THEORY OF CHANGE WOMEN OF CERRADO´S NETWORK Fortalecimento da rede de mulheres da agricultura f...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
THEORY OF CHANGE WOMEN OF CERRADO´S NETWORK Fortalecimento da rede de mulheres da agricultura familiar em grupos socialmente vulneráveis: mulheres de assentamentos da reforma agrária, aldeias indígenas e quilombolas por Mind Map: THEORY OF CHANGE  WOMEN OF CERRADO´S NETWORK  Fortalecimento da rede de mulheres da agricultura familiar em grupos socialmente vulneráveis: mulheres de assentamentos da reforma agrária, aldeias indígenas e quilombolas

1. IMPACT

1.1. Modelo de negócios (mulheres da agricultura familiar) que podem ser replicados no mesmo contexto na América Latina

1.2. Abordagem e processos que são "turn points" na organização de mulheres da agricultura familiar

1.3. Restauração do Cerrado Produção de água (não desertificação) Climate Change Resilience

2. LONG TERM OUTCOMES

2.1. Governança dos recursos naturais comuns

2.2. Climate Change Resilience

3. ATIVIDADES

3.1. SOCIAL

3.1.1. Empoderamento das mulheres

3.1.1.1. Mapeamento das comunidades e grupos de mulheres a serem incluídos no projeto

3.1.1.2. Treinamento em gestão da financeira, gestão da propriedade, marketing e comunicação, economia solidária, inovação e empreendedorismo

3.1.2. Engajamento das comunidades

3.1.2.1. Engajamento de mulheres no Cerrado para ampliação da rede

3.1.2.2. Engajamento das novas gerações

3.2. ECONÔMICO

3.2.1. Produção

3.2.1.1. Mapeamento das unidades extrativistas e de agroindústria de baru disponíveis para o projeto

3.2.1.2. Desenvolvimento da produção de infraestrutura das associações de mulheres

3.2.2. Desenvolvimento local

3.2.2.1. Desenvolvimento de governança e canais de vendas que privilegiem localmente a rede de associação de produtores

3.3. AMBIENTAL

3.3.1. Climate Change Resilience

3.3.1.1. Mapeamento das áreas que podem ser protegidas

3.3.1.2. Mapeamento das áreas que podem ser restauradas

3.3.1.3. Capacitação das mulheres em técnicas de restauração e de conservação

3.3.2. Gestão sustentável

3.3.2.1. Capacitação das mulheres em extrativismo sustentável e em melhores práticas de agroecologia

3.3.2.2. Engajamento das comunidades no plantio e conservação do baru