Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
PSICOLOGIA por Mind Map: PSICOLOGIA

1. MOTIVAÇÃO

1.1. Conceito

1.1.1. Pode ser definida como o impulso que o ser humano tem de satisfazer suas necessidades.

1.2. Teorias

1.2.1. Hierarquia das necessidades, Abraham Maslow

1.2.1.1. Para esquematizar sua teoria, Maslow utilizou os graus de uma pirâmide. Cada um deles abriga um nível de necessidades: as primárias em sua base, seguida das necessidades secundárias no meio e as necessidades de realização pessoal, ocupando o topo da estrutura

1.2.1.1.1. Fisiologica

1.2.1.1.2. Segurança

1.2.1.1.3. Social

1.2.1.1.4. Estima

1.2.1.1.5. Auto realização

1.2.2. Teoria X e Teoria Y, Douglas McGregor

1.2.2.1. Na teoria X, o colaborador é tido como relaxado, preguiçoso e gosta pouco de trabalhar.

1.2.2.2. Na teoria Y, o perfil do trabalhador é de quem gosta das responsabilidades e a busca crescimento dentro da empresa.

1.2.3. Teoria de 2 fatores, Frederick Herzberg.

1.2.3.1. Fatores Intrínsecos

1.2.3.1.1. Esses fatores estão relacionados às ferramentas e estruturas oferecidas pela empresa. Quando ausentes, causam insatisfação, mas quando presentes, apesar de satisfatórios, não causam necessariamente a motivação do funcionário. EX: Salário, boa relação interpessoal, boas condições de trabalho

1.2.3.2. Fatores Extrínsecos

1.2.3.2.1. Eles estão relacionados aos objetivos do próprio funcionário tanto em relação a sua carreira, quanto ao seu cargo atual e atividades que exerce.

2. PODER

2.1. Conceito

2.1.1. Poder é a imposição da vontade de uma pessoa ou instituição sobre os indivíduos

2.2. Assédio nas organizações

2.2.1. O assédio moral acontece devido ao abuso do poder por parte da liderança formal (cujo poder é atribuído pela autoridade do cargo) provocando um cenário de discriminação dentro da organização. De uma forma geral, o medo do desemprego é uma das principais causas desse fenômeno, e o trabalhador, diante de uma situação conflituosa, acaba se sujeitando a atitudes não profissionais para conviver com a suposição de empenho – e assim, não perder o seu emprego.

3. PERSONALIDADE

3.1. CONCEITO

3.1.1. A personalidade é uma característica do ser humano que organiza os sistemas físicos, fisiológicos, psíquicos e morais de forma que, interligados, determinam a individualidade de cada ser.

3.2. O que determina a personalidade

3.2.1. Hereditariedade

3.2.1.1. São características que são predeterminadas no nascimento de uma pessoa, são características que vem dos genes e não podem ser mudadas.

3.2.2. Ambiente

3.2.2.1. o ambiente em que vivemos tem extrema importância na formação da personalidade, ambiente familiar, escolar e amigos

3.2.3. Situação

3.2.3.1. Em determinadas situações a personalidade de uma pessoa pode mudar para se adequar.

4. Comunicação

4.1. Conceito

4.1.1. Uma das coisas mais importantes e buscadas dentro das organizações empresariais é uma comunicação eficaz. A comunicação não está ligada apenas ao fato de saber dizer algo a outras pessoas. Ela consiste em fazer com que o outro lado entenda aquilo que é dito, sem que haja qualquer tipo de má interpretação.

4.2. Elementos que compõem:

4.2.1. Emissor: responsável por transmitir a mensagem, com todas as informações necessárias para que haja o entendimento assertivo;

4.2.2. Receptor: trata-se de quem recebe a mensagem e faz a sua interpretação;

4.2.3. Linguagem: aqui estamos falando dos códigos de linguagem que são utilizados para que haja a transmissão correta das informações;

4.2.4. Mensagem: por fim, a mensagem é basicamente o conjunto de informações que são transmitidas

4.3. Importância de uma comunicação eficaz:

4.3.1. Assertividade nos processos

4.3.2. Engaja e motiva os colaboradores

4.3.3. Diminuição de conflitos

4.3.4. Melhora o clima organizacional

5. Liderança

5.1. Uma liderança organizacional de excelência, garante empenho e cooperação de todos os profissionais, nesse sentido, para que ela surta efeito, o líder precisa ser dinâmico, carismático, assumir desafios e inspirar os demais que estão ao seu redor, não só os colaboradores de sua equipe, como também seus pares e até mesmo seus superiores.

5.2. Características de uma boa liderança

5.2.1. Criatividade

5.2.2. Intuição

5.2.3. Proatividade

5.2.4. Bom exemplo

5.2.5. Ética

6. Comportamento Organizacional

6.1. Conceito

6.1.1. São atitudes praticadas no ambiente empresarial. Ele se refere à maneira com que indivíduos e grupos agem e se comportam dentro de uma organização. O comportamento organizacional exerce influência sobre o clima da empresa e sobre a percepção que diretores, gestores e demais colaboradores têm sobre a organização.

6.2. Importância de analisar e entender o comportamento organizacional

6.2.1. Comportamento organizacional favorece a adoção de melhores práticas voltadas à gestão de pessoas. Isso ajuda a melhorar o clima da empresa e a tornar os colaboradores mais satisfeitos, engajados com os resultados e produtivos.

6.2.2. Ao entender com mais profundidade o comportamento organizacional, é possível reter melhor os talentos da empresa e promover a melhoria contínua dos processos internos.

7. Grupos

7.1. Conceito

7.1.1. Grupos são definidos como dois ou mais indivíduos que reúnem em prol de um determinado objetivo.

7.1.2. Grupo Informal

7.1.2.1. São alianças que não são estruturadas formalmente nem determinadas pela organização. Estes grupos são formações naturais dentro do ambiente de trabalho, que surgem em resposta à necessidade de contato social.

7.1.3. Grupo formal:

7.1.3.1. São definidos pela estrutura da organização, com atribuições de trabalho que estabelecem tarefas. Nestes grupos, o comportamento das pessoas é estipulado e dirigido em função das metas organizacionais.

7.2. Teorias

7.2.1. Estudo de Hawthorne

7.2.1.1. os estudos Hawthorne concluíram que comportamento e sentimentos estão intimamente relacionados, que as influências do grupo afetam significativamente o comportamento individual, que os padrões do grupo têm uma forte influência sobre os resultados individuais e que o dinheiro é um fator menor na determinação de resultados se comprado com os padrões do grupo, os sentimentos do grupo e a segurança.

7.3. Ponto forte

7.3.1. Os grupos são capazes de gerar informações e conhecimentos mais completos. Por agregar os recursos de diversos indivíduos, os grupos conseguem mais entradas para o processo decisório. Além da quantidade de contribuições, os grupos também trazem heterogeneidade ao pro- cesso. Oferecem uma maior diversidade de pontos de vista.

7.4. Ponto fraco

7.4.1. Consomem muito tempo para a tomada de decisões, as discussões podem ser dominadas por um individuo ou um pequeno subgrupo.