não existe nenhum fluído perfeitamente newtoniano, porém a água e o ar são considerados newtonianos pois possuem grande homogeneidade

4.3. Não newtoniano

4.3.1. A tensão de cisalhamento não é diretamente proporcional à taxa de deformação. Sendo assim, os fluidos não newtonianos podem não ter uma viscosidade definida.

5. Viscosidade

5.1. Lei de Stokes

5.1.1. Força de fricção em objetos esféricos que se movem em um fluido

5.2. Viscosidade é a propriedade física que caracteriza a resistência de um fluido ao escoamento.

6. Aplicações clínicas

6.1. Exemplo:

6.1.1. Aneurisma

6.1.1.1. Um aneurisma é uma dilatação que se forma em uma artéria, em decorrência de uma vasodilatação anormal.

6.1.1.2. Razão do fluxo diminui e a pressão aumenta.

7. Alguns tipos de fluídos corporais

7.1. Sangue

7.2. Urina

7.3. Saliva

8. O que é um fluído?

8.1. Grandezas que caracterizam os fluídos

8.1.1. Massa especifica

8.1.1.1. ρ = M (massa) V (volume)

8.1.2. Pressão

8.1.2.1. P = F (força aplicada pelo fluído) A (área de aplicação dessa força)

8.2. Elementos que possuem capacidade de escoar

8.2.1. Líquidos e gases

9. Velocidade de um fluído

9.1. Equilíbrio

9.1.1. Mesma velocidade em toda sua massa.

9.2. Desequilíbrio

9.2.1. Velocidade diferente em toda sua massa

9.3. Equação de Bernoulli

9.3.1. Para um fluxo sem viscosidade, um aumento na velocidade do fluido ocorre simultaneamente com uma diminuição na pressão ou uma diminuição na energia potencial do fluido.